Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Relações familiares em partidos com vocação de Governo

por josé simões, em 07.04.19

 

wilma.jpg

 

 

[Imagem]

 

 

 

 

A César-espertice

por josé simões, em 26.03.19

 

Cesar.jpg

 

 

A César-espertice de Carlos César, uma variante da popular Chico-espertice, que arranjou emprego a metade da família, a invocar cargos de eleição como atenuante para a monarquia norte-coreana em que se transformou o PS. Alguém faça um desenho para explicar a Carlos 'Chico-esperto' César que as manas Mortágua foram eleitas, assim como o pai e a irmã de Marques Mendes, não são a mulher, a nora e o irmão de César, nomeados politicamente. E ficamos só pelos Açores, que a piada do PS mandar Carlos César a terreiro em defesa da honra está mesmo aí

 

[Imagem]

 

 

 

 

Bué* casamentos e um funeral

por josé simões, em 17.03.19

 

Simone Pellerey - 10 settembre 1961 - Matrimonio di Diana e Antonio.jpg

 

 

Se por um azar morrer algum familiar de um governante [toc-toc-toc três vezes na madeira; lagarto, lagarto; salvo seja e todas aquelas coisas que é normal dizer] o Governo pára, por via dos dias de nojo consignados em lei. Pai/ mãe/ sogro/ sogra/ conjugue: 5 dias; irmão/ irmã: 3 dias; primos: dia do funeral, etc. , etc. . E não é difícil imaginar todos os constrangimentos que isso traz ao governo, com letra pequena, da Nação.

 

*Bué

 

[Na imagem 10 settembre 1961 - Matrimonio di Diana e Antonio, Simone Pellerey]

 

 

 

 

O PS de geometria variável

por josé simões, em 28.02.19

 

outdoor ps setubal.jpg

 

 

Aquilo que em Lisboa é o estacionamento pago, e bem pago, como uma óptima ferramenta disciplinadora e inibidora do trânsito na cidade, que se quer respirável e devolvida ao cidadão, chegando ao extremo de desculpar comportamentos abusivos e prepotentes da EMEL, em Setúbal é esbulho e autoritarismo. Quem é que ainda leva o PS a sério?

 

[Na imagem outodoor do Partido Socialista no cruzamento da Rua Camilo Castelo Branco com a Avenida Jaime Cortesão em Setúbal]

 

 

 

 

Carnaval PS, de geometria variável

por josé simões, em 22.02.19

 

carnaval-antigo.jpg

 

 

As escolas estão fechadas para férias; as câmaras municipais, mesmo aquelas onde comemorar o Carnaval não é tradição, dão tolerância de ponto aos empregados; a Autoeuropa dá dispensa, assim como todo o tecido empresarial do distrito de Setúbal, da Visteon à Lisnave, passando pela Navigator [antiga Portucel], Inapa, Secil, etc. ; há empresas onde a terça-feira de Carnaval é considerada dia feriado em contrato colectivo de trabalho [trabalhadores dos transportes rodoviários, por exemplo], mas se há coisa que nunca falha é o Carnaval calhar todos os anos numa terça-feira e todos os anos o PS votar ao lado da direita contra a terça-feira de Carnaval passar a ser feriado.

 

O primeiro-ministro, António Costa, assinou um despacho que concede tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval, dia 05 de Março, aos trabalhadores em funções públicas nos serviços da administração directa do Estado e nos institutos públicos.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Armorial lusitano

por josé simões, em 18.02.19

 

armorial lusitano.jpg

 

 

Podemos ver a remodelação governamental de dois prismas completamente opostos e que ainda assim se complementam:

 

- O da nova geração promovida a cargos de governação, ganhando currículo e experiência governativa para um futuro mais ou menos próximo;

 

- O do estrangulamento de que padece o PS; dos cargos directivos em circuito fechado - pais/ filhos/ maridos/ mulheres, não colocando em causa as competências das pessoas em questão, questionando antes se um qualquer outsider com as mesmas competências e capacidade consegue alguma vez atingir semelhante patamar; da imagem passada para o exterior de um partido fechado sobre si, afastando ainda mais o cidadão da política.

 

Quando daqui por 100 anos outro qualquer Jorge Costa fizer Os Donos de Portugal, Capítulo II, este Partido Socialista, da monarquia republicana, vai com certeza ter um lugar de destaque.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Os Verdadeiros Artistas

por josé simões, em 17.02.19

 

ps.jpg

 

 

Chegado em 2015 à política no Governo da "Geringonça" pela mão de António Costa, pergunta Augusto Santos Silva na convenção europeia do PS "como podem [a direita] falar de futuro com as caras do passado?" . O "futuro" na pele de Pedro Marques, candidato escolhido por António Costa "para levar mensagem de Centeno", presidente do Eurogrupo, que cativou o investimento público que Pedro Marques ministro devia incentivar. Remata o neófito Santos Silva "os adversários às europeias "facilitaram muito a vida" ao PS", do ponto de vista de ninguém sair de casa para fazer uma cruz à frente do pregoeiro do presidente Eurogrupo, da austeridade a rodos e da divisão da Europa entre países do norte e países do sul, entre as formiguinhas e as cigarras, do ressurgimento dos fascismos, da xenofobia e do anti-semitismo.

