Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Resist

por josé simões, em 24.02.24

 

Hanna Vasyk.jpg

 

 

Coisas que chateiam Putin e o fascismo russo:

Hanna Vasyk, activista LGBT, e Junior Sergeant of the Ukrainian Armed Forces, PhD in Anthropology and Philosophy of Culture.

 

 

 

 

Resist

por josé simões, em 23.02.24

 

apnews.jpg

 

 

A mural on an apartment building wall depicts Ukrainian volunteer soldier Maksym Yalovtsov, 32, in Kiyv, Ukraine, Monday, Feb 5, 2024. Yalovtsov, call-sign Regbist (rugby player), a wrestling coach and Dynamo Kiyv ultras, was killed in a battle with the Russian troops in 2022. AP Photo/ Efrem Lukatsky

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Waiting for the Sun

por josé simões, em 20.02.24

 

afp photo.jpg

 

 

Standing among the debris of their homes in Ukraine⁣

 

 

 

 

A morte saiu à rua num dia assim

por josé simões, em 14.01.24

 

AFPPhoto.jpg

 

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

In Memoriam

por josé simões, em 14.01.24

 

Maksym Kryvtsov.jpg

 

 

Maksym Kryvtsov

 

1990 - 2024

 

 

 

 

One man solitary and no city

por josé simões, em 05.01.24

 

SPA_ARA (1).jpg

 

 

Where I'm from, well no one lived there.I look back now, nothing's changed.Where I'm from now, still no one lives there.Look back again and lock the door.Yeah, I maintain, I still remainOne man solitary and no city

 

[Imagem "Drons a Kíiv, artilleria al Donbass", Oleg Petrasyuk/ EPA-EFE, primeira página diário catalão Ara, n.º 4736, 05/ 01/ 2024]

 

 

 

 

Fallen Angels

por josé simões, em 29.12.23

 

reuters (39).jpg

 

 

Angel figurines are seen on a window of a local grocery store broken by shrapnel while a Ukrainian Army truck drives by in a village near a front line in Kharkiv region, Ukraine, December 25. Reuters/ Viacheslav Ratynskyi

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Romanos 8:31

por josé simões, em 29.11.23

 

AFP PHOTO (5).jpg

 

 

Ukrainian servicemen look their smartphones as they wait, shelting from the autumn rain as they stand next frescos in St. Michael's Cathedral in Kyiv on November 2023, amid Russian invasion in Ukraine.⁣ Sergei Supinsky

 

 

 

 

 

Undercover

por josé simões, em 24.09.23

 

reuters (21).jpg

 

 

A sniper of Ukraine's 3rd Separate Assault Brigade takes a position during a reconnaissance mission, near Bakhmut, Ukraine, September 7, 2023. Reuters/ Stringer

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

"uma paz duradoura"

por josé simões, em 21.09.23

 

Ruins_of_the_Reichstag_in_Berlin,_3_June_1945.jpg

 

 

Ninguém vai ter 100% numa guerra, ninguém consegue ganhar tudo. Ou seja, não é apenas a derrota do inimigo, é a construção de uma paz duradoura

 

Lula sabe perfeitamente que os tais 100% foram alcançados na II Guerra Mundial; Lula sabe perfeitamente que na II Guerra Mundial se ganhou tudo; Lula sabe perfeitamente que na II Guerra Mundial o inimigo foi completamente derrotado; e Lula sabe perfeitamente que a Europa do Estado social, da paz [duradoura] e prosperidade como a conhecemos hoje, íman para milhões de pessoas em todo o  mundo, brasileiros incluídos, e até para aqueles que são vítimas de guerras que a Europa foi inventar onde elas não existiam, teve o seu embrião no day after à derrota total da Alemanha nazi, dos tais 100% que Lula diz não serem possíveis. Lula sabe perfeitamente isso e muito mais, e pelos vistos também sabe tocar violino na pele que se propôs vestir neste seu regresso.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Um Martin Niemöller por medida

por josé simões, em 15.09.23

 

Martin Niemöller.jpg

 

 

