Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Coisas com sentido

por josé simões, em 24.06.21

 

avental charroque.jpg

 

 

Pessoas de Lisboa não podem almoçar ou jantar até tarde em restautantes por causa do vírus mas podem meter-se no carro e ir almoçar a restaurantes em Setúbal por causa do vírus. O vírus não carrega no erre.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

O porco na chafurda, X

por josé simões, em 21.01.21

 

ventas.png

 

 

- Podemos ver isto de duas maneiras:

 

- Que violência chama violência e quem quem passa a vida a insultar e agredir verbalmente os outros só pode esperar a retribuição, é uma questão de tempo. E depois lá virá o Calimero com o dia negro e o atentado à democracia e a liberdade e o coise e tal quando dos maiores atentados que se podem fazer à democracia e ao Estado de direito democrático são as agressões a jornalistas e a coacção à imprensa, mas isso não é merecedor de condenação ou reparo.

 

- Que Joseph Goebbels inventou tudo o que havia para inventar em matéria de propaganda e agit-prop e que agora é só ir buscar e remasterizar porque há sempre uns pobres de espírito dispostos a tudo papar.

E foi um processo em crescendo. Começou com a insinuação de fraude eleitoral. Passou para a fraude dos ciganos inventados. Uma perseguição automóvel do Bloco de Esquerda. Uma incursão em território religioso que correu mal e passou ao lado da generalidade da comunicação social. Até uma tentativa de apedrejamento por ciganos verdadeiros com cartazes da candidata que o vai remeter para a terceira posição nas Presidenciais numa luta ombro-a-ombro com o candidato comunista. Tipo a facada do Bolsonaro, mas como os ciganos modernos não usam facas os ciganos inventados estavam lá atrás preparados para que tudo corresse pelo melhor. E o melhor tinha de ser hoje, o penúltimo dia de campanha, porque se fosse amanhã, o último dia, não servia para nada porque não era notícia em lado nenhum por causa do "dia de reflexão".

 

Percebem?

 

[A montagem de Bernie Sandres na recepção cigana ao Ventas é do Nuno Alexandre]

 

O porco na chafurda, Capítulo IX

 

 

 

 

Os gloriosos dias das "vistas maravilhosas"

por josé simões, em 24.09.20

 

ines-medeiros.jpg

 

 

Cada vez mais perto os gloriosos dias das "vistas maravilhosas" em que deitados na toalha no areal de Tróia teremos como paisagem o Cristo-Rei, a ponte 25 de Abril e toda a linha de costa desde Lisboa até Cascais.

 

Secil estuda ampliação da pedreira no Parque Natural da Arrábida

 

[Inês de Medeiros na imagem, de autor desconhecido, por causa]

 

 

 

 

"Somos todos doutores"

por josé simões, em 26.05.20

 

mask (1).jpg

 

 

Cruzei-me com "o dono do jardim" ao pé de casa, o cabo-verdiano que o tem por conta, todos os dias, de segunda a sexta, aparar sebes, cortar relva, podar árvores, tudo num brinco, que me retribui sempre o cumprimento de bom dia ou boa tarde e que já não via desde que toda a gente recolheu a casa. Viu-me de máscara e, a deixar adivinhar o sorriso de orelha a orelha tapado pela sua, ao bom dia acrescentou "doutor, agora somos todos doutores".

 

[Imagem]

 

 

 

 

Dias do Covid 19, quinta semana de confinamento

por josé simões, em 27.04.20

 

German Soldiers and donkey wearing gas masks during World War I, 1915. Universal History Archive.jpeg

 

 

O que me deixa tranquilo nesta contaminação dos lares da terceira idade com Covid-19 é que até agora só os "colaboradores" foram contaminados, nas televisões não há notícias de trabalhadores nessa situação, menos mal.

 

Fui ao Lidl do Bairro do Liceu e estava a tocar Massive Attack nas colunas de som. À saída fiquei um bom bocado cá fora para ver se a seguir vinha Tricky mas era sorte a mais no mesmo dia no mesmo supermercado.

No regresso passei pelo Bairro do __________ e o barbeiro estava aberto a cortar o cabelo aos velhos. A vida é bela.

