Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Sempre a Europa, sempre a Comissão Europeia, sempre do estrangeiro

por josé simões, em 01.10.12

 

 

 

Onde é que fica o princípio do utilizador-pagador se aqueles que moram lá, e que são quem mais utiliza, estão isentos de pagar? Interessante é ver neste caso, o Governo, sem coragem, escudar-se na lei comunitária e não recorrer à cantilena da "imagem que lá fora têm de nós", sem a vergonha nem os pruridos que mostra noutras intervenções sobra a intervenção estrangeira e a perda da soberania, por ser alguém vindo do exterior a chamar à atenção para o óbvio e a pôr ordem na casa.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

 

 

|| O Testamento do Dr. Mabuse

por josé simões, em 27.12.11

 

 

|| Nem tudo está perdido

por josé simões, em 11.11.11

 

 

 

«Estudantes e idosos perdem desconto de 50% nos passes sociais» mas em contrapartida a «JSD quer isenção para estudantes universitários nas SCUT quando viajam para escolas no interior», também em função dos rendimentos e não da idade, pressupõe-se. Vai ser como nos filmes amaricanos, tudo de carro para a escola, descapotável, e com a namorada ao lado. Awesome, como sói agora dizer-se.

 

[Imagem via Getty Images]

 

 

 

 

 

 

|| Notícias da frente da destruição do Estado Social

por josé simões, em 26.05.11

 

 

|| A tabuada de multiplicar está a precisar de revisão e reforma (*)

por josé simões, em 27.04.11

 

 

 

 

 

Como o desleixado que não pinta as paredes da sala porque primeiro é necessário lavá-las, vamos abdicar de uma receita certa – e do princípio (justo) do utilizador pagador – para não agravar as contas do défice de 2011.

 

(Imagem de autor desconhecido)

 

(*) - August Strindberg, The Blue Notebook

 

 

 

 

 

 

 

|| Qual foi a parte que eu não percebi?!

por josé simões, em 19.02.11

 

 

 

 

Onde é que está o princípio do utilizador-pagador se há «isenção para os residentes»?

 

Já que falamos em justiça e em "auto-estrada da justiça", o eixo Évora-Beja (Vila Verde de Ficalho)-Faro continua, não esquecido mas ignorado, talvez porque pela densidade populacional dá poucos votos (isto sou eu a especular). E Beja que vai ter aeroporto, além de não ter auto-estrada a ligar a Lisboa e a Espanha (Sevilha é mesmo "ali ao lado") não tem comboio, pelo menos um comboio pelos padrões europeus dos finais do séc. XX. Visão estratégica.

 

 

 

|| Uma fórmula simples

por josé simões, em 07.10.10

 

 

 

 

 

Meia dúzia de maduros (não é preciso mais) sai nas respectivas viaturas para a auto-estrada, em marcha lenta - de preferência nas entradas/ saídas dos grandes centros urbanos - e com a mão em cima do cláxon. Os outros, os milhares que anseiam por chegar a casa, ao trabalho, buscar os filhos à escola, or ever, desesperados com a lentidão do trânsito e a ver a vidinha a andar para trás, começam a stressar e desatam a buzinar como forma de escape. Está feito o maior buzinão da história, em protesto contra a introdução de portagens nas SCUT. Mais fácil que limpar o rabo a meninos.

 

Adenda: os jornais, isentos e descomprometidos destas coisas do regionalismo-futeboleiro, informam as horas e os locais das concentrações. È aproveitar a info e não passar por lá.

 

(Imagem de Virxilio Viéitez fanada no El Mundo)

 

 

 

 

 

 

 

|| O(s) Verdadeiro(s) Artista(s)

por josé simões, em 28.09.10

 

 

 

Em parceria com os idiotas úteis do lado de cá da fronteira, empresários da região com as portagens mais caras de toda a Espanha protestam contra a introdução de portagens nas Scut.

