Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Neville Rio vs Rui Chamberlaine

por josé simões, em 19.11.20

 

hith-neville-chamberlain-peace-in-our-time-1938.jp

 

 

O líder do maior partido da oposição gastar vinte minutos de uma entrevista de quarenta e sete para se justificar justificar que um partido que vale 1% dos votos em urna, e do qual depende, qual Mephisto, para se alçar ao poder numa região autónoma, não é um partido neo-fascista e que até se modera quando chamado à razão.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 21.07.20

 

wonderwoman Alex Beker.jpg

 

 

Não é um subsídio é compra antecipada de publicidade. E além disso ainda não recebemos um cêntimo sequer, logo não conta. O Estado incumpridor a pôr em causa o salário dos estagiários e dos recibos verdes. Também não andamos aqui para perder o nosso rico dinheirinho e nunca contratávamos a Ronalda da televisão pimba se não tivéssemos o retorno do investimento proporcionado pelas audiências proporcionadas pelos palermas que se indignam muito no Facebook com as aquisições que fazemos. 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto: o canal, o Estado, e quem está no sofá com o comando da televisão numa mão e o android na outra, a meter likes no Facebook e selfies no Instacoise. 

 

[Imagem]

 

 

 

 

Racismo no cu dos outros para mim é refresco, Capítulo III

por josé simões, em 18.02.20

 

Fox_News_Channel_logo.jpg

 

 

No dia seguinte nenhuma televisão se lembrou de convidar o Marega para dizer o que lhe ia na alma. Nem uma. A TVI, que se prepara para ser comprada pela Cofina, a do Correio da Manha [sem til], jornal e televisão, que promovem o Ventura e o Chaga [não é gralha] nas primeiras páginas, nos telejornais e nos programas do pontapé-na-bola, convidou o Ventas para uma peixarada de gritaria onde, em contínuo e em crescendo, gritou mais alto que Miguel Sousa Tavares, a quem coube o papel de idiota útil para o aprendiz de feiticeiro passar a sua mensagem racista e xenófoba. "Não sou racista, tanto aperto a mão a um branco como o pescoço a um preto, ou a um cigano".

 

[Imagem]

 

Racismo no cu dos outros para mim é refresco, Capítulo II

 

 

 

 

É o mercado a funcionar, dizem eles

por josé simões, em 25.11.19

 

Dennis Hopper X Ilse Ruppert.jpg

 

 

    "Com a compra da TVI, o grupo COFINA vai passar a deter cinco jornais, três revistas, dois canais de televisão e um partido político."

 

[Dennis Hopper na imagem]

 

 

 

 

E ainda só vamos no aquecimento

por josé simões, em 01.09.19

 

 

 

Durante o debate #CatarinaBem #CatarinaMal na TVI, com Catarina Martins do Bloco de Esquerda, o Twitter esteve especialmente activo através de inúmeras contas falsas, com zero ou pouco mais que um ou dois seguidores, contas na sua maioria criadas nos últimos dias, a votarem desalmadamente #CatarinaMal ou com tweets negativos sobre a líder do BE. Nalgumas das contas que não apagaram posteriormente os tweets também é possível encontrar o mesmo tipo de actividade durante o debate com António Costa do Partido Socialista. E ainda só vamos no aquecimento.

 

O Tiago Teixeira deu-se ao trabalho de fazer aquele que devia ter sido o trabalho da TVI e identificou algumas das contas.

 

 

 

 

O circo nunca acaba

por josé simões, em 12.03.19

 

cartladies.jpg

 

 

Associação feminista desanca e arrasa programa de televisão 'machista' apresentado por membro e cronista feminista da associação feminista que desanca e arrasa o programa 'machista'. Confusos?

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

"Estado mínimo" no cu dos outros para mim é refresco

por josé simões, em 14.02.19

 

ZEPPELIN (1).jpeg

 

 

A casa da livre iniciativa privada e do empreendedorismo, com um corpo docente onde pontificam, entre outros, João César das Neves, João Carlos Espada, Vítor Gaspar, a ensinarem o Estado mínimo e que os subsídios, subvenções e rendas só minam a economia e só incentivam o cidadão a anichar-se nas zonas de conforto.

 

A Universidade Católica factura mais de 65 milhões de euros por ano e não paga impostos.

 

A universidade cobra propinas à semelhança das outras universidades particulares, mas é a única que tem uma isenção fiscal atribuída por decreto-lei.

 

Esta instituição da Igreja Católica já nasceu abençoada pelo Estado português porque ao contrário de todas as outras universidades particulares nunca pagou nem impostos, nem contribuições, nem taxas camarárias, nem sequer taxas de Justiça.

 

Em 1990, o governo de Cavaco Silva revogou o decreto-lei sobre o enquadramento da universidade, mas manteve apenas um pequeno artigo: exactamente o artigo que lhe dá uma isenção fiscal total e que se mantém até hoje.