 

[Imagem]

 

 

 

 

25 de Abril sempre!

por josé simões, em 25.04.20

 

1. março camilo castelo branco setubal.jpg

 

 

[Provavelmente o graffiti mais antigo da cidade de Setúbal, desde o dia 26 de Abril de 1974 na parede da ex-conserveira 1.º de Março à Rua Camilo Castelo Branco]

 

 

 

 

Guerrilha urbana

por josé simões, em 30.03.20

 

Setúbal_thermal_Power_Station.jpg

 

 

Tinham 200 metros de altura cada e estavam há 42 anos na paisagem da cidade. Nos idos do liceu chegámos [um grupo de amigos] a planear uni-las por uma corda com cuecas, peúgas e soutiens, pendurados com molas, ao estilo estendal de roupa, acção de "guerrilha urbana" não concretizada por nunca termos conseguido contornar a segurança da central. Foram abaixo, sem glória e sem direito a multidões de despedida, com sticks de selfie e directos nas "redes sociais", por via do confinamento e afastamento social. As chaminés morrem de pé.

 

 

 

 

A coluna vertebral direita é um bem precioso

por josé simões, em 16.12.19

 

parque bonfim.jpg

 

 

O post sobre a "rotunda do Lidl" gerou dois tipos de comentários, por e-mail para o blogue e por mention ou mensagem directa no Twitter:


- Pessoas do PCP, que abomina as PPP's, a defenderem as virtudes de uma PPP com o argumento de que não é uma PPP;
- Discípulos e escudeiros de João César das Neves a jurarem a pés juntos que há almoços grátis.

 

Na imagem o prémio Secil para construções em betão armado, no Parque do Bonfim há mais de 30 anos, que é agora usado pelos cartilheiros do PCP de serviço às "redes" como exemplo para justificar a privatização do espaço público por uma câmara comunista, a exemplo do que se faz nos estados Unidos ou no Chile, que Portugal não seria na Europa logo a seguir à revolução de Abril. Outro exemplo a que recorrem é o das paragens de autocarros e as paredes da cidade com propaganda.   A coluna vertebral direita é um bem precioso.

 

 

 

 

Já chegámos à China ou, vá lá, à América?!

por josé simões, em 15.12.19

 

rotunda lidl.jpg

 

 

O triunfo do capitalismo consumista através da privatização do espaço público pelas mãos de uma autarquia comunista, Câmara Municipal de Setúbal.

 

São boas todas as explicações sobre esta parceria público-privado, as PPP's que os comunistas abominam desde que seja a pimenta no cu dos outros. Desde a autarquia estar falida e a cadeia de hipermercados pagar a requalificação, alargamento das vias e toda a operação urbanística de um supermercado que assim consegue duplicar a área comercial e triplicar o estacionamento da primeira construção, feita em terrenos de cheia numa alteração cirúrgica ao PDM efectuada por um anterior executivo PS, até à obrigatoriedade de ler No Logo de Naomi Klein, sobre como as marcas e as corporações se insinuam na cousa pública, nas instituições e no espaço público, até ao ponto de definirem políticas e prioridades que deviam caber ao decisor político, eleito em eleições livres e democráticas, para depois fazer uma redacção, como TPC [trabalho para casa], posteriormente lavrada em acta de câmara, truncada ou não pelo espartilho leninista da análise histórica ou por uma qualquer directiva emanada do centralismo democrático, já que isso agora é o que menos interessa, quando o leque, de uma extremidade à outra, cabe todo no mesmo saco. O PS começou, o PCP deu-lhe continuidade e o PSD não desdenha e até é capaz de aparecer a dizer que faria muito melhor.

 

Viva a rotunda do Lidl, viva! Pim!

 

[Na imagem a nova rotunda na confluência da avenida de Moçambique com as ruas Cidade Debrecen e Engenheiro Henrique Cabeçadas]

 

 

 

 

Falta de noção

por josé simões, em 06.11.19

 

Logo-Ordem-Medicos.jpg

 

 

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, desde 2017 todos os dias em todos os telejornais em cima do Governo por causa da carga horária e da pediatria e da maca no corredor da urgência e da falta de ligaduras no banco e de palhinhas para o leite no pequeno-almoço dos doentes manetas na ortopedia.

