Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 07.06.20

 

palhaço.jpg

 

 

"Negar um barrete dos forcados de Évora é negar a tradição e a cultura portuguesa". JP pede demissão da ministra da Cultura.

 

 

 

 

Outras religiões

por josé simões, em 11.05.20

 

Catherine Balet.jpg

 

 

Fosse na América rica, a do norte, ou no vizinho pobre do sul, o Brasil, e andavam manadas de grunhos nas ruas de bandeiras às costas a gritar contra o ataque às liberdades: comunismo e criatividade; a "indústria" do pontapé-na-bola a transpirar saúde por todos os poros, sem contacto físico nos livres e cantos, sem cargas de ombro e entradas de carrinho; touradas dentro dos requisitos, picar o animal com toda a higiene e limpeza e o rabejador de mascara cirúrgica. Quem diria que um dia Fátima havia de ficar fora da equação? 

 

[Imagem]

 

 

 

 

Olé!

por josé simões, em 04.02.20

 

trapezista.jpg

 

 

Votam contrariados: 40 deputados do PS criticam subida do IVA das touradas

 

 

 

 

In Memoriam

por josé simões, em 16.04.19

 

chibanga.jpg

 

 

Ricardo Chibanga

 

1942 - 2019

 

 

 

 

"Tourada em honra de Nossa Senhora de Fátima"

por josé simões, em 05.08.17

 

mãos postas.jpg

 

 

"Por lo tanto, Nos, considerando que esos espectáculos en que se corren toros y fieras en el circo o en la plaza pública no tienen nada que ver con la piedad y caridad cristiana, y queriendo abolir tales espectáculos cruentos y vergonzosos, propios no de hombres sino del demonio, y proveer a la salvación de las almas, en la medida de nuestras posibilidades con la ayuda de Dios, prohibimos terminantemente por esta nuestra Constitución, que estará vigente perpetuamente, bajo pena de excomunión y de anatema en que se incurrirá por el hecho mismo (ipso facto), que todos y cada uno de los príncipes cristianos, cualquiera que sea la dignidad de que estén revestidos, sea eclesiástica o civil, incluso imperial o real o de cualquier otra clase, cualquiera que sea el nombre con el que se los designe o cualquiera que sea su comunidad o estado, permitan la celebración de esos espectáculos en que se corren toros y otras fieras es sus provincias, ciudades, territorios, plazas fuertes, y lugares donde se lleven a cabo."

 

 

 San Pío V: Bula «DE SALUTIS GREGIS DOMINICI»

 

Lusodescendente morto num clube português no Idaho, EUA

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

|| Como diz a "outra": "Eu hoje acordei assim"

por josé simões, em 29.07.10

 

 

 

 

 

Comunismo e touradas

por josé simões, em 30.11.08

 

Na tourada portuguesa (com excepção daqueles rituais pagãos em Barrancos e Monsaraz), o touro é farpeado, capeado, leva com os forcados em cima e depois entram as chocas e bye-bye venha outro.

 

Na tourada espanhola o touro vai à Sorte de Varas, pode ou não passar pelo Rejoneador, mas da lide a pé ninguém o livra, assim como da estocada final e de sair de rastos, atado pelos cornos e puxado por duas mulas – às vezes sem as orelhas e o rabo…

Os aficionados dizem que morre “com nobreza”.

 

Quer na tourada portuguesa, quer na tourada espanhola, volta e meia há uma excepção à regra quando touro consegue colher o cavaleiro ou o matador.

Quer na tourada portuguesa, que na tourada espanhola o touro tem sempre o destino traçado. É mais rápido em Espanha e com menos sofrimento. Uma questão de culturas, eles também são mais lestos a fazer as (outras) coisas e nós temos o Fado.

 

Têm o destino traçado? Isto é uma gafe ou um prognóstico?

 

'Onde os touros vêm lutar pela vida, apresentam-se os nossos delegados a lutar pela terra'

 

(Foto roubada no Chicago Tribune (!))