Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| Isso agora é o que menos importa

por josé simões, em 10.07.15

 

cartas.png

 

 

Como o quando e o onde já sabemos, o que interessava agora saber é o "quem, como e porquê" ganhou 100 milhões de euros sem mexer uma palha, sem criar um posto de trabalho, sem investir na economia real, sem produzir absolutamente nada, sem beneficio para a economia e para a sociedade, sem sair de casa, só com especulação. Pedro Passos Coelho gosta disto, é o mercado a funcionar, diz. E estas, sim, é que são as "regras do jogo" que importa mudar.


[Imagem]

 

 

 

 

||| "É preciso ajudar o senhor Presidente da República a terminar o seu mandato com dignidade"

por josé simões, em 14.05.14

 

 

 

||| O camarada Pires de Lima, ministro da Economia da Republica Popular da China

por josé simões, em 13.05.14

 

 

 

Ver o camarada António Pires de Lima, com manifesta satisfação, informar em primeira mão que os governos dos dois países «ponderam, no futuro, criar as condições para haja uma ligação directa entre Lisboa, Pequim e Xangai» assegurada não pela TAP mas pela Air China. Para equilibrar a balança comercial.

 

[Imagem "The Power of Publicity", Zhao Bo, 2008]

 

 

 

 

 

 

||| Descubra as diferenças

por josé simões, em 13.05.14

 

 

 

«Pagamento faseado de dívidas de clientes à EDP aumentou 25%

 

Electricidade foi cortada em 285 mil casas, cerca de 5% dos contratos residenciais.»

 

 

«"À beira de terminar o programa de ajustamento [...] o que me parece é que há uma nova esperança a nascer em Portugal", afirmou Cavaco Silva, ao dirigir-se a cerca de uma centena de quadros portugueses a viver na zona de Xangai […]»

 

 

 

 

 

 

||| Consenso político é na China

por josé simões, em 12.05.14

 

 

 

Até a bala é paga pelos familiares.

 

[Imagem fanada no sítio da agência EFE]

 

 

 

 

 

 

||| Preocupações

por josé simões, em 26.02.14

 

 

 

A preocupação não é com a lavagem de dinheiro das máfias e com a livre circulação de criminosos no espaço europeu, porque esta gente passou do comunismo para o capitalismo num click e ficou rica do dia para a noite graças ao trabalho árduo e ao empreendedorismo e, agora que tem muito dinheiro, ganhou estatuto de respeitabilidade e honorabilidade. Não. A preocupação é com a especulação que os "empresários" e "empreendedores" indígenas, sempre à coca do click de "passagem do comunismo para o capitalismo",  possam fazer com o dinheiro de origem obscura das máfias, promovidas a cidadãos europeus de primeira classe.

 

«APEMIP e Governo preparam protocolos com chineses para travar abusos nos vistos gold»

 

[Imagem]