Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

In Memoriam

por josé simões, em 02.03.21

 

Bunny Wailer.jpg

 

 

Bunny Wailer

 

1947 - 2021

 

 

 

 

In Memoriam

por josé simões, em 18.02.21

 

u roy.jpg

 

 

U-Roy

 

1942 - 2021

 

 

 

 

|| We're jamming, I wanna jam it with you, We're jamming jamming, and I hope you like jamming too

por josé simões, em 11.05.11

 

 

 

 

 

 

6 de Fevereiro de 1945 – 11 de Maio de 1981

 

 

 

 

 

 

Rock Against Racism

por josé simões, em 30.04.08

 

Agora que vai por aí grande frenesim e excitação com as comemorações dos 40 anos do Maio de 68 que amanhã se iniciam (confesso que tenho descoberto e aprendido bastantes coisas sobre o acontecimento aqui e aqui), até por ser um acontecimento que me passava completamente ao lado – “coisa de hippie”; pensava – e é sabido da fricção que a minha geração fazia com esses cabeludos da paz e do amor; aproveito para chamar aqui às páginas do blogue um acontecimento que marcou profundamente a minha geração; a data em que a grande maioria ganhou consciência política e uma causa, e aprendeu a canalizar toda a raiva e revolta para um objectivo comum.
Falo dos 30 anos do festival Rock Against Racism, com, entre outros, The Clash, Tom Robinson Band, Specials, X-Ray Spex, e que juntou 80 000 pessoas em Victoria Park/ Londres no dia 30 de Abril de 1978.
Rapidamente alastrou por toda a Europa, quer com festivais similares, quer por ter sido o impulsionador da adesão de milhares jovens a organizações anti-nazis e anti-racistas; um movimento completamente fora do controlo das organizações e partidos políticos tradicionais.
Seria o precursor de outros festivais, por outras causas, dos quais o Live Aid é o mais mediático.
 
Rock Against Racism, o acontecimento que marca o casamento entre a música e a defesa de causas políticas e sociais.
 
 “In 1978, race relations in Britain were in crisis. The National Front was gathering power and immigrants lived in fear of violence. But that year also saw the rise of a campaign aimed at halting the tide of hatred with music - a grassroots movement culminating in a march across London and an open-air concert in the East End.”
 
 “Rock Against Racism had started as a grass-roots movement in late 1976, in reaction to the infamous remarks by Eric Clapton at a concert in Birmingham, when he told the audience that Enoch Powell was right and that there were too many "foreigners" in Britain.”
 
 Outras prespectivas aqui, aqui, aqui e aqui