Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Der Untermensch

por josé simões, em 03.07.21

 

Der_Untermensch.jpg

 

 

O partido deve defender não só a identificação das comunidades subsidiodependentes, onde estão localizadas, qual é a prevalência da subsidiodependência, qual é o nível de subsidiodependência, porque na verdade somos todos nós que estamos a pagar isso, como deve ter uma espécie de cadastro ou de identificação étnica ou racial

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

The Revolution Will Be Instagramvised

por josé simões, em 12.06.21

 

weapon.jpg

 

 

Bem-vindos ao século XXI:

 

O Comité do Prémio Pulitzer concedeu uma "menção especial" esta sexta-feira para a adolescente cujo vídeo da prisão e assassinato de George Floyd por um polícia gerou protestos em todo o mundo contra a violência racista.

 

[Na imagem street art anónima na Rua Detrás da Guarda em Setúbal]

 

Título do post adaptado

 

 

 

 

Portugueses de bem

por josé simões, em 25.05.21

 

x.jpg

 

 

"A Família Coxi não pediu qualquer indemnização, nem sequer quis criminalizar a conduta de André Ventura e do Partido Chega.

Ao invés, apenas pediu ao Tribunal cível que os ajudasse a dizer ao País não são o oposto dos "Portugueses de Bem" e que não são bandidos.

 

Os meus Constituintes são boas pessoas, gente trabalhadora, leal, bem-disposta e com sentido raro de comunidade e entreajuda.
Em Janeiro, foram instrumentalizados na campanha política da extrema-direita, perante milhões de pessoas, nem possibilidade de contraditório.

 

Pediram ao Tribunal que decretasse um conjunto de providências que permitisse atenuar os efeitos da ofensas cometidas:
1) O reconhecimento da ilicitude da conduta de AV e CH;
2) Uma declaração pública de retratação;
3) A abstenção de ofensas futuras;
4) A publicação da sentença.

 

Tinham pedido também a eliminação da publicação feito no Twitter a 22 de Janeiro, mas tal foi feito voluntariamente pelo Partido CH, pelo que deixou de ser precisa a intervenção do Tribunal quanto a esse aspecto.

 

Pela Sentença publicada hoje, o Tribunal julgou procedente a ação e decretou as providências requeridas, por ter considerado ilícita a atuação dos Réus - isto é, julgou que o que fizeram e disseram não é enquadrável num exercício legítimo de liberdade de expressão.

 

Esta é uma ação de reputação, que tinha como objetivo, por um lado, limpar a imagem dos meus Constituintes e, por outro, definir as linhas vermelhas do discurso político quanto a pessoas anónimas e vulneráveis.
Ultrapassadas as linhas vermelhas, existem consequências legais.

 

Esta é uma decisão importante para a Família Coxi, mas também fundamental para todos nós.
É com a defesa dos direitos fundamentais dos Coxi, que o direito à honra e à imagem de cada um de nós se afirma, se define, se protege.
Seguimos firmes na defesa dos direitos fundamentais."

 

               Leonor Caldeira, advogada da família Coxi, no Twitter

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Sign O' The Times, CLXVIII

por josé simões, em 24.05.21

 

1.jpg

 

 

2.jpg

 

 

3.jpg

 

 

4.jpg

 

 

5.jpg

 

 

6.jpg

 

 

7.jpg

 

 

Sign O' The Times, Capítulo CLXVII

 

 

 

 

Erro é escrever fato sem c

por josé simões, em 14.05.21

 

observador.jpg

 

 

A agência Lusa lamentou hoje profundamente, numa nota aos clientes, o erro” de uma notícia em que uma deputada do Partido Socialista foi identificada “de modo inaceitável, contra todas as regras éticas e profissionais”.

 

Erro é escrever fato sem c. Falta de profissionalismo é ter alguém na redacção a fazer copy/ paste sem rever os textos.

