Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Ainda gozam com o pagode

por josé simões, em 14.04.21

 

wefindwildness.jpg

 

 

Primeiro foi o Chicão, alegado líder do partido de Jacinto Leite Capelo Rego, do caso Portucale arquivado, das escutas que davam um banqueiro a pagar o salário do líder, dos submarinos sem corrompidos em Portugal pelos corruptores julgados e condenados na Alemanha, vir a terreiro que "o sistema judicial está doente".

 

Dias depois aparece o doutor Rui 'banho de ética' Rio, eleito chefe de facção pelo sindicato dos votos dirigido por Salvador Malheiro, do PSD desde o PPD a acumular casos até ao apogeu no cavaquismo, tantos que para referir tudo era preciso um blogue só dedicado à causa, clamar que "o regime está muito doente".

 

A lata. Quarenta e tal anos de construção de um monstro emaranhado jurídico, a meias entre PS e PSD com a prestimosa colaboração do CDS, com mais buracos de fuga que um queijo suíço e escapatórias para pesados que uma auto-estrada, chegando ao ponto da contagem de uma data ser passível de duas interpretações. "o sistema judicial está doente". "o regime está muito doente". Adoeceu sozinho. Ou então é tudo culpa do 'gonçalvismo', há muito tempo que ninguém fala nisso.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Hoje somos muitos...

por josé simões, em 30.03.21

 

44.jpg

 

 

O partido que inventou André Ventura para um ensaio em Loures e se aliou ao Chaga para se alçar ao poder nos Açores, inventa agora Suzana Garcia para a Amadora e recupera Isaltino para o partido, no lugar de onde nunca saiu. A ter em conta a sabedoria popular quando lembra que "quem brinca com o fogo acaba queimado", "quem se deita com crianças acorda mijado", "que quem brinca com braseiras faz xixi na cama", o "processo de  radicalização em curso", aconselhado pelo Ventas ao PSD, tem tudo para correr bem a Rui Rio: queimar-se e acordar mijado, não fosse de caminho queimar o partido e mijar o país.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

O "érre"

por josé simões, em 10.03.21

 

pcp centenario porto.jpg

 

 

Depois dos comunistas terem tomado todas as cidades, de norte a sul do país, Marcelo, no decreto presidencial que renova o estado de emergência e antecipando a inevitável queda do muro de Berlim e derrocada da RDA, fala na "reunificação das famílias" [a partir do minuto 09:53].

À saída da audiência com o Presidente da República, Rui Rio diz não saber porque é que o R está outra vez a subir. Faz-lhe falta sair do Mercedes de serviço atribuído pelo partido, da bolha do Pê Pê Dê, e começar a andar a pé pelos sítios onde moram pessoas de carne e osso. Ou então estar atento às televisões e ver Marcelo, qual barata tonta, de máscara abaixo do nariz, em performance circense no bairro do Cerco, perante a estupefacção dos moradores confinados.

 

[Na imagem, de autor desconhecido, o centenário do PCP na Av. dos Aliados, Porto]

 

 

 

 

"Cavaco Silva está velho"

por josé simões, em 09.03.21

 

Sem Título.jpg

 

 

"Cavaco Silva está velho". A frase dita por Jerónimo de Sousa acabou por se revelar a análise mais lúcida de todas as que foram feitas à saída do ex Presidente da República do esquife onde se encontra depositado. Curta e certeira. E tão acertada foi que a aparição foi prontamente compreendida pelo deputado mais velho que alguma vez se sentou nas bancadas da Assembleia da República em todos os anos da sua existência.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Duplicar a melodia

por josé simões, em 05.03.21

 

cante alentejano.jpg

 

 

