Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

A porta da rua é serventia da casa

por josé simões, em 08.09.18

 

 

mickey (1).jpg

 

 

Rui Rio a dizer à camarilha neo-liberal que tomou o PSD por dentro durante o consulado de Passos Coelho/ Miguel Relvas que ganhem coragem, que deixem de se esconder na mentira e se apresentem a votos aos portugueses a dizer ao que vêm, num partido criado de raiz e com o projecto de revisão constitucional de Paulo Teixeira Pinto à vista de todos.

 

Aqueles que discordam estruturalmente, devem sair do PSD

 

 

 

 

Jornaleiros e jornalismo engagée

por josé simões, em 20.08.18

 

TSF.jpg

 

 

Não sei o que é mais surpreendente, se o argumentum ad hominem do PSD no Twitter à jornalista Sofia Rodrigues do Público, se a "curtição" da TSF ao ataque do PSD.

 

 

 

 

Honestidade e transparência

por josé simões, em 20.08.18

 

 

 

Corria o ano de 1979 e o PPD, com Marcelo Rebelo de Sousa como deputado, votava contra a Lei de Bases do Serviço Nacional de Saúde que daria lugar à lei 56/79 que criou o Serviço Nacional de Saúde.

 

Corre o ano de 2018 e o PPD/ PSD de Rui Rio mete Rui Raposo, administrador do Mello Saúde, grupo privado que gere os hospitais CUF, num grupo de trabalho que propõe meter o Estado a pagar ao sector privado a prestação dos cuidados de saúde, a mesma lengalenga da "liberdade de escolha" usada nos idos de Passos Coelho para privatizar a educação.

 

O PS, todo muito de esquerda e sem se rir, saiu logo a terreiro a condenar e desmascarar a tramóia, depois de ter arrumado o relatório Arnaut/ Semedo para uma nova Lei de Bases da Saúde no fundo da gaveta mais funda e ter metido Maria de Belém Roseira, consultora do grupo privado Luz Saúde, um sucedâneo da Espírito Santo Saúde, e ex consultora da Euromedics e Merck a rever a Lei de Bases da Saúde.

 

Honestidade e transparência, há coisas que nunca mudam.

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 27.07.18

 

gripfac3.jpg

 

 

O PSD, de Cavaco Silva da escritura, nunca aparecida, da casa na Urbanização da Coelha, paredes meias com Oliveira Costa e Fernando Fantasia, das mais-valias em acções da SLN, pede a demissão do vereador do Bloco de Esquerda na Câmara de Lisboa, Ricardo Robles, "por manifesta falta de ética, de seriedade e de credibilidade política para permanecer no cargo de vereador na cidade de Lisboa" num affair onde não há mais nada do que uma contradição, se não mesmo hipocrisia, entre aquilo que se apregoa e aquilo que se pratica. Não ter a puta da vergonha na cara é isto.

 

[Imagem Grip Face no Instagram]

 

 

 

 

Não há limites para a filha da putice

por josé simões, em 24.07.18

 

cabreuamorim.jpg

 

 

Primeiro apoiamos [apoiam] a chantagem sobre a Grécia e a destruição do Estado grego pelas instituições europeias, depois acusamos [acusam] o Estado, destruído e desmantelado, de ter falhado redondamente na protecção aos cidadãos, ignorando o aquecimento global, as alterações climatéricas e uma conjugação de factores aleatórios e imprevisíveis.

 

Carlos Abreu Amorim, deputado do novo PSD de Pedro Passos Coelho, Miguel Relvas e Miguel Morgado. Não há limites para a filha da putice.

 

 

 

 

O novo PSD

por josé simões, em 16.07.18

 

salazar.jpg

 

 

Miguel Morgado, apologista de teoria económica que só funciona em ditadura, vê a sua entrevista ao Público elogiada no Jornal de Noticias na coluna de opinião semanal do fascista, e assumidamente salazarista, João Gonçalves, mais conhecido por "A Arrastadeira do Relvas". É o novo PSD que, sem coragem para se organizar politicamente de raiz e apresentar-se a votos dizendo ao que ia, escondido na mentira tomou o partido por dentro com Passos Coelho como testa de ferro.