 

[Link na imagem para a notícia posteriormente corrigida]

 

 

 

 

Lembram-se do "vírus chinês" de Donald Trump?

por josé simões, em 26.04.21

 

chinese-virus-page.jpg

 

 

Óscares: uma "festa morna" que acabou com um sorriso amarelo

 

"Artigo de opinião" na TVI24

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Justice Now

por josé simões, em 21.04.21

 

Chandan Khanna.jpg

 

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Sign O' The Times, CLXI

por josé simões, em 20.04.21

 

175205573_474079727039848_2469297346876948584_n.jp

 

 

175479611_489405705518959_8097873640321941094_n.jp

 

 

175659265_302085587966546_8043397359220020233_n.jp

 

 

[Link nas imagens]

 

Sign O' The Times, Capítulo CLX

 

 

 

 

"Vai para a tua terra!"

por josé simões, em 17.04.21

 

x.jpg

 

 

64 anos.

1957, data da fotografia. Pouco lhes importava que esta fosse a terra dos descendentes de quem foi contra sua vontade obrigado a ir trabalhar para a terra deles, para riqueza deles, a troco de chibata, da perseguição dos mastins e do nó da forca. A inteligência não lhes dava para mais.

2021 e as caixas de comentários no Facebook e no Twitter, ou até bocas mandadas nos transportes públicos ou nos cafés. Pouco lhes importa que esta seja a terra deles, nascidos aqui ou não. Trabalham aqui, pagam aqui os impostos, contribuem para a riqueza de todos com o esforço do seu trabalho, esta é a sua terra. A inteligência não lhes dá para mais.

64 anos.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Tudo farinha do mesmo saco

por josé simões, em 05.03.21

 

kkk.jpg

 

 

Um é o líder de um partido que pede o confinamento de etnias, a deportação de cidadãos nacionais, intimida professores através da exposição pública da sua identidade, ameaça jornalistas.

 

António Costa a repetir o mantra que a direita radical usa, equivaler Ventura a Mamadou para desculpabilizar o primeiro.

 

Nem André Ventura nem Mamadou Ba representam aquilo que é o sentimento da generalidade do país. Felizmente

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

"Portugal não é um país racista" explicado às criancinhas e outros analfabetos

por josé simões, em 18.02.21

 

x.jpg

 

 

[Via Twitter]

 

 

 

 

"Um vintém é um vintém, um cretino é um cretino" *

por josé simões, em 09.12.20

 

manuel machado.jpg

 

 

[...] mas hoje está... muito na moda isso do racismo. [...] Porque hoje qualquer coisa que se possa dizer contra um negro é sempre sinal de racismo. Se se pode dizer-se o mesmo contra um branco, já não é sinal de racismo. Está-se a implantar essa onde no mundo...

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

     * Título do post

 

 

 

 

E depois queixam-se exactamente do quê?

por josé simões, em 18.11.20

 

The Great Dictator.jpg

 

 

Um deputado eleito por um partido com meses de vida, numa campanha eleitoral milionária, com o dinheiro saído ninguém sabe de onde, e sem que ninguém se tenha preocupado em investigar a sua origem, num partido pejado de nazis, skins e fascistas, antes envergonhados e agora às claras, transfugados de grupelhos nazis, legalizado com assinaturas falsificadas, irregulares e duplicadas, perante o encolher de ombros do Tribunal Constitucional, é multado por discriminar ciganos, no seguimento insulta uma deputada eleita, e o assunto nas "redes sociais", ou o caralho que lhe queiram chamar, é o valor da multa. E depois, seus palermas, queixam-se exactamente do quê?

 

 

 

O partido tubo de ensaio

por josé simões, em 11.11.20

 

mickey.jpg

 

 

Em 1974 conviviam alegremente com pides, legionários e restante bufaria, na bancada da Acção Nacional Popular no Parlamento fantoche do Estado Novo Marcelista. Passados seis meses estavam a assinar o Pacto MFA-Partidos pelo partido ensaiado por Sá Carneiro.

 

Em 2017 Pedro Passos Coelho ensaia a candidatura autárquica de André Ventura num subúrbio urbano da capital como barómetro para um movimento populista mais amplo a nível nacional.

 

Em 2020 Rui Rio alia-se nos Açores ao ex-camarada de partido, ensaiado por Pedro Passos Coelho em Loures, como forma de legitimar e maquilhar a extrema-direita que lhe pode ser útil em futuras eleições legislativas, em coligação ou com o apoio parlamentar do partido que acolhe skinheads, fascistas e nazis confessos.

 

 

 

 

Sign O' The Times, LXXXII

por josé simões, em 02.10.20

 

x.jpg

 

 

               Misan Harriman no Instagram

 

Sign O' The Times, Capítulo LXXXI