Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Seria para rir caso não fosse trágico

por josé simões, em 05.03.20

 

Jamie Reid Nowhere Bus.jpg

 

 

Contava o malogrado Jorge Palhas que chegado à Argélia por via terrestre não o tinham deixado entrar porque vinha de Marrocos com quem estavam de relações cortadas, por causa de guerras antigas e da Frente Polisario, e que regressado a Marrocos, pelo mesmo caminho e apenas alguns minutos depois, os mesmos guardas fronteiriços que havia pouco o tinham visto sair agora não o queriam deixar entrar porque vinha da Argélia com quem Marrocos estava de relações cortadas, por causa de guerras antigas e da Frente Polisario, tendo ele ali permanecido, em "terra de ninguém", um dia inteiro à conversa com os ditos fronteiriços e só conseguindo voltar a entrar depois da mudança da guarda e pelo seu conhecimento do Alcorão. E ria-se muito de todas as vezes que contava a história.

 

Hoje a Turquia envia reforços para a fronteira para impedir a Grécia de repelir migrantes mandados para a fronteira pela Turquia. Não há rendição da guarda nem Alcorão que os salve e seria para rir caso não fosse trágico.

 

[Na imagem o Nowhere Bus de Jamie Reid]

 

 

 

 

Land ho!

por josé simões, em 03.03.20

 

1 (18).jpg

 

 

2 (14).jpg

 

 

3 (12).jpg

 

 

4 (9).jpg

 

 

6 (6).jpg

 

 

7 (6).jpg

 

 

8 (6).jpg

 

 

9 (3).jpg

 

 

10 (3).jpg

 

 

11 (1).jpg

 

 

12 (1).jpg

 

 

13.jpg

 

 

14.jpg

 

 

15.jpg

 

 

16.jpg

 

 

17.jpg

 

 

18.jpg

 

 

19.jpg

 

 

20.jpg

 

 

Thousands of Migrants Attempt to Cross Into Europe From Turkey

 

 

 

 

War, What Is It Good for? Absolutely Nothing. Capítulo 25

por josé simões, em 19.10.19

 

Delil Souleiman AFP Photo.jpg

 

 

A woman stands along the side of a road on the outskirts of the town of Tal Tamr near the Syrian Kurdish town of Ras al-Ain along the border with Turkey in the northeastern Hassakeh province in October, 2019, with the smoke plumes of tire fires billowing in the background to decrease visibility for Turkish warplanes during the continuing deadly cross-border Turkish offensive against Syria's Kurdish forces that has sparked an international outcry

 

 

 

 

O imbecil eleito presidente da maior potência mundial

por josé simões, em 07.10.19

 

Sem Título (12).jpg

 

 

[Donald Trump na conta Twitter]

 

 

 

 

Zehra Dogan

por josé simões, em 19.07.18

 

Zehra Doğan.jpg

 

 

I couldn’t imagine that my painting will be projected in a city like New York. I spend 12 hours a day imagining and this is even beyond my imagination

 

 

 

 

A direita das famílias numerosas

por josé simões, em 17.03.17

 

The-King-Family-circa-1976.jpg

 

 

E benefícios em sede de IRS e isenções fiscais varias e tarifas da água e da luz bonificadas e rendas da casa subsidiadas:

 

Educai os vossos filhos nas melhores escolas, assegurai-vos que as vossas famílias vivam nos melhores bairros, conduzam os melhores automóveis, vivam nas melhores casas e façam cinco filhos, e não apenas três. Porque vocês são o futuro da Europa

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

Uma holandesa

por josé simões, em 15.03.17

 

O Diário de Anne Frank.jpg

 

 

 

 

 

A cadeia alimentar

por josé simões, em 12.03.17

 

islamofascismo.jpg

 

 

O islamofascismo que alimenta o fascismo que se alimenta do islamofascismo que se alimenta do fascismo.

 

 

 

 

 

Podia ser uma instalação na galeria de arte mas não é

por josé simões, em 20.12.16

 

Russian Ambassador Turkey.jpg

 

 

[Imagem]

 

 

 

 

Os otomanos não estão preocupados com a meta do défice português

por josé simões, em 28.09.16

 

Schaeuble+Merkel.jpg

 

 

Turkey Contemplates Buying Deutsche Bank


[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Vira o disco e toca o mesmo

por josé simões, em 20.07.16

 

turkey coup.jpg

 

 

Com os livros aprende-se muito e não por acaso o 'bücherverbrennung' - a queima dos livros, nas praças das principais cidades alemãs depois da chegada dos nazis ao poder, no culminar de um percurso que passou pelas purgas na classe dos professores, dos professores universitários, dos juízes, dos intelectuais, da administração do Estado, tudo no cumprimento meticuloso das exigências legais, assente num sistema jurídico elaborado por um pequeno grupo, subserviente e inepto, mas suficientemente capaz para elaborar um código legal que suportasse as acções do regime.


Não há livros para queimar, há internet para cortar e pessoas que ensinam a escrever livros, a ler livros, a interpretar livros para purgar, pessoas que zelam pelo Estado de direito para perseguir, e o resto é tudo déjà vu e déjà écrit, bastas vezes, mas ainda assim não tantas quantas as necessárias para que a história não se repita uma vez e outra e vez e sempre.


[Imagem]

 

 

 

 

Guardar

Guardar

É um islamofascista mas é o nosso islamofascista

por josé simões, em 17.07.16

 

turquia.jpg

 

 

O primeiro dia da nova ditadura turca.


[A imagem é da primeira página do La Voz de Galicia]

 

 

 

 

Os otomanos que se lixem

por josé simões, em 30.06.16

 

the_independent.jpg

 

 

Mais de 24 horas passadas e ninguém tem bandeiras da Turquia nas fotos de perfil nas "redes sociais". Os otomanos que se lixem [com éfe grande].


[A imagem é da primeira página do The Independent]

 

 

 

 

Terrorismos

por josé simões, em 29.06.16

 

thomapyrin-damn-it-oh-shit-bugger-off.jpg

 

 

Um dia depois do Estado Islâmico ter resolvido morder na mão que lhe dá de comer a televisão do militante n.º 1, SIC Notícias, convidou Miguel Monjardino, uma espécie de Nuno Rogeiro com estudos pago ao preço do Nuno Rogeiro, para repetir ad nauseam que o Daesh é um "grupo revolucionário". "Obrigado pela análise", agradeceram no fim os pivots do telejornal, depois de à tarde uma estagiária ter andado na Portela de Sacavém de microfone na mão a perguntar a quem ia embarcar se tinha medo de um eventual atentado terrorista.


[Imagem]

 

 

 

 

||| A Europa da vergonha

por josé simões, em 10.05.16

 

PPE logo.png

 

 

Não só passámos a pagar-lhes para isto, com o dinheiro dos contribuintes europeus que não há para nada, como ainda nos comprometemos a acelerar todo o processo de adesão, quiçá até queimando etapas e fechando os olhos a “pormenores” como os direitos humanos – que algumas vozes já defendem serem subjectivos e relativos a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa.

Da Europa humanista, das liberdades, direitos e garantias, para a Europa da vergonha, do Partido Popular Europeu.


"Turquia acusada de abater refugiados sírios na sua fronteira"


"Relatório da Human Rights Watch volta a mostrar abusos cometidos pelas forças fronteiriças turcas."


[Imagem]