Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| «Ninguém ousa chamar os bandidos pelos nomes»

por josé simões, em 19.07.15

 

Bobby Becker.jpg

 

 

«Em causa negociatas, tentativas de branqueamento e enriquecimento ilícito e figuras públicas, políticos, estruturas partidárias, altos funcionários do Estado e firmas privadas. É esta a índole dos envolvidos. São Pedro da Cova, crime ambiental, corrupção, branqueamento, fraude fiscal e tráfico de influências que já duram há quase 20 anos. Crimes que continuam por investigar. Cavaco Silva, Durão Barroso, Valentim Loureiro, Nuno Melo, Assunção Cristas e Marco António Costa são as personalidades que, directa ou indirectamente, estão ligadas a esta sucessão de acontecimentos.


O processo-crime para apurar estas suspeitas foi arquivado»


[Imagem]

 

 

 

 

|| Ai destino ai destino, Ai destino que é o meu, Ai destino ai destino, Destino que Deus me deu (*)

por josé simões, em 29.09.09

 

 

 

Viver no país onde os cidadãos votam no candidato que lhes oferece bilhetes para um concerto de Tony Carreira. É mau – o candidato e o Tony; seja qual seja o candidato, seja qual seja o Tony.

 

Não, não «é a "sul-americanização absoluta da política"»; não, não «representa uma mexicanização da política». É música de intervenção e 50 anos de Salazar enquistados na alma portuguesa. É miséria.

 

(*)

 

(Imagem de autor desconhecido)

 

 

 

Importa-se de repetir?!

por josé simões, em 04.12.06
“Ninguém pense que ando aqui atrás de tachos para ganhar muito dinheiro”
 
Valentim Loureiro, comentando o parecer do Tribunal de Contas sobre o Metro do Porto