Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Licenciatura e mestrado

por josé simões, em 03.06.18

 

 

 

A direita radical, que andou anos a fio com a boca cheia de parlamentarismo, e depois havia o britânico liberal e o francês jacobino e totalitário e o Churchill por medida e encomenda, consoante as necessidades e os interesses, mas que precisou de ser apeada do poder em Portugal pela 'Geringonça' para trer uma licenciatura em democracia parlamentar constitucional, faz agora o mestrado, também com muita dor e sofrimento, e encaixando para todo o sempre o conhecimento adquirido de que ganhar eleições não é só ter mais votos que os outros. É a vida ou, como diria o 'camarada' Ulyanov, aprender, aprender, aprender sempre!

 

 

 

 

||| A inteligência de Pedro Passos Coelho e os 50 dias de Cavaco Silva

por josé simões, em 22.01.16

 

Cavaco pixel.jpeg

 

 

A inteligência de Pedro Passos Coelho e os 50 dias de Cavaco Silva gastos em consultas a banqueiros, patrões, empreiteiros e sub-empreiteiros.


"Rajoy declina la propuesta del Rey de ser candidato a presidente"

 

 

 

 

|| Água mole em pedra dura…

por josé simões, em 20.11.11

 

 

 

O PP de Mariano Rajoy, um líder sem carisma, sem uma ideia nova para a Espanha, sem o dom da palavra e sem poder de comunicação com o eleitorado, ao infligir, à terceira tentativa e 7 anos depois, uma derrota histórica ao PSOE de Zapatero/ Rubalcalba, vem confirmar a teoria de que as eleições não se ganham, perdem-se, e de que água mole em pedra dura tanto dá até que fura, uma réstia de esperança para o "gémeo" do rés-do-chão esquerdo, António José Seguro, e para o Partido Socialista português.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 26.01.11

 

 

 

 

 

"El terrorismo internacional no existiría si no existiera Internet"

 

(Imagem de autor desconhecido)

 

 

 

 

 

 

 

|| Assim de repente deu-me vontade de (re)ler John Reed em Dez Dias Que Abalaram O Mundo

por josé simões, em 14.10.10

 

 

 

 

Seguindo o raciocínio (?) do camarada Francisco Mota, se o PCP, que já fala em triplicado, quadruplicado, quintuplicado (por interpostas pessoas, Verdes, CGTP, MDM, CPPC, comissões de utentes disto & daquilo, ufff…) tivesse (ainda) mais destaque na comunicação social, eram maiorias absolutas atrás de maiorias absolutas.

 

A fronteira entre informação, propaganda e lavagem cerebral é muito difusa na Soeiro Pereira Gomes. Ou nem por isso.

 

(Imagem)

 

 

 

 

 

|| De Espanha, o mesmo vento e o mesmo casamento

por josé simões, em 14.09.09

 

 

 

"No hay confrontación, ni fractura en el PSOE, porque estar en el Gobierno apacigua mucho. Te pueden llamar por teléfono y ofrecerte una secretaría de Estado o un ministério."

 

Não é só em Espanha. Vale em todo o lado, e vale até para os partidos na oposição. E explica, por exemplo em Portugal, a perceber a aparente união do partido em torno de Manuela Ferreira Leite, e os autênticos flic flac com mortal encarpado à frente, feitos por gente aparentemente lúcida e provida de bom senso, perante as autênticas barbaridades proferidas por Manuela Ferreira Leite.

 

Ainda que seja só um aroma, cheira a poder.

 

(Na imagem Tossing In A Blanket, 1955 via Getty Images)