Invocar Martin Niemöller quando se é apanhado com a boca na botija, ou quando se lhe cai a máscara de grande democrata, como forma de desviar a conversa e passar a ideia de que vem aí o fascismo com pezinhos de lã, devia ser considerado uma emenda à Lei de Godwin. Vem isto a propósito do ex Brigadista Vitor Jara, 50 anos por estas alturas no Chile de Pinochet, convertido em observador independente numa região ocupada e em guerra, num  processo eleitoral onde os eleitores votam sob coação do cano das AK-47, em eleições não reconhecidas pela comunidade internacional, poucos meses depois de massacres de populações civis e de deportações de crianças, e da desculpa/ justificação que amanhou para nos atirar à cara que aqui, no ocidente, burguês e capitalista, onde cresceu, engordou e tem qualidade de vida, somos todos uns ignaros. Não fora assumir a fraude da sua militância podia ter adaptado o tal do Niemöller para terminar o concerto de violino em 5374 caracteres nas páginas da Visão:

“Primeiro eles vieram buscar os constitucionais democratas [Kadets], e eu fiquei calado porque não era constitucional democrata.

Então, vieram buscar os mencheviques, e eu fiquei calado porque não era menchevique.

Em seguida, vieram buscar os anarquistas, e eu fiquei calado porque não era anarquista.

Depois vieram buscar os socialistas revolucionários, e eu fiquei calado - porque não era socialista revolucionário.

Foi então que os bolcheviques vieram me buscar, e já não havia mais ninguém para me defender."

Mas isso era honestidade demais para tamanha espinha dorsal do militante de um partido que não é putinista.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Papel de resistência à nova ordem imperialista

por josé simões, em 13.09.23

 

Kim Mickey (1).jpg

 

 

Um dia depois da estátua de Felix Dzerjinski, o carniceiro fundador da Tcheka, ter regressado ao pedestal em Moscovo de onde tinha sido apeada pelo povo em 1991, Putin recebe a visita do louco que governa a Coreia do Norte, descendente da primeira monarquia comunista da história, para lhe dizer que apoia a invasão da Ucrânia contra o imperialismo, 'amaricano', subentende-se, e pela paz, não disse mas está implícito..

Como avançava o partido que não é putinista nas suas teses ao XVIII congresso em 2008, sempre muito à frente nestas coisas da vontade popular, contra o imperialismo, a escalada belicista, pela paz, e coise, "importante realidade do quadro internacional, nomeadamente pelo seu papel de resistência à 'nova ordem' imperialista, são os países que definem como orientação e objectivo a construção duma sociedade socialista - Cuba, China, Vietname, Laos e R.D.P. da Coreia". Como somos pela paz e pela democracia expressa pelo voto popular assinamos por baixo o parlapié do 'camarada' António Filipe no X quando ainda era Twitter "Quando vejo um(a) Chefe de Estado celebrar os seus 70 anos no Poder sem ter sido eleito(a), só me ocorre dizer: Viva a República!", e acrescentamos "Pela paZ!".

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Lula só quer a paZ

por josé simões, em 11.09.23

 

reuters (17).jpg

 

 

Em Abril de 2008 "Ellen Gracie é candidata do Brasil à Corte de Haia, com apoio de Lula", em Setembro de 2023 Lula "nem sabia da existência desse tribunal". Lula só quer a paZ, a paZ, e nada mais que a paZ.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Quem diz a verdade não merece castigo

por josé simões, em 03.09.23

 

Captura de ecrã 2023-09-03 211313.png

 

 

É isso camarada, menos armas, menos munições, menos destruição, mais uma república, ficavam a faltar 13 para ser outra vez a URSS [a Bielorrússia já está integrada], e a Carta das Nações Unidas mais a Acta de Helsínquia é o fumo que que a gente sopra para os olhos de gente que não sabe o que diz a Carta das Nações Unidas nem a Acta de Helsínquia, nem se preocupa em procurar saber, com os pés de microfone à cabeça, a famosa "comunicação social a soldo do grande capital".

 

Raimundo critica Marcelo na Ucrânia: contribuiu para "mais armas, mais munições, mais destruição"

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Fozzy

por josé simões, em 19.08.23

 

reuters (12).jpg

 

 

Rescuers work at a site of a shopping mall destroyed during a Russian military strike, amid Russia's attack on Ukraine, in Odesa, Ukraine August 14. Reuters/ Nina Liashonok

 

[Link na imagem]