Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Pode um jornalista ser um troglodita trauliteiro nas “redes sociais”?

por josé simões, em 10.01.19

 

baldaia twitter.jpg

 

 

Estava eu muito longe de desconfiar que a simples partilha no Twitter de um link para um artigo de opinião de Ferreira Fernandes no Diário de Notícias, o “conluio-policial mediático” e as suas consequências, ia receber um comentário do jornalista, não de um jornalista qualquer, um jornalista ex-director da TSF, ex director do Diário de Notícias, coluna regular no Jornal de Notícias e visita assídua na SIC Notícias - Paulo Baldaia, por via do seu heterónimo [ou será ele mesmo desinibido do “código deontológico”?] futeboleiro-regionaleiro – DragãoASul, [em print screen na imagem “por causa das moscas”] que, por sua vez, ia dar origem a uma chusma de likes e mentions [alguns já bloqueados] da horda de trogloditas trauliteiros, a salivarem nas redes de cada vez que um qualquer Pavlov açula a matilha acéfala do pontapé-na-bola, todos nascidos, Paulo Baldaia incluído, depois do senhor das bufas, avisado da visita da PJ, ter fugido com a menina do alterne para Vigo até a maré baixar, e por isso desconhecedores dos factos.


A gente já tinha desconfiado de tanta "coerência" quando os vê a gastar caracteres no papel impresso e paleio nas televisões contra a corrupção, agora quando aparecerem, outra vez, não vai demorar muito que o tema é recorrente, a escrever e a papaguear sobre os trogloditas das “redes sociais” a gente já sabe do que a casa, os jornalistas são as vítimas, coitados, os anónimos e os facilmente manipulados pelo populismo do reflexo condicionado, isso sim é que é.

 

 

 

 

10 de Janeiro de 2009 - 10 de janeiro de 2019

por josé simões, em 10.01.19

 

Chris Steele-Perkins.jpg

 

 

"Sou o meu próprio Comité Central", Zeca Afonso, jornal Sete, 22 de Abril de 1980. Dez anos.

 

[Imagem]

 

 

 

 

lol

por josé simões, em 28.12.18

 

rui rio twitter .jpg

 

 

rui rio twitter II.jpg

 

 

O estado do PSD ou, como dizem os meus filhos, lol.

 

[Rui Rio no Twitter]

 

 

 

 

Jornalixo

por josé simões, em 21.12.18

 

sol (1).jpg

 

 

Esta filha da putice foi publicada no Twitter por uma coisa que se auto-intitula "jornal". Uma auto-estrada [A2/ Feijó, na legenda] cortada por centenas de coletes amarelos e uma velhinha em cadeira de rodas ao lado de uma mulher que dá o corpo às pedras da autêntica guerra que está decorrer.

 

 

 

 

"Sou neto de um antigo deputado da União Nacional"

por josé simões, em 04.12.18

 

AolfoMesquitaNunesTwitter.png

 

 

Enxofrou-se Adolfo Mesquita Nunes no Twitter com o vídeo do Luís Vargas, a ganhar nas redes a visibilidade que o nicho de mercado que são os frente-a-frente na SIC Notícias não dão aos intervenientes, principalmente quando desmontam a imagem que Adolfo Mesquita Nunes, laboriosa e pacientemente, anda a construir para se alçar à liderança do CDS num pós Cristas [já João Galamba, poucos dias antes de deixar o programa para ocupar a secretaria de Estado, com uma observação aparentemente inócua o havia tirado do sério e feito levantar a voz a falar por cima de toda a gente]. O CDS não é o partido herdeiro do fascismo, é só o partido dos netos do fascismo que invocam a sua condição de herdeiros para discursar no Congresso perante o aplauso da assembleia.

 

 

 

 

Fascism Conquers The Internet

por josé simões, em 15.03.18

 

Sem Título (1).png

 

Clicar na imagem

 

 

[Daqui]

 

 

 

 

 

10 de Janeiro de 2009 -10 de Janeiro de 2018

por josé simões, em 10.01.18

 

Andrei-Lacatusu.jpg

 

 

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superfície mas por baixo já está tudo a arder"

 

190 mil tweets, 16 600 fotos e/ ou vídeos, 7 960 followers

 

[Imagem]

 

 

 

 

WTF?!

por josé simões, em 03.01.18

 

Ministério Agricultura.jpg

 

 

Na conta Twitter do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

 

 

 

 

As coisas que a gente aprende no Twitter da direita radical

por josé simões, em 07.11.17

 

homer.jpg

 

 

Que o Web Summit, de evento que ia colocar Portugal no "topo do mundo tecnológico", de "mudança estrutural fundamental", de grande vitória da "diplomacia económica" de Paulo Portas e de Leonardo Mathias, de Miguel Frasquilho à frente do AICEP, do grande empurrão à hotelaria e turismo, da projecção de Portugal e Lisboa na aldeia global, para histeria sem precedentes num pavilhão em Lisboa, o nacional-parolismo com os socialistas na primeira fila.