 

Não é por falta de aviso, nem por falta de compreensão desta temática, que António Costa não sabe da importância crucial que estas europeias vão ter para o futuro da Europa, do Estado social e dos direitos humanos...

 

 

 

 

A "hipocrisia" do Partido Comunista e do Bloco de Esquerda

por josé simões, em 26.01.19

 

cm.jpg

 

 

Sete - 7 - sete do PSD, quatro - 4 - quatro do PS, dois - 2 dois do CDS. O mui famoso e badalado "arco da governação", sem o qual Portugal ainda estava a sair do feudalismo. Acusa a direita radical o PCP e o BE de "hipocrisia" por quererem uma Comissão Parlamentar de Inquérito que não queriam à Caixa Geral de Depósitos.

 

[Na imagem manchete do Correio da manha em 26 de Janeiro de 2019]

 

 

 

 

Justiça amestrada

por josé simões, em 14.12.18

 

Romaric Tisserand.jpg

 

 

Podem agora escrever e dizer o que quiserem mas a verdade é que o deputado do PS, Jorge Lacão, defende[u] uma maioria de não magistrados no Conselho Superior do Ministério Público. E não defende[u] sozinho,  veio acompanhado de Carlos Peixoto, deputado do PSD, legitimado pelo líder Rui Rio. O que nos leva ao silêncio de António Costa sobre o assunto e se Jorge Lacão veio a terreiro por sua conta e risco, defender a meias com Carlos Peixoto, as nomeações a meias de quem o PS e o PSD muito bem entenderem para tomar conta da justiça, a mui famosa "sociedade". Não há fumo sem fogo e Venezuela, Hungria ou China é quando um homem quiser e em democracia não há nada adquirido ou consolidado.

 

[Imagem de Romaric Tisserand]

 

 

 

 

No futuro

por josé simões, em 12.12.18

 

Tim-Schutsky-Overview.jpg

 

 

No futuro esta gentinha chega a secretária de estado ou ministra.

 

Maria Begonha diz estar a ser alvo de "estratégia de intimidação"

 

[Imagem]

 

 

 

 

Com o voto contra do PS

por josé simões, em 29.11.18

 

 

 

Banco de Portugal obrigado a dar informação detalhada ao fisco sobre transferências para offshores

 

 

 

 

25 de Novembro

por josé simões, em 25.11.18

 

Nuno Botelho.jpg

 

 

[Imagem de Nuno Botelho]

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 09.10.18

 

Verbatra.jpg

 

 

Fernando Negrão, líder, de jure, da bancada parlamentar do PSD, o partido que suportou o Governo que celebrou protocolo com a McDonald’s, à saída da audiência com o ministro das Finanças, a propósito do Orçamento do Estado para 2019, queixar-se da fraca qualidade do emprego criado pelo Governo da 'Geringonça'.

 

O CDS, de Assunção Cristas, a ministra que assim que tomou posse nomeou liquidador-mor da Parque Expo, gordura do Estado, John Antunes, membro da comissão de honra da sua candidatura por Leiria, que não só não liquidou a Parque Expo como lhe aumentou a gordura a despesa com a adjudicação de serviços à empresa de advogados de Nobre Guedes, do CDS, e de Mota Soares, do CDS e ministro celebrante de protocolos com a Parque Expo de John Antunes; o CDS, de Assunção Cristas e Mota Soares, do Governo da criação de emprego para mais de uma dezena de nomeações saídas em Diário da República dois dias após as eleições, todos do Ministério da Defesa Nacional do PSD, de José Pedro Aguiar-Branco, para cargos criados apenas 4 dias antes das eleições legislativas de 5 de Outubro em plena campanha eleitoral; "o CDS quer explicações do Governo na AR sobre escolha de deputado do PS para ERSE".

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O PS é o Governo e o Governo é o Estado e o Estado é o PS e o PS é o Governo. Já estou baralhado

por josé simões, em 30.08.18

 

planeamento pt.jpg

 

 

O PS em campanha eleitoral numa "Conta Oficial do Gabinete do Ministro do Planeamento e das Infraestruturas - XXI Governo", o que é deveras censurável e promiscuo quando os outros estão no Governo e tomam conta das contas oficiais dos ministérios.

 

 

 

 

Saúde!

por josé simões, em 17.07.18

 

AlexPrager-Compulsion.jpg

 

 

António Arnaut morreu. João Semedo morreu. O "Governo recupera Maria de Belém para rever Lei de Bases da Saúde". Saúde! Brindaram todos no PS depois de tecerem rasgados elogios e sentidas elegias e chorarem muitas lágrimas.

 

[Imagem de Alex Prager]