Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Cinema Paraíso

por josé simões, em 29.03.09

 

Havia em finais dos anos 60 princípios dos 70 do século passado (!), mais ou menos a época em que decorre a acção do Conta-me Como Foi, uma sala de cinema a 5 tostões a sessão dupla aos domingos à tarde. Era num anexo à igreja de S. Sebastião, ali na parte detrás do cemitério da Nossa Senhora da Piedade, mais ou menos entre o Bairro das Fontaínhas e o bairro de S. Domingos, em Setúbal. O projeccionista era o padre, que nos dispensava de prédicas e homilias para passar logo à acção, e nós sentados em bancos corridos de madeira, tão velhos como a igreja e duros que nem cornos.

 

Íamos em bandos ver filmes do Sandokan, e do Robin dos Bosques com o Errol Flynn mais o seu bigode, e do Jóni Beiços de Mula na pele de Tarzan, e também umas cobóiadas onde morriam índios a dar com um pau, e filmes para rir com o Totó, e também deste senhor que faz agora 70 anos. Parabéns!

 

Foi uma bela escola de cinema; senhor padre.

Amén.