 

Mais de 1700 queixas levaram a Ordem dos Médicos a criar o estatuto do Provedor do Doente. O bastonário da classe, Miguel Guimarães, afirma que a nova figura não está directamente relacionada com o caso do bebé Rodrigo, que nasceu sem parte do rosto.

 

 

 

 

O nível argumentativo corporativo

por josé simões, em 23.10.19

 

Colin Chillag (1).jpg

 

 

1- A Ordem dos Médicos recebeu em 8 - oito - 8 anos pelo menos 8 - oito - 8 participações por negligência médica praticada pelo obstetra de Setúbal;

 

2 - Um senhor do Conselho Disciplinar da Ordem dos Médicos aparece em todos os telejornais em todas as televisões a dizer ser normal um processo levar 6 - seis - 6 anos a ser tratado;

 

3 - A Ordem dos Médicos chama o obstetra para ser ouvido nos processos movidos, o obstetra ignora a Ordem e continua na sua vidinha como se nada fosse;

 

4- O bastonário da Ordem dos Médicos aparece em todas as televisões em todos os telejornais com ar cândido a dizer que é o Estado que tem de explicar como é que são feitos os convénios com as clínicas privadas;

 

[Imagem]

 

 

 

 

Uma hipótese a considerar?

por josé simões, em 21.10.19

 

NOT WAVING BUT DROWNING Tim Fishlok.jpg

 

 

E se todas as mal-formações foram mesmo todas detectadas pelo obstetra mas não declaradas por o senhor ser contra o aborto, via interrupção médica da gravidez, contra os seus princípios religiosos, um fundamentalista católico?

 

[Imagem]

 

 

 

 

Sabem aquele filme 'amaricano'?

por josé simões, em 26.08.19

 

Carlos Medeiros Aliança.jpg

 

 

Sabem aquele filme 'amaricano' onde um gajo cheio de dinheiro, um empresário, um mafioso, um dono de um casino, um drug dealer, um rancheiro, um magnata do petróleo, um __________________________________ [preencher a gosto] tem sempre como cenário uma loira com um cão ao colo, que jamais abre a boca, porque essa não é a sua função, e que casou com ele por amor? Ao cão juntemos uma bandeira do Vitória de Setúbal e o título de miss numa latitude exótica que não lembrava nem ao Soljenítsin.

 

Senhoras e senhores, o cabeça de lista do partido do Doutor Santana Lopes por Setúbal.

 

Depois de três décadas emigrado, passear de Bentley com a mulher, que foi miss Sibéria, deu-lhe fama em Setúbal. Agora, Carlos Medeiros faz campanha (com o cãozinho, e tudo) por um salário mínimo de 850 euros

 

 

 

 

O senhor Fernando Coutinho em Setúbal

por josé simões, em 25.06.19

 

1 (16).jpg

 

 

2 (17).jpg

 

 

3 (18).jpg

 

 

Diz que os setubalenses têm a secreta esperança de que um dia alguém lhes explique os prédios que o senhor Fernando Coutinho "construiu" em Setúbal, cagalhões arquitectónicos perfeitamente enquadrados e integrados no espaço envolvente, respeitando a memória histórica da cidade e resistindo a toda e qualquer requalificação, mais polis menos polis.

 

As imagens são do Google Maps.

 

[Prédio Coutinho]

 

 

 

 

O PS de geometria variável

por josé simões, em 28.02.19

 

outdoor ps setubal.jpg

 

 

Aquilo que em Lisboa é o estacionamento pago, e bem pago, como uma óptima ferramenta disciplinadora e inibidora do trânsito na cidade, que se quer respirável e devolvida ao cidadão, chegando ao extremo de desculpar comportamentos abusivos e prepotentes da EMEL, em Setúbal é esbulho e autoritarismo. Quem é que ainda leva o PS a sério?

 

[Na imagem outodoor do Partido Socialista no cruzamento da Rua Camilo Castelo Branco com a Avenida Jaime Cortesão em Setúbal]