Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 19.06.14

 

 

 

A capa da Newsweek, edição europeia.

 

 

 

 

 

 

|| O estado da Nação

por josé simões, em 04.06.12

 

 

 

A gente vê na televisão o presidente dos Estados Unidos da América, seja ele qual for, seja ele de que partido seja, entrar numa sala e toda a gente largar o que está a fazer e levantar-se da cadeira em sinal de respeito. A gente vê o Presidente da República Portuguesa, seja ele qual for, entrar na assembleia de voto no dia das eleições e ninguém, nem sequer o presidente da mesa, levanta o rabinho da cadeira. Vá lá um aperto de mão, que o bacalhau está caro. A gente vê o Cristiano Rónáldo [com dois acentos como na televisão] oferecer uma camisola da selecção ao Presidente Cavaco Silva e dizer “esperamos que você”.

 

By the way, as tropas partem, com a bandeira nacional cosida no ombro do camuflado, numa missão de paz da ONU e têm o ministro da Defesa no aeroporto, o futebol vai em tournée para a Polónia e é recebido pelo Presidente no Palácio de Belém. Que parolice.

 

[Na imagem fotograma de The Big Lebowski]

 

 

 

 

 

 

|| Falta um dente na cremalheira

por josé simões, em 02.06.12

 

 

 

Pelo menos temos uma selecção que joga um futebol à imagem do discurso do seu seleccionador: aos soluços, com muitos "aaa…" em cada frase, e a repetir a última palavra para tomar balanço para a segunda. Quando acaba já ninguém se lembra como é que começou. Falta um dente na cremalheira que pensa [o jogo].

 

"Quando se perde aaa… parece que tudo foi feito aaa… de forma, de forma errada, o que não é, o que não é verdade. Nada do jogo aaa… nos correu aaa… como merecíamos, como merecíamos que tivesse corrido."

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

Um filósofo em estado bruto

por josé simões, em 09.09.07

 No rescaldo do Portugal: 2 - Polónia: 2, ouvi Nuno Gomes na zona de entrevistas rápidas dizer: "O futebol é mesmo assim... e o jogo termina quando o árbrito apita."

(Muito profundo!)

(Amén!)