Diz Marques 'disse-não-disse-tenho-esperança-que-não-se-lembrem-do-que-disse' Mendes que a "ambição política de Moedas pode empurrá-lo para a liderança do PSD". Moedas, o moço de fretes da troika. Até já circula nas redes a versão de que era ele quem punha travão nas ambições. O início de uma construção. Adiante. Moedas que ousou ter vida própria e avançar sem a bênção do Ungido, o Messias, o que vai resgatar a direita, mas prontamente mostrou arrependimento e fez penitência, que fique desde já esclarecido, que não quer cá confusões, que não pensem que quer dar-se ares de qualquer coisa. E a gente olha para a figura e não encaixa na ambição, e olha para a ambição e não encaixa na figura, que isto é o século XXI, o da imagem por mil palavras. Mas depois olhando bem, quer dizer ouvindo bem o tom de voz do ambiciosom que não encaixa na figura, ao contrário do Ungido, o Messias, o que vai resgatar a direita, com o seu barítono, e percebemos que afinal faz tudo sentido em Moedas, o alentejano de Beja, com voz alto, no cante alentejano a voz mais aguda, que duplica a melodia e que, geralmente, a ornamenta.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

"Eu gosto é do Verão"

por josé simões, em 03.02.21

 

surf.jpg

 

 

Depois do Natal, que foi salvo in extremis a seguir à Páscoa cancelada pela esquerda, pelo socialismo, pelo Governo, [riscar o que não interessa], " Rui Rio vê oportunidade de salvar o verão".

 

"Eu gosto é do verão, De passearmos de prancha na mão, Saltarmos e rirmos na praia, De nadar e apanhar um escaldão"

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 15.01.21

 

gesto.jpg

 

 

PSD defende alívio de restrições no Natal e reposição de medidas no Ano Novo

 

4 de Dezembro de 2020

 

 

O vice-Presidente do grupo parlamentar do PSD, [...] considera que o Governo "falhou na preparação do inverno e no aliviar das medidas do Natal"

 

12 de Janeiro de 2021

 

 

CDS pede ao Governo "sensibilidade, humanidade e bom senso" nas medidas para o Natal

 

12 de Dezembro de 2020

 

 

Presidente do CDS-PP responsabiliza Governo por necessidade de novo confinamento

 

11 de Janeiro de 2021

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 30.12.20

 

JEFF GORDOON GORDON By Dominique Jando Jeff.jpg

 

 

Depois de se ter vendido ao Chaga para se alçar ao poder nos Açores e no seguimento ter admitido dialogar com o albergue de fascistas, neo-nazis e skinheads caso este se moderasse, Rui Rio, o alegado líder do PSD:

 

Obviamente que, para o país, acho que será mau se o líder do Chega, dr. André Ventura, tiver uma votação grande e expressiva. Não é bom para o país porque o discurso que ele tem feito é um discurso que não gostaria que fosse fortemente premiado em eleições

 

[Imagem de autor desconhecido] 

 

 

 

 

Há sempre uma "ala liberal"

por josé simões, em 01.12.20

 

tatcher-pinochet.jpg

 

 

Rui Rio, depois de se aliar ao Chaga para se alçar ao poder nos Açores, grava uma mensagem onde revela que no pós 25 de Abril não aderiu ao PPD mas ao Sá Carneiro por causa do trabalho que o malogrado desenvolveu na "ala liberal". A "ala liberal" que eram aqueles filhos de boas famílias da "situação" que dormiam todas as noites descansado em casa porque quem levava nos cornos nas ruas, quem tinha o sono interrompido pela calada da noite, quem era torturado e tinha as unhas arrancadas pela PIDE eram os comunistas, os anarquistas, os socialistas, os democratas em geral, os do "reviralho", como lhes chamavam, e não eles, os "liberais".

 

Há sempre uma "ala liberal" que dá lições de democracia aos outros. Os tories em Inglaterra também tinham uma "ala liberal".

 

 

 

 

O líder do maior partido do engraçadismo

por josé simões, em 30.11.20

 

Sem Título.jpg

 

 

Quando tens o partido que lideras a ser papado pelo sucedâneo de extrema-direita, incubado durante décadas entre portas com a capa do "sentido de Estado", depois legitimado em acordos para a governação, e a única coisa que te ocorre é chutar para canto com piadas sobre os comunistas.

