Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

"Agora pençem"

por josé simões, em 01.12.19

 

gilberto.jpg

 

 

[Não há erro de ortografia no título do post, é assim que os grunhos homofóbicos, racistas e xenófobos escrevem nas "redes" e nas caixas de comentários dos jornais].

 

Gilberto Porcidonio, repórter do jornal O Globo, escreveu na sua conta Twitter: "Se o racismo acabasse HOJE, o que você faria?

Eu iria ao shopping de chinelo FÁCIL."

 

As respostas são surpreendentes, ou não:

 

- "eu me comportaria de forma mais aberta sem medo das pessoas me acharem agressiva ou terem algum medo de mim", Brenda

- "Eu entraria em uma loja e abriria a minha bolsa so pra ver se não tinha esquecido o meu celular em casa.", Simone

- "Correria na rua, com tranquilidade", Rodrigo França

- "Usaria o capuz dos meus casacos", Jota Éli

- "me encaixaria na perfil da empresa e conseguiria um emprego", cobra criada

- "Não teria trauma em namorar homens brancos", fabualisso

- Iria num bom restaurante sozinha, Iria num supermercado sem segurança atrás, As pessoas não trocariam mais de calçada quando eu ando, nem mudariam de lugar no ônibus! Será que doeria menos viver?!, ada sak

- "eu ia me sentir de boa olhando na vitrine da loja sem os vendedores acharem que estou cuidando pra assaltar o estabelecimento", descolado

- "entraria de mochila em supermercados e lojas de conveniência sem me preocupar em ser seguidor por um segurança que acha que posso estar roubando.", bernardoalq

- "Parava de ensinar meu filho de como agir na rua sendo preto!", Sam Vargas

- "Deixaria o cabelo crescer", Sterzinha

- "Eu poderia aceitar cargos sem saber que vai ter aquela pressão de ter um desempenho maior do que a média por que vão me "cobrar pela oportunidade", e por isso não vão ser tão tolerantes as falhas a que estão submetidos qualquer iniciante.", Tiago da Silva

- "Me sentiria protegido na presença da polícia.", Claudio

- "Seria promovida a namorada", Fernanda

- "Deixaria minha sobrinha encostar nos brinquedos pequenos das prateleiras", Regiane

- "Teria um filho e viajaria de chinelo.", Karen

 

E mais, muito mais, à hora em escrevo isto já vai com 4 200 RT's. "Agora pençem"...

 

 

 

 

O imbecil eleito presidente da maior potência mundial

por josé simões, em 07.10.19

 

Sem Título (12).jpg

 

 

[Donald Trump na conta Twitter]

 

 

 

 

O doutor Santa Lopes amuou

por josé simões, em 24.09.19

 

Sem Título (11).jpg

 

 

Disseram ao doutor Santana Lopes que era boa política e bom para a política, a dele, vir para o Twitter, dava votos, as novas ferramentas de comunicação e o coise. Viram o sucesso que foi a "rede" do Obama? E o burburinho do Rei do Twitter, o Trump, uma criança nitidamente desequilibrada mas ainda assim um sucesso em 280 caracteres. Cofveve. E o doutor Santana Lopes lá veio para o Twitter, depois de décadas nas televisões a vender banha da cobra sem contraditório, depois de décadas a ser pago pelas televisões, à paisana ou em frente-a-frente com adversários, vendedores de elixires vários, com moderadores que só ali estavam porque parecia mal se ali metessem um manequim. Só que o Twitter, que é bom para a saúde e faz puxar pela cabecinha, começou a confrontar e a questionar o doutor Santana Lopes com as suas incoerências e contradições, coisa que não lhe acontecia quando era pago e lhe estava a acontecer agora, que estava ali de borla, wtf? , a tal massa anónima da net que julga e condena e que é bué boa para os políticos quando se trata de passar spin para a carneirada mas que quando o rebanho faz perguntas é o pelourinho. E o doutor Santana Lopes, desabituado e mal habituado que lhe perguntem, por exemplo, como é estar reformado desde os 50 e poucos anos de idade e passar o resto da vidinha até aos 60 e muitos a perorar nas televisões sobre "sustentabilidade da Segurança Social", desatou a bloquear os perguntadores inconvenientes. Mas mesmo bloqueando línguas de perguntador no Twitter há sempre a possibilidade de as perguntas continuarem a ser feitas, era o que mais faltava?! , e o doutor Santana Lopes fechou a conta a cadeado e agora o Twitter, que era bué bom para passar spin e dava votos, passou a ser assim a modos que um diário secreto online de um político que se vê primeiro-ministro de Portugal. O primeiro líder partidário que nega aos possíveis e potenciais eleitores a possibilidade de conhecerem o seu pensamento político. E já não ganha votos com isso. Mas também não perde, o que dadas as circunstâncias até é um ganho assinalável.