 

 

 

 

O estado da oposição

por josé simões, em 13.07.18

 

Margaret Curtis.jpg

 

 

Ouvir o líder, de jure, da bancada parlamentar do PSD no debate "o estado da Nação", sem se rir, que este é "um Governo apoiado por forças políticas contrárias à União Europeia [BE e PCP]", depois de "continuar" sentado ao lado de Viktor Orbán na bancada do PPE no Parlamento Europeu.

 

[Imagem Trial by Fire - The Body Politic, Margaret Curtis]

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 26.06.18

 

 

Semanas a fio com "os socialistas" e "os secretários de Estado socialistas" e "os ministros socialistas" e "a promiscuidade do partido socialista" na boca. A boca toda cheia.

 

Deputados do PSD Luís Montenegro, Hugo Soares e Luís Campos Ferreira vão ser constituídos arguidos no caso das viagens ao Euro 2016

 

 

 

 

Os cúmplices

por josé simões, em 22.06.18

 

 

 

Já não digo a manada, anónima, mais ou menos conhecida ou ilustre, mais rápida que a própria sombra, no Twitter e no Facebook, sempre que toca a Cuba e/ ou Venezuela, mas os "democratas", euro deputados eleitos na lista conjunta, Paulo Rangel e Nuno Melo, cada um com avença mensal em jornais de tiragem nacional [Público e Jornal de Notícias] e a entrarem-nos diariamente casa dentro pelos ecrãs de televisão, com este último [Nuno Melo] constantemente em modo "cão raivoso" e a destilar ódio contra toda a esquerda, a começar logo na que está à direita do PS, já vieram condenar o partido do camarada Viktor Orbán, ou lado de quem se sentam na bancada do Partido Popular Europeu [PPE]?

 

 

 

 

A vidinha custa todos

por josé simões, em 10.04.18

 

goya.jpg

 

 

Entre 2014 e 2018, a sociedade de advogados Sousa Pinheiro & Montenegro (detida em 50% pelo deputado do PSD) obteve 10 contratos por ajuste direto das câmaras municipais de Espinho e Vagos, ambas lideradas pelo PSD, perfazendo um valor total de 400 mil euros.

 

Montenegro faturou 400 mil euros em ajustes diretos de autarquias do PSD

 

[Imagem]

 

 

 

 

"O dinheiro dos pobres"

por josé simões, em 03.04.18

 

steve.jpg

 

 

Gozar com a inteligência alheia é argumentar que o dinheiro das Misericórdias empatado no Montepio é "dinheiro dos pobres", é "apanhar dinheiro dos pobres para pagara imparidades da banca". Uma família de pobres, de pobres mesmo pobres, a ganhar o salário médio nacional, sublinho médio, que tente meter o pai ou a mãe com uma pensão ou reforma mínima num asilo para velhos, perdão, num lar da terceira idade propriedade de uma Misericórdia, sem ter de dar como entrada uns milhares de euros, uma casa ou uma propriedade, e sem ficar a pagar uma mensalidade no valor de muitos salários mínimos nacionais. Nas Misericórdias administradas por militantes do PSD e do CDS, nas Misericórdias centro de emprego para militantes do PSD e do CDS. São estas as alturas perfeitas para o zapping, mudar de canal para uma série qualquer onde a ficção é mesmo ficção.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 21.03.18

 

circus clown (1).jpg

 

 

Luís Montenegro sugere que surto de sarampo é culpa do Governo

 

[Imagem]

 

 

 

 

Da profundidade do comentário político

por josé simões, em 19.03.18

 

Benny_Hill.JPG

 

 

Transmontanos normalmente são boa gente e não fazem malabarismos

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Adolfo de Sant'Ana à Lapa

por josé simões, em 19.03.18

 

psd.jpg

 

 

Faz meses que todos os dias cai na timeline do Instagram este "PSD conteúdo patrocinado" com o senhor de mosquinha e olhar alucinado. Não é fake nem montagem é mesmo o Adolfo de Sant'Ana à Lapa em pele e osso.

 

 

 

 

A questão que se coloca

por josé simões, em 18.03.18

 

Passos Coelho.jpg

 

 

A questão que se coloca é: quantos mais doutores Felicianos Barreiras Duarte, tenham ou não sido chefes de gabinete do líder, tenham ou não sido secretários de Estado ou  ministros or ever, tem o PSD na carteira em stand by à espera do momento certo para caírem de bandeja nas redacções do jornais e televisões?

 

[Imagem]