Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| Uma pintura do país, escola hiper realista

por josé simões, em 20.06.14

 

 

 

O banqueiro há mais tempo no activo em Portugal, à frente dos destinos de um banco de família de sangue e de família do sistema, do sistema de viver à sombra do Estado e dos negócios com o Estado, propõe para chairman um leigo e inexperiente em negócios da banca mas militante de O, El, Le, The um partido do sistema, por excelência, do sistema de viver à sombra do Estado, dos negócios com o Estado e da promiscuidade entre a cousa pública e a cousa privada, também ele deputado e por herança familiar [há mais "nomes de família", por herança, no PSD]. E andamos nisto desde que existe BES e andamos nisto desde que existe PPD/ PSD. Uma espécie de Goldman Sachs de trazer por casa.

 

«Mota Pinto será chairman e Ricardo Salgado ficará à frente do Conselho Estratégico do BES»

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

1 comentário

Comentar post