 

Que em 2014 o surto de legionella em Vila Franca de Xira não tinha nada a ver com a revogação pelo Governo PSD/ CDS no ano anterior da Lei  da verificação obrigatória da qualidade do ar em edifícios públicos, verdadeira "gordura do Estado", que bastava cumprir as normas, e daí o chumbar do projecto de resolução apresentado pelo Bloco de Esquerda para reintroduzir as normas revogadas, para em 2016  ser importante saber se as normas estão a ser cumpridas, que o ministro da Saúde deve uma palavra aos portugueses, que o Governo socialista ainda não repôs a norma revogada pelo Governo PSD/ CDS e cuja reintrodução proposta pelo Bloco de Esquerda foi chumbada no Parlamento pelas bancadas do PSD e CDS, reintroduzida em 2016 com os votos contra do PSD e do CDS.

 

As coisas que a gente aprende no Twitter da direita radical, a desonestidade, intelectual e política, ou como a direita radical quando não tem mais nada em que morder morde nos seus.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Tempos modernos

por josé simões, em 13.03.17

 

25 Lessons in Hypnotism, 1935.jpg

 

 

O aparecimento da memória na política, ler: a internet, o Facebook e o Twitter, revelou-se um problema para os partidos do parlapiê sem mestre, mestres na arte do hipnotismo e da "malabarice", o  PSD [especificamente Pedro Passos Coelho] e o CDS.

 

 

 

 

 

Um deputado da Nação

por josé simões, em 21.09.16

 

duarte marques twitter.jpg

 

 

Um deputado da Nação:


- que fala de cor;
- que fala por ter ouvido;
- que fala porque lhe disseram para falar;
- que fala porque tem de dizer alguma coisa;
- que fala para fazer prova de vida


[Twitter]

 

 

 

 

Guardar

||| Entretanto no Twitter

por josé simões, em 02.03.16

 

twitter duarte marques.png

 

 

O deputado do partido de António 'homem da mala' Preto e dos militantes a viverem em camaratas, sabe-se lá em que condições de higiene e salubridade, na Rua dos Pescadores em Esmoriz, assim de repetente e para não ser maçudo com assuntos massudos, que quis linchar, alcatrão e penas, Pacheco Pereira por "delito de opinião" [print screen "por causa das moscas"]: "há tipos que são mais tolerantes com a corrupção do que com o livre pensamento".


Podemos ir todos de fim-de-semana...


[Conta Twitter do deputado Duarte Marques]

 

 

 

 

||| Os "opinion makers" da comunicação social do pensamento único dominante

por josé simões, em 14.02.16

 

last thoughts.jpg

 

 

Independentemente de, em 2016, século XXI, haver em Portugal quem se auto-denomine "Journalist, business and politics, web addicted", ostente no currículo "former Editor-in-Chief of Económico" e ganhe a vida como "editorial committee of TVI" sem perceber nada de jornalismo, de comunicação, de comunicação social, de web e de "redes sociais" [se fosse Obama a falar directamente pelo tubo era a descoberta da pólvora, a next big thing e blah-blah-blah, como foi António Costa é só o Caetano 2. 0], não sei se o mais estúpido, neste estúpido tuite, é, implicitamente, admitir que António Costa para contornar a deturpação da mensagem e a censura imposta pela comunicação social do pensamento único dominante recorre a ferramentas de comunicação global e massiva, sem filtros e que já não são a televisão do futuro mas a televisão do presente, se a estupidez, revisionista da história, ao afirmar que o Presidente do Conselho do Estado Novo, Marcello Caetano, para fugir à censura imposta à imprensa escrita pelo Comissão de Censura - "lápis azul", do Estado Novo, comunicava pela televisão estatal única do Estado Novo de que era Presidente do Conselho de ministros.


[Imagem]


Pelo sim pelo não e porque estas coisas costumam ser apagadas uns dias depois, um print screen da imbecilidade.

 

 

 

 

||| Não é defeito, é feitio

por josé simões, em 01.12.15

 

bruno maçães twitter.png

 

 

Agora já tem currículo ou, como diz o povo, mentirosos até dizer chega.

 

 

 

 

||| Pequena biografia de um artista de variedades

por josé simões, em 02.09.15

 

 

 

[Daqui]