 

Este decreto-lei foi assinado por três pessoas com ligações à universidade: Cavaco Silva, Roberto Carneiro e Miguel Beleza, entretanto falecido.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Como desmontar um pantomineiro, noções elementares

por josé simões, em 11.02.19

 

 

 

Miguel Sousa Tavares não só desmonta um pantomineiro em directo com uma só pergunta como obriga o pantomineiro a fazer jus ao epíteto de pantomimeiro quando, ao ver-se encurralado, apanhado com as calças nas mãos, como soi dizer-se, e sabendo do gosto do entrevistador pela caça, tenta introduzir o tema na conversa, como elemento de distracção que lhe dê tempo para respirar, recuperar o controlo e direccionar a entrevista para onde mais lhe convém. E este Circo Santana, com televisões em prime time, já dura pelo menos desde 1976.

 

[Vídeo]

 

 

 

 

É preto nasceu na sanzala

por josé simões, em 22.01.19

 

 

 

"A menina é portuguesa?" pergunta a jornalista da TVI, uma pergunta que habitualmente deve fazer em todas as manifs para onde é destacada, desde as da Fenprof às dos estivadores, passando pelas dos enfermeiros.

 

"Vai mas é prá tua terra!". "Prá tua terra vai tu que és alentejano que eu cá nasci em Setúbal"

 

[Vídeo]

 

 

 

 

"Liberdade de expressão" my ass!

por josé simões, em 06.01.19

 

 

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Andaram todos na mesma escola

por josé simões, em 04.01.19

 

orelhas de burro.jpg

 

 

"É a manipulação, muito vinculada pelas redes sociais". A juntar às caixas de comentários dos jornais e ao anonimato e a cloaca e o coise e blah-blah-blah. Andaram todos na mesma escola.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

O branqueamento e a promoção do fascismo

por josé simões, em 03.01.19

 

mário machado.jpg

 

 

Dois dias depois de Ricardo Costa, "Jornalista @sic.sapo.pt e @Expresso.sapo.pt Retweets are not endorsements; views are my own" e blah-blah-blah [bio na conta Twitter], ter chamado a atenção para um texto de Mônica Bergamo da Folha de S. Paulo sobre o tratamento abaixo de cão dos jornalistas na tomada de posse de Jair Boldonaro e, tão importante como o texto, "é lerem os comentários que se seguem", [as caixas  de comentários e as redes sociais e o anonimato e a cloaca e o coise, estão a ver?], a TVI convida para o programa da manhã de Luís Goucha o neo-nazi Mário Machado, um criminoso condenado por roubo, coacção agravada, detenção de arma ilegal, danos e ofensa à integridade física qualificada, difamação, ameaça e coacção a uma procuradora da República, homicídio de Alcino Monteiro, o preso em Portugal que mais tempo passou numa prisão de alta segurança, apresentado como o "Nacionalista desde da adolescência, esteve preso por dois anos e meio por escrever um texto na internet a apelar à mobilização dos nacionalistas".

 

Voltando ao início do post, as caixas  de comentários e as redes sociais e o anonimato e a cloaca e o coise e blah-blah-blah, estão a ver [o papel do jornalismo]?

 

 

 

 

Portugal, 2018

por josé simões, em 23.08.18

 

hara-kiri-cover.jpg

 

 

Lamento, mas esta notícia da transferência de Cristina Ferreira da TVI para a SIC, onde vai ganhar mais que o presidente do grupo de comunicação proprietário do canal, diz muito mais de nós, enquanto país e enquanto nação, do que propriamente da luta de audiências entre canais de televisão.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Os Donos Disto Tudo

por josé simões, em 11.12.17

 

marchas populares.jpg

 

 

Leonor Beleza, António Cunha Vaz, Fernando Ulrich, Isabel Mota, Graça Carvalho, Maria de Belém, Roberto Carneiro, Rui Santos Ivo, Vieira da Silva, Teresa Caeiro, Maria Cavaco Silva. Os Donos Disto Tudo aka a marcha do balão e do "arco da governação" em todo o seu esplendor.

 

Agora a seguir vem o argumento de que não é tudo farinha do mesmo saco, o populismo, que nem todas as IPSS são todas as IPSS, o populismo, que assim qualquer dia não há ninguém válido para ocupar qualquer lugar que seja, o populismo, que estamos a afugentar os melhores, o populismo. Descontando o facto de "os melhores" e "os mais válidos" serem sempre os mesmos, num círculo amiguista que tem o condão de afastar e interditar a participação dos melhores e dos mais válidos,  o populismo é o argumento recorrente para quando as coisas não correm de feição e são ditas na cara, sem floreados nem rococós, de modo a que toda a gente perceba. O que é certo é que na Raríssimas estava o regime todo, as aves raríssimas do famoso "arco da governação", algumas repetentes em tudo o que é organização ou associação, e não é por acaso que as coisas depois acontecem por acaso.

 

[Imagem]

 

 

 

 

"Reforma estrutural"

por josé simões, em 10.12.17

 

mendigo.jpg

 

 

A grande "reforma estrutural" que a 'Geringonça' deixa por fazer é a de moralizar e disciplinar o Estado paralelo ao Estado e subsidiado pelo Estado, a indústria da engorda à custa da desgraça alheia sob a capa do mui nobre argumento de que o Estado não chega melhor ao terreno do que quem já lá está,  e que dá pelo nome de IPSS.

 

[Imagem de autor desconhecido]