Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 15.03.18

 

circus clown.jpg

 

 

Deputado demitido de director da Polícia Judiciária por suspeitas de violar o segredo de justiça questiona o primeiro-ministro no Parlamento sobre investigação a fuga ao segredo de justiça.

 

[Imagem]

 

 

 

 

A justiça do Inspector Gadget

por josé simões, em 07.03.18

 

inspector_gadget.jpg

 

 

Bastaram meia dúzia de horas para começarem as violações e as fugas ao segredo de justiça num processo que investiga as fugas e as violações ao segredo de justiça.

 

Da investigação do Inspector Jacques Clouseau para a investigação do Inspector Gadget.

 

 

 

 

Um dia histórico para a justiça

por josé simões, em 06.03.18

 

Peter Sellers as Inspector Clouseau.jpg

 

 

Em menos de um ano conseguiu no Benfica o que não foi conseguido em 30 anos, contas por baixo, no Correio da Manha [sem til]: chegar às fontes da fuga e/ ou violação do segredo de justiça. Parabéns pois à justiça por este dia histórico.

 

[Na imagem o Inspector Jacques Clouseau]

 

 

 

 

Um cómico este Hugo Soares

por josé simões, em 25.07.17

 

benny-hill.jpg

 

 

Se o PSD não sabe se a lista das vítimas do incêndio em Pedrógão Grande está ou não em segredo de justiça primeiro pede um esclarecimento à Procuradora-Geral da República e depois, consoante a resposta recebida, pede ou não ao Governo para o levantar, não faz chicana política nem tenta capitalizar com a desgraça e o sofrimento alheios. E, em caso de dificuldade, faz pedagogia e pede ajuda à comunicação social militante que desconhece a separação de poderes num Estado liberal democrático, acampada à porta do primeiro-ministro e da ministra da Administração Interna,  ao invés de ir bater às portas certas [que não são propriamente as das "redes sociais" e as das empresárias elaboradoras de listas].

 

 

 

 

||| E ainda gozam com o pagode...

por josé simões, em 23.06.15

 

 

 

Juro que vi e ouvi no Prós e Contras da RTP 1 um meritíssimo senhor doutro juiz, Ricardo Cardoso de baptismo, dizer que há violação do segredo de justiça porque a empregada doméstica do arguido buscado em casa que vê o mandato nas mãos da polícia e desata a telefonar para tudo o que é jornais, televisões e jornalistas. Não esclareceu os casos em que o arguido buscado em casa não tem empregada doméstica e o segredo de justiça também é violado. Se calhar é a sogra do arguido. Ou a vizinha que todos os portugueses têm, bisbilhoteira, sempre a espreitar pelo ralo da porta. Ou assim.

 

 

 

 

||| Seria cómico se não fosse trágico

por josé simões, em 11.06.15

 

 

 

A justiça trabalhou árdua e afincadamente para se colocar na posição em que se encontra aos olhos dos cidadãos, o descrédito total e onde o respeito devido aos juízes e aos tribunais foi gradualmente substituído pelo medo. Ninguém tem respeito a ninguém, a nenhum tipo de autoridade, não só aos juízes e aos tribunais, mas também. As pessoas têm medo, o que é substancialmente diferente e muito muito muito salazarento, 41 anos depois do dia da liberdade. E continua meticulosamente, com denodo, na tarefa a que se propôs. Seria cómico se não fosse trágico. «Ministério Público abre inquérito à publicação de interrogatório de Sócrates».

 

 

 

 

||| Tradutor do Google

por josé simões, em 16.05.15

 

translate.jpg

 

 

"O processo foi posto em segredo de justiça"


"O processo foi posto de modo a que só o Correio da Manha [sem til] tenha acesso às notícias" [e faça primeiras páginas com todos os detalhes e os pormenores mais escabrosos].

 

 

 

 

||| Tipografia em Delfos

por josé simões, em 24.02.15

 

cm.png

 

 

 

 

||| O[s] Verdadeiro[s] Artista[s]

por josé simões, em 04.01.15

 

RKO clown Toto distributes cardboard Easter bunnie

 

 

«O procurador do Ministério Público, Rosário Teixeira, e o juiz de instrução criminal, Carlos Alexandre, estarão convencidos que as entrevistas dadas por José Sócrates à comunicação social são uma forma de reproduzir o que foi dito em interrogatório judicial, logo, um exemplo claro de violação de segredo de Justiça.»


Adenda: O Título do post era para ter sido ROTFL


[Imagem "RKO clown Toto distributes cardboard Easter bunnies packed with lollipops from W.T. Grant Company at UW Children's Orthopedic hospital, 436 N. Randall Street.(1932)"]

 

 

 

 

||| A direita no poder

por josé simões, em 10.01.14

 

 

 

E reintroduzir o exame prévio, as detenções arbitrárias e o julgamento sumário em tribunal plenário, porque a justiça tem de ser célere por causa do investimento estrangeiro na economia. Multas “verdadeiramente” dissuasoras, actividade suspensa, buscas domiciliárias e nas redacções. Como se o jornalista fosse aquele fulano que, pela calada da noite, por escalada de varandas, arrombamento de portas e gavetas, entrasse no DCIAP, no Ministério Público, nos tribunais, para sacar as preciosas informações que não lhe vêm parar às mãos por intereses diversos dos "barões, baronesas, viscondes e viscondessas", intocáveis e imperturbáveis no foral.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

||| Caçar o bufo com recurso à figura do bufo

por josé simões, em 18.11.13

 

 

 

Não sei se a figura do bufo é reconhecida no Código Penal português, desde o dia 25 de Abril de 1974. Ou mesmo se é necessário o seu reconhecimento, em papel de Lei, como sói dizer-se. E também não sei se o affair Manchete-Angola é tido e achado numa Procuradoria-Geral da República, subitamente em "modo frantic" e a "quente, e dirigida por uma Procuradora com ligações à "casa-mãe" do Governo.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Isto é grave. Muito grave

por josé simões, em 22.12.11

 

 

 

E ajuda a perceber como é que funciona a teia de cumplicidades e a rede de promiscuidades entre a[s] polícia[s] e a comunicação social, e explica as execuções de mandatos de busca com transmissão em directo nas televisões e as constantes fugas ao segredo de justiça em processos ainda em investigação e/ ou em julgamento, e, pasme-se, vem denunciado nas páginas do jornal campeão das primeiras páginas à custa dessa mesma promiscuidade e cumplicidade. E ninguém faz nada???

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Da paranóia

por josé simões, em 23.02.10

 

 

 

As paranóias securitárias sempre deram mau resultado e invariavelmente descambaram no totalitarismo e na ditadura.

 

Desculpem que mal pergunte: mas quem é que escuta quem escuta? Está tudo louco.

 

 

 

|| A outra pressão

por josé simões, em 13.05.09

 

O relatório foi entregue na véspera ao Procurador-geral da República e seria apreciado pelas 10:30 de ontem pelo Conselho Superior do Ministério Público. No entanto, logo pela madrugada, o Diário de Notícias e o Correio da Manhã avançavam o que nele constava e quais seriam as medidas disciplinares a tomar em relação a Lopes da Mota.

 

Estamos a falar de um inquérito a que um número restrito de pessoas teve acesso, não de uma daquelas mega operações com “n” investigadores e tudo ao molho e fé em Deus.

 

Entretanto «o processo disciplinar ao presidente do Eurojust, Lopes da Mota, confirmado ontem por Pinto Monteiro, é, segundo a Procuradoria, de "natureza confidencial até à decisão final"»

 

Deixem-me rir!

 

(Imagem Bulbous Marauder, 2008 de Enrico David)