 

O doutor Santana Lopes amuou e fez beicinho e Putin, Rui Rio, Trump, o louco do Irão com a cabeça enrolada em trapos, Bolsonaro, Assunção Cristas, o Papa Francisco, António Costa, vítimas diárias de perguntadores diversos e de ódios vários no Twitter, riram-se. lol.

 

 

 

 

E ainda só vamos no aquecimento

por josé simões, em 01.09.19

 

 

 

Durante o debate #CatarinaBem #CatarinaMal na TVI, com Catarina Martins do Bloco de Esquerda, o Twitter esteve especialmente activo através de inúmeras contas falsas, com zero ou pouco mais que um ou dois seguidores, contas na sua maioria criadas nos últimos dias, a votarem desalmadamente #CatarinaMal ou com tweets negativos sobre a líder do BE. Nalgumas das contas que não apagaram posteriormente os tweets também é possível encontrar o mesmo tipo de actividade durante o debate com António Costa do Partido Socialista. E ainda só vamos no aquecimento.

 

O Tiago Teixeira deu-se ao trabalho de fazer aquele que devia ter sido o trabalho da TVI e identificou algumas das contas.

 

 

 

 

O que tem o cu a ver com as calças?

por josé simões, em 29.08.19

 

Sem Título (9).jpg

 

 

               Rui Rio, líder do PSD e candidato a primeiro-ministro, na conta paródia que alimenta no Twitter.

 

 

 

 

Questão existencial

por josé simões, em 23.08.19

 

cds twitter (1).jpg

 

 

Por coincidência, e de certo só por coincidência, no dia em que morria um dos manos financiadores da direita radical à escala global e que fazia gala em dizer "Um dia, o meu pai deu-me uma maçã. Vendi-a logo por cinco dólares e comprei duas maças, que vendi por dez dólares. Depois comprei quatro maças e vendi-as por 20 dólares. Isto continuou dia após dia, semana após semana, mês após mês, ano após ano, até que o meu pai morreu e me deixou 300 milhões de dólares." o CDS, o partido da meritocracia, o CDS da proposta para baixar a escolaridade mínima obrigatória [nem todos podem ser doutores, percebem?], o CDS de que quem não se esforçou, não estudou e não teve nota para entrar na faculdade o possa fazer se para tal pagar um valor previamente definido, o CDS ilustra a sua conta no Twitter com uma questão ao nível de um Alexandre Pingo Doce, de um Ferraz da Costa ou de um van Zeller, empresários por herança, "Faz sentido trabalhar? Acha que vai deixar mais aos seus filhos do que o que recebeu dos seus pais?"

 

 

 

 

O mundo nas mãos de imbecis

por josé simões, em 20.08.19

 

trump twitter.jpg

 

 

Não, não é uma conta paródia, é a conta reconhecida e certificada do 45th President of the United States of America.

 

 

 

 

Uma conta paródia no Twitter

por josé simões, em 13.08.19

 

ruiriotwitter.jpg

 

 

Uma conta paródia no Twitter, com aquele "picolete" de conta certificada e tudo, a decretar que quem decreta o fim das greves são os governos e não os sindicatos que as convocam.

 

Rui Rio, o líder paródia do PSD, no Twitter.

