Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Quando não tens nada para dizer

por josé simões, em 11.07.19

 

wc rol Arnout van Albada.jpg

 

 

Quando não tens nada para dizer mas tens de o fazer porque é mais forte que tu, não é defeito é feitio, tem gosto o burro em ouvir o seu zurro, mas ao dizeres tens de o dizer de forma embrulhada e a jogar com as palavras para que pareças muito sensato, e acima de tudo pietas para a gravitas do núcleo duro da tua base política de apoio, que pensa em privado o que os radicais que não podem ser vítimas de anti-radicalismo ousam dizer em público, e que até tem órgãos de comunicação social, e acesso ao prime time da televisão, para o dizer menos embrulhado que tu, com argumentos de revisionistas doutorados em História e de filósofos estruturantes do pensamento . Mais valia estares calado.

 

Marcelo pede pedagogia contra a xenofobia e desaconselha "radicalismo anti radical"

 

[Imagem]

 

 

 

 

A direita radical no seu melhor

por josé simões, em 27.06.19

 

Sem Título (8).jpg

 

Deputada ao Parlamento num país que está 11 pontos abaixo de Portugal no Índice de Percepção da Corrupção pergunta a Marcelo Rebelo de Sousa "¿Qué hará para que el Gobierno socialista se tome en serio la lucha contra la corrupción?"

 

[Gráfico na imagem]

 

 

 

 

942, I Just Called To Say I Love You

por josé simões, em 16.06.19

 

stevie wonder.jpg

 

 

Comissário Nogueira, presidente de uma parte dos professores, acusa Marcelo de não ser o Presidente de todos os portugueses. Piadas feitas à parte, depois de ter saído a ameaçar o Governo e de se ter empenhado numa campanha eleitoral que lhe ditou uma estrondosa derrota nas urnas. Quando não percebes que já ninguém te pode ver nem com molho de tomate e insistes em aparecer a saltitar alegremente de nenúfar em nenúfar...

 

 

 

 

Marcelo legislador

por josé simões, em 13.04.19

 

ramalho_eanes.jpg

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 31.03.19

 

arlequin toshio enomoto.jpg

 

 

A Ordem do Infante "visa distinguir a prestação de serviços relevantes a Portugal, no país ou no estrangeiro, ou serviços na expansão da cultura portuguesa, da sua História e dos seus valores". É a cara do Zeca Mendonça.

 

Presidente condecora ex-assessor com Ordem do Infante

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Presidente vai nu!

por josé simões, em 23.03.19

 

Alvy Singer (Woody Allen) in the psychiatrist's chair, in the film Annie Hall.png

 

 