 

"A brincar, a brincar, foi o macaco ao cu à mãe", vox pop.

 

[Rui Rio no Twitter]

 

 

 

 

 

Ano 46 depois do 26 de Abril

por josé simões, em 21.11.20

 

salazar.jpg

 

 

Logo após António Costa ter anunciado as novas medidas contra a Covid 19, Bernardo Ferrão, alegado sub-director da SIC Notícias, aparece na televisão do militante n.º 1 a acusar o primeiro-ministro de se escudar na Lei, es - cu - dar - na - Lei. Ainda o Ferrão estava deslumbrado com a profundidade da sua análise já Rui Rio estava a dar à unha no Twitter, a tresler a Lei, de forma a que fosse proibido, por Lei, o Congresso dos comunistas a realizar no mesmo dia em que o seu colega do Chaga reúne o Conselho Nacional em concelho de risco muito elevado.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Neville Rio vs Rui Chamberlaine

por josé simões, em 19.11.20

 

hith-neville-chamberlain-peace-in-our-time-1938.jp

 

 

O líder do maior partido da oposição gastar vinte minutos de uma entrevista de quarenta e sete para se justificar justificar que um partido que vale 1% dos votos em urna, e do qual depende, qual Mephisto, para se alçar ao poder numa região autónoma, não é um partido neo-fascista e que até se modera quando chamado à razão.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Dupond et Dupont

por josé simões, em 13.11.20

 

rio twitter.jpg

 

 

ventura twitter.jpg

 

 

Partindo do princípio que não é a mesma pessoa quem administra duas contas Twitter de dois líderes de dois partidos políticos diferentes, ou o Ventas do Chaga se dedicou a gozar com o ex-camarada de partido Rui Rio e Rui Rio perdeu o respeito por si próprio e, por consequência, perdeu o respeito dos eleitores, ou isto também faz parte da posição concertada à socapa...

 

 

 

 

Sexta-feira 13

por josé simões, em 13.11.20

 

horror-friday-the-13th-movie-poster-1980.jpg

 

 

"Oficialmente, a direção nacional do PSD não teve nada a ver com o acordo alcançado com o Chega nos Açores. Oficialmente, o entendimento cingiu-se ao plano regional. Oficialmente, Rui Rio e André Ventura não se articularam acerca das negociações.

PSD e Chega acertaram entendimento político ao mais alto nível, em Lisboa. Comunicado em que Ventura anunciou o entendimento final foi limado pelos sociais-democratas."

 

Direção de Rio negociou acordo dos Açores com Ventura

 

 

"O único problema passou a chamar-se Chega e não foi valorizado nem por Pedro Catarino nem por Marcelo Rebelo de Sousa ao ponto de entenderem que a solução de Governo apresentada pela coligação PSD/CDS/PPM (e que conta com o apoio do partido de André Ventura e do IL) devia ser rejeitada."

 

Marcelo concordou com solução para os Açores

 

[Imagem]

 

 

 

 

O partido tubo de ensaio

por josé simões, em 11.11.20

 

mickey.jpg

 

 

Em 1974 conviviam alegremente com pides, legionários e restante bufaria, na bancada da Acção Nacional Popular no Parlamento fantoche do Estado Novo Marcelista. Passados seis meses estavam a assinar o Pacto MFA-Partidos pelo partido ensaiado por Sá Carneiro.

 

Em 2017 Pedro Passos Coelho ensaia a candidatura autárquica de André Ventura num subúrbio urbano da capital como barómetro para um movimento populista mais amplo a nível nacional.

 

Em 2020 Rui Rio alia-se nos Açores ao ex-camarada de partido, ensaiado por Pedro Passos Coelho em Loures, como forma de legitimar e maquilhar a extrema-direita que lhe pode ser útil em futuras eleições legislativas, em coligação ou com o apoio parlamentar do partido que acolhe skinheads, fascistas e nazis confessos.