Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

I fought the law, II

por josé simões, em 20.11.19

 

1 (38).jpg

 

 

2 (37).jpg

 

 

3 (36).jpg

 

 

0 (1).jpg

 

 

4 (29).jpg

 

 

5 (26).jpg

 

 

6 (16).jpg

 

 

7 (17).jpg

 

 

8 (10).jpg

 

 

The Lasers of Discontent

 

I fought the law, Capítulo I

 

 

 

 

I fought the law

por josé simões, em 18.11.19

 

1 (37).jpg

 

 

2 (36).jpg

 

 

8 (9).jpg

 

 

3 (35).jpg

 

 

4 (28).jpg

 

 

5 (25).jpg

 

 

6 (15).jpg

 

 

7 (16).jpg

 

 

9 (8).jpg

 

 

10 (4).jpg

 

 

11 (4).jpg

 

 

Riot Police Lay Siege to Hong Kong University Occupied by Protesters

 

[Título]

 

 

 

 

(You Gotta) Fight For Your Right (To Party)

por josé simões, em 16.11.19

 

Pablo Sanhueza-Reuters.jpg

 

 

"A demonstrator uses a sink as a shield during a protest against Chile's government in Santiago on November 8, 2019", Pablo Sanhueza / Reuters.

 

[Título]

 

 

 

 

Do que é que nos queixamos concretamente?

por josé simões, em 15.11.19

 

A riot-police officer holds a sign during a demonstration in the Causeway Bay district on September 29, 2019 Susana Vera Reuters.jpg

 

 

Há meio ano que milhares de pessoas enchem diariamente as ruas de Hong Kong em protestos pela liberdade de expressão, liberdade de associação, por eleições livres e democráticas, por mais democracia, contra a bota cardada da ditadura chinesa que junta o pior de dois mundos: do comunismo e do neoliberalismo, enquanto por cá para o explicar uns alinhavam uma teoria da conspiração que transforma os cidadãos da antiga colónia inglesa em peões acéfalos na guerra comercial entre Trump e a China, e outros olham para o mau desempenho económico resultante dos protestos e das manifestações. Do que é que nos queixamos concretamente?

 

[Imagem]

 

 

 

 

A Luta de Classes, as Desigualdades; o Capitalismo é Fodido, e Tal…

por josé simões, em 09.12.08

 

 

Um puto parvalhão, filho de um banqueiro e de uma empresária de jóias, foi apanhar uma bebedeira com os amigos. Vai daí, melhor diversão não há que apedrejar um carro da polícia. A reacção da polícia – desproporcionada, reconheça-se – foi disparar e o puto bateu a bota, lerpou, morreu.

 

Saiem os anarquistas, okupas, esquerdistas social-democratizantes (obrigadinho ó Jerónimo), e toda a tralha anti-globalização em acção de destruição massiva em protesto contra a repressão as desigualdades e o capitalismo. O capitalismo é fodido! (digo eu).

 

Olha se fossem os carecas da cruz suástica. Têm rastas e lenços do Arafat, é o que vale.

 

(Foto de Steve Eason via Hulton Archive/ Getty Images)