 

 

 

 

Foi para isto que se fez o Twitter

por josé simões, em 06.03.19

 

donaldtrump.jpg

 

 

Sem Título (3).jpg

 

 

Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil, no Twitter.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Pode um jornalista ser um troglodita trauliteiro nas “redes sociais”?

por josé simões, em 10.01.19

 

baldaia twitter.jpg

 

 

Estava eu muito longe de desconfiar que a simples partilha no Twitter de um link para um artigo de opinião de Ferreira Fernandes no Diário de Notícias, o “conluio-policial mediático” e as suas consequências, ia receber um comentário do jornalista, não de um jornalista qualquer, um jornalista ex-director da TSF, ex director do Diário de Notícias, coluna regular no Jornal de Notícias e visita assídua na SIC Notícias - Paulo Baldaia, por via do seu heterónimo [ou será ele mesmo desinibido do “código deontológico”?] futeboleiro-regionaleiro – DragãoASul, [em print screen na imagem “por causa das moscas”] que, por sua vez, ia dar origem a uma chusma de likes e mentions [alguns já bloqueados] da horda de trogloditas trauliteiros, a salivarem nas redes de cada vez que um qualquer Pavlov açula a matilha acéfala do pontapé-na-bola, todos nascidos, Paulo Baldaia incluído, depois do senhor das bufas, avisado da visita da PJ, ter fugido com a menina do alterne para Vigo até a maré baixar, e por isso desconhecedores dos factos.


A gente já tinha desconfiado de tanta "coerência" quando os vê a gastar caracteres no papel impresso e paleio nas televisões contra a corrupção, agora quando aparecerem, outra vez, não vai demorar muito que o tema é recorrente, a escrever e a papaguear sobre os trogloditas das “redes sociais” a gente já sabe do que a casa, os jornalistas são as vítimas, coitados, os anónimos e os facilmente manipulados pelo populismo do reflexo condicionado, isso sim é que é.

 

 

 

 

10 de Janeiro de 2009 - 10 de janeiro de 2019

por josé simões, em 10.01.19

 

Chris Steele-Perkins.jpg

 

 

"Sou o meu próprio Comité Central", Zeca Afonso, jornal Sete, 22 de Abril de 1980. Dez anos.

 

[Imagem]

 

 

 

 

lol

por josé simões, em 28.12.18

 

rui rio twitter .jpg

 

 

rui rio twitter II.jpg

 

 

O estado do PSD ou, como dizem os meus filhos, lol.

 

[Rui Rio no Twitter]

 

 

 

 

Jornalixo

por josé simões, em 21.12.18

 

sol (1).jpg

 

 

Esta filha da putice foi publicada no Twitter por uma coisa que se auto-intitula "jornal". Uma auto-estrada [A2/ Feijó, na legenda] cortada por centenas de coletes amarelos e uma velhinha em cadeira de rodas ao lado de uma mulher que dá o corpo às pedras da autêntica guerra que está decorrer.

 

 

 

 

"Sou neto de um antigo deputado da União Nacional"

por josé simões, em 04.12.18

 

AolfoMesquitaNunesTwitter.png

 

 

Enxofrou-se Adolfo Mesquita Nunes no Twitter com o vídeo do Luís Vargas, a ganhar nas redes a visibilidade que o nicho de mercado que são os frente-a-frente na SIC Notícias não dão aos intervenientes, principalmente quando desmontam a imagem que Adolfo Mesquita Nunes, laboriosa e pacientemente, anda a construir para se alçar à liderança do CDS num pós Cristas [já João Galamba, poucos dias antes de deixar o programa para ocupar a secretaria de Estado, com uma observação aparentemente inócua o havia tirado do sério e feito levantar a voz a falar por cima de toda a gente]. O CDS não é o partido herdeiro do fascismo, é só o partido dos netos do fascismo que invocam a sua condição de herdeiros para discursar no Congresso perante o aplauso da assembleia.

 

 

 

 

Fascism Conquers The Internet

por josé simões, em 15.03.18

 

Sem Título (1).png

 

Clicar na imagem

 

 

[Daqui]