Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Os cinco países e as cinco empresas inimigas da internet

por josé simões, em 12.03.13

 

 

 

No dia em que o Parlamento Europeu vota o relatório "Eliminar estereótipos de género na EU", elaborado pela Comissão dos Direitos da Mulher e apresentado pela eurodeputada holandesa Kartika Liotar:

 

"As democracias também estão a ceder ao canto da sereia da cibersegurança e, em nome da luta contra o crime na Web, aprovam leis potencialmente draconianas".

"A adopção deste tipo de leis por países tradicionalmente respeitadores dos direitos humanos, são o argumento para que líderes de países repressivos adoptem um arsenal legislativo contra as vozes críticas".

"Esta tendência está a transformar a internet num espaço cada vez mais controlado e num novo espaço de repressão da liberdade de informação e de opinião".

 

[Tradução minha]

 

 

O relatório da Repórteres sem Fronteiras em inglês e em francês.

 

 

 

 

 

 

|| BESET BY ONLINE SURVEILLANCE AND CONTENT FILTERING, NETIZENS FIGHT ON

por josé simões, em 12.03.12

 

 

 

«Two countries, Bahrain and Belarus, have been moved from the “under surveillance” category to the "Enemies of the Internet" list, joining the ranks of the countries that restrict Internet freedom the most: BurmaChinaCubaIranNorth KoreaSaudi ArabiaSyriaTurkmenistanUzbekistan and Vietnam. They combine often drastic content filtering with access restrictions, tracking of cyber-dissidents and online propaganda.IranandChina, in particular, reinforced their technical capacity in 2011 and China stepped up pressure on privately-owned Internet companies in order to secure their collaboration.»

 

This report, which presents the 2012 list of countries that are “Enemies of the Internet” and “under surveillance,” updates the report published on12 March 2011.

 

 

 

 

 

 

|| Censorship tells the wrong story

por josé simões, em 28.09.11

 

 

 

[Via]

 

 

 

 

 

 

|| O Fugitivo

por josé simões, em 05.12.10

 

 

 

 

 

«É a primeira vez que se assiste a uma tentativa à escala internacional para censurar um site dedicado ao princípio da transparência. É espantoso o facto de que países como a França e os EUA alinhem repentinamente sua política em relação à liberdade de expressão com a da China.» (Tradução (livre) minha)

 

Wikileaks hounded?

 

(Imagem)

 

 

 

 

 

 

|| Crushed

por josé simões, em 01.11.10

 

 

 

(Via)

 

 

 

 

 

12 de Março - Dia Mundial Contra a Censura na Internet

por josé simões, em 12.03.09

Os 12 inimigos da Internet:

 Arábia Saudita, Birmânia, China, Coreia do Norte, Cuba, Egipto, Irão, Uzbequistão, Síria, Túnisia, Turquemenistão e Vietnam.

 

A Internet é vigiada e controlada inclusive nas democracias.

 

Attention Website Under Surveillance nos Repórteres Sem Fronteiras

 

 

Hand Book For Bloggers and Cyber-Dissidentes

por josé simões, em 14.03.08

 

 

Os Repórteres Sem Fronteiras publicaram o primeiro manual para bloggers e cyber-dissidentes. Consultar aqui.
 
 

 

Los Predadores de la Libertad de Prensa / The Predators of Press Freedom

por josé simões, em 28.12.07

 

Um dia após o assassinato de Benazir Buttho recupero aqui um trabalho dos Repórteres Sem Fronteiras intitulado Los Predadores de la Libertad de Prensa / The Predators of Press Freedom, onde o general Pervez Musharraf surge muito bem acompanhado entre uma trintena de outros ditadores.
 
“El general Pervez Musharraf, llegado al poder en 1999 tras un golpe de Estado, utiliza el palo y la zanahoria com los médios de comunicación. Ha autorizado la créacion de canales privados sde televisión, perom utiliza a los servicios secretos militares para silenciar a los periodistas que le molestan. En 20o6 secuestraron y torturaron a una decena de ellos, para intentar hacerles confesar supoestas relaciones com opositores. Un reportero, que recibió descargas eléctricas durante los interrogatorios, fue amenezado en los seguientes términos: “Nunca te opongas al Estado ni a los servicios secretos”.
 
(Continuar a ler e conhecer "os outosaqui)