Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

50 não são suficientes

por josé simões, em 03.05.24

 

naperon.jpg

 

 

O Parlamento aprova a proposta do Partido Socialista para acabar com o pagamento de portagens nas ex-SCUT. E o que é que faz a televisão do militante n.º 1- SIC Notícias? Vai a correr entrevistar o taberneiro. 50 deputados não são suficientes.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Novilíngua

por josé simões, em 15.04.24

 

poster_1984.jpg

 

 

               Novilíngua:

               Tentaram enganar as pessoas e correu-lhes mal = Ambiguidade

 

[Imagem]

 

 

 

 

Conversas em Família

por josé simões, em 07.04.24

 

Marcelo_Caetano_grava_um_episódio_de_Conversa_em_

 

 

No país de Marcelo, com um ele, nomeado em homenagem a Marcello, o dos dois eles, ao domingo e em horário nobre, dois ex líderes dos dois partidos que constituem o Governo, explicam à bovinidade a bondade das políticas governativas.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O TikTok... O TikTok...

por josé simões, em 02.04.24

 

tiktok-logo.jpg

 

 

"Margarida Blasco, ministra contra a vontade de André Ventura", Bernardo Ferrão, alegado jornalista, na televisão do militante n.º 1 - SIC Notícias, enquanto os ministros desfilavam no ecrã na tomada de posse do XXIV Governo.

O TikTok...O TikTok...

 

 

 

 

O Governo RFM

por josé simões, em 28.03.24

 

original.jpg

 

 

"Excelente escolha". "Muito boa aposta". "Grande experiência". "Muito competente". "Excelente escolha", outra vez, e outra vez.

Bugalhos, Ferrões, Zés Gomes, este último com um sorriso de satisfação quase a canibalizar as duas orelhas, foi o tom na euforia da televisão do militante n.º 1 desde que os nomes do Governo de Montenegro saíram a público. Não abriram espumante porque as leis da pub ao álcool em televisão são rigorosas. É tipo, "RFM, só grandes músicas", e depois é tudo mainstream, canções orelhudas,  noves fora nada é igual ao pimba, substância zero, só que com mais estudos.

 

 

 

 

A luta contra o poder do TikTok

por josé simões, em 22.03.24

 

TT.jpg

 

 

Luís Montenegro ganhou as eleições, por poucochinho mas ganhou, e a primeira entrevista da televisão do militante n.º 1, SIC/ SIC Notícias, é ao taberneiro, medalha de bronze nas urnas. Faz sentido, no sentido da luta contra o poder do TikTok

 

 

 

 

TikTok SIC

por josé simões, em 20.03.24

 

bat.jpg

 

 

Bernardo Ferrão e o TikTok, Sebastião Bugalho e o TikTok, José Gomes Ferreira e o TikTok, até o Ricardo Costa, que é o menos mau de todos, com o TikTok. Abrimos na SIC Notícias e todas as explicações vão dar ao TikTok, tudo o que acontece é porque alguém domina o TikTok, o mundo explica-se através do Tik Tok, o TikTok is the new awesome. Esta gente deixa o cérebro em casa quando vai para o estúdio, esta gente tem sequer cérebro, ou esta gente é paga pelo TikTok à peça, quantas mais vezes disserem TikTok mais recebem?

 

 

 

 

O Processo de Normalização em Curso

por josé simões, em 17.03.24

 

La Grange de Dorigny.jpg

 

 

Que Augusto Santos Silva corre o risco de não ser eleito deputado e que se tal acontecer é a primeira vez que um presidente do Parlamento em exercício não é reeleito e que tal é consequência de Augusto Santos Silva ter andado a provocar o Chega na Assembleia da República porque os eleitores não gostaram do que viram. Lá mais para a frente, na avença semanal que tem na televisão do militante n.º 1, Marques Mendes também falou qualquer coisa como "meridiana inteligência política" a propósito de maiorias parlamentares e presidências de comissões e assim. E esta coisa é "conselheiro de Estado".

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

E agora?

por josé simões, em 14.03.24

 

Revista-Sabado.jpg

 

 

Ouvir Bernardo Ferrão, na televisão do militante n.º 1 com a maior cara de pau, dizer que o taberneiro, coadjuvado pela Rita, se move como ninguém nas redes e plataformas,  dos Facebookes aos TikeTokes passando pelo Tuitas e pelo UotesApes, e que é daí o crescimento exponencial do partido, já que os outros ficaram parados no tempo, agarrados às velhas tecnologias que nem os velhos já usam, depois de termos visto a SIC e a SIC Notícias a todas as horas com o traste em grande destaque por tudo e por nada e ainda a interromperem programação para o ouvir em directo sobre nada e mais alguma coisa. "E agora?" Pergunta a revista Sábado depois da enésima capa com o taberneiro.