 

 

 

 

 

|| Há coisas fantásticas; não há?!

por josé simões, em 16.07.10

 

 

 

 

 

A região com as portagens mais caras de toda a Espanha e onde nalguns casos, como entre Tuy e Santiago de Compostela, se chega a pagar 3 – três – 3 vezes portagem sem sair da mesma auto-estrada, é contra a introdução de portagens nas SCUT.

 

Abel Caballero, presidente do Eixo Atlântico, em declarações à Antena 1 (a partir do minuto 01:01)

 

«É um factor limitativo, vai ser negativo para a mobilidade e não contribui para a proximidade»

 

(Imagem fanada no Chicago Tribune)

 

 

 

|| Armar confusão

por josé simões, em 23.06.10

 

 

 

Uma coisa é o big brother, travestido de chip portageiro, na matrícula da viatura. Ninguém, e muito menos o Estado, tem alguma coisa que saber por onde andam os deixam de andar os cidadãos. Outra coisa é o princípio do utilizador-pagador. Justo. As “barraquinhas” para o pagamento da portagem à entrada e à saída das auto-estradas.

 

Armar confusão para dividir é muito feio.

 

(Imagem de autor desconhecido)

 

 

 

 

|| Tenham medo. Muito medo

por josé simões, em 22.06.10

 

 

 

Com o apoio da nobreza e com a bênção do clero, está prestes a rebentar uma espécie de guerra da Jugoslávia nessa espécie de “país”, esse (E)estado de excepção permanente, da justiça às leis do trabalho e com passagem pelo futebol e às vezes tudo misturado, que dá pelo nome de “Norte”.

 

(Na imagem versão francesa do cartaz do filme Welcome to Sarajevo)

 

Adenda: “A pagar desde 5 de Novembro de 1962”. Podia ser a divisa da margem Sul do Tejo

 

 

 

 

|| “A pagar desde 5 de Novembro de 1962”. Podia ser a divisa da margem Sul do Tejo

por josé simões, em 22.06.10

 

 

 

A eterna “reserva moral” para a liderança do PSD, no papel de incendiário à frente da Câmara da segunda maior cidade do país:

 

"Estamos à beira das pessoas se poderem revoltar a sério"

 

Primeiro no Twitter

 

(Imagem Les Sabres de Thierry Guitard)

 

 

 

 

|| Cambalhota

por josé simões, em 07.05.10

 

 

 

 

E de repente, como que por artes mágicas e pela boca dos mesmos, passámos do imperativo de justiça e do princípio do utilizador-pagador para a discriminação negativa da região, desigualdade de tratamento e indicadores socio-económicos.

 

(Imagem October 2, 1923. Danish athletes at the Pension Building in Washington, D.C. National Photo Company Collection)

 

 

 

|| Portugueses de 1ª e portugueses de 2ª

por josé simões, em 15.03.10

 

 

 

Do ponto de vista de utente também seria levado a concordar que o Governo se está precipitar. Questões técnicas à parte, do ponto de vista de contribuinte e utilizador esporádico – nalgumas nem nunca sequer passei –, penso que já ontem era tarde.

 

Ou há moralidade ou comem todos; vox populi.

 

(Imagem Getty Images fanada no Independent)

 

 

 

Liberais de meia-tigela

por josé simões, em 26.05.08

 

 

Até eu, que de liberal só ao nível de costumes, nada ou quase nada na economia, sou um defensor do princípio do utilizador-pagador, por uma questão de justiça social; nomeadamente nas Scut.

 

Mas há liberais, com “éle” grande, daqueles mesmo, mas mesmo liberais, que arrumam o liberalismo na gaveta em favor do cumprimento de promessas por parte do Governo. Mesmo que essas promessas impliquem um custo de cerca de 300 milhões de euros ao erário público.

 

É o liberalismo em versão regionalista, onde são permitidas excepções: para o futebol; para as SCUT. Até ver, que a procissão ainda vai no adro.

 

Recorrendo a um termo ultimamente muito em voga: liberais de meia-tigela.

 

(Na imagem capa de Autobahn dos Kraftwerk; vinyl)