 

 

 

 

Os bois têm nome

por josé simões, em 23.02.24

 

debate.jpg

 

 

Todos os telejornais na televisão do militante n.º 1 - SIC Notícias, a todas as horas certas, abrem com Luís Montenegro.

Todas as emissões na televisão do militante n.º 1 - SIC Notícias, são interrompidas, sejam elas quais forem, para uma directo com uma arruada ou uma papagaiada do taberneiro.

Quando a extrema-direita se alçar ao poder e começar o retrocesso democrático os bois têm nome.

 

[Na imagem o acolhimento no Capitólio antes do início do debate Pedro Nuno Santos vs. Luís Montenegro]

 

 

 

 

A Esquerda a dar lições de urbanidade à Direita

por josé simões, em 08.02.24

 

tv (1).jpg

 

 

Duas pessoas civilizadas, Maria Mortágua vs Rui Tavares, a debaterem as ideias que têm para o país na televisão do militante n.º 1 aka SIC Notícias:

Bernardo Ferrão: Isto não foi um debate;

Sebastião Bugalho: Isto não foi um debate;

Ângela Silva aka Fonte de Belém: Isto não foi um debate;

O alucinado Zé Gomes Ferreira deve ter metido auto-baixa, investigue-se!

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

No pasa nada

por josé simões, em 22.01.24

 

naperon.jpg

 

 

Como se não fosse nada temos dois militantes, ex-líderes partidários e apoiantes declarados de uma candidatura nas legislativas de 2024, a comentar em horário nobre, um apresentado como "a opinião que todos esperam" na televisão do militante n.º 1 - Marques Mendes, o outro "analisa a atualidade internacional e traduz os problemas com que nos defrontamos", na CNN Portugal. No pasa nada, é tudo análise independente, isenta e sem agenda.

 

[Imagem, de autor desconhecido]

 

 

 

 

Os cúmplices

por josé simões, em 16.01.24

 

Chicken, circa 1918.jpg

 

 

Ainda Luís Montenegro tinha acabado de apresentar uma réstia de propostas  de índole fiscal, caso se alce ao poder, já a televisão do militante n.º 1 - SIC Notícias, mais rápida que a própria sombra, estava em directo da Universidade Católica para ouvir a opinião do taberneiro sobre o que o ex-camarada de partido tinha dito. Não ouviu mais nenhum líder partidário, não ouviu mais ninguém em  nome que qualquer partido, ouviu o líder do partido da taberna. Por uma daquelas ironias do destino, a que os 'amaricanos' chamam karma, logo de seguida um jornalista do semanário do militante n.º 1 foi agredido e impedido de exercer, no mesmo evento de onde a televisão do militante n.º 1 diligentemente tinha acabado de fazer um directo pé de microfone, após interromper a emissão programada, para só depois passar aos "comentadores especialistas" no estúdio. O que vale é que os cúmplices também se vão lixar, com efe grande, é a moral da história, caso percebessem de história.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

O telejornal a partir do Instagram

por josé simões, em 14.01.24

 

Insta.jpg

 

 

Arranjar uma cara bonitinha Instagram para apresentar telejornais, sim, lamento, é assim que a coisa funciona, mas com zero preparação para andanças de congressos, zero poder de argumentação, zero pertinência e instinto político em como tomar a rédea da entrevista, total falta de conhecimento da história, da política e do papel que cada um tem em cada cargo e para desempenhar cada função. Já se tinha notado no congresso do PS, com uma tal de Nelma Serpa Pinto pela televisão do militante n.º 1, a anunciar a presença de Augusto Santos Silva "em representação da Assembleia da República" e que António Costa foi apresentado como "camarada" na chegada à FIL. Completamente à nora na convenção do partido da taberna, pé de microfone para a propaganda escorreita.

 

 

 

 

Lá vamos comentando e rindo

por josé simões, em 27.12.23

 

sic.jpg

 

 

A gente liga a televisão e dá com painéis plurais de aventesmas, todos os dias do ano, a todas as horas do dia, em todas as televisões, com raciocínios dignos do cérebro de uma ervilha, se as ervilhas tivessem cérebro, com um "vamos à análise com o/ a", e a análise é a esquerda ser pior que o "Deus me livre", que os males de que padece este país se devem aos quase 50 anos de socialismo, que a solução está à direita do Parlamento, que a direita é que são uns senhores que sim senhor, incluindo o Chaga que é um partido do "quadro democrático", um upgrade do "sentido de Estado" que se aplicava ao CDS, uns rapazitos que sim senhor, e que entretanto foi morto e enterrado por Rui Rio e agora ressuscitado por Luís Montenegro, e a gente fica a pensar "como é que a direita não ganha sempre as eleições, não tem sempre maiorias parlamentares, como é que a direita não governa ininterruptamente desde que Mário Soares meteu o Freitas do Amaral a ministro, depois deste empenho todo analista-comentadeiro pago a peso de ouro?" ou, como se excreve nas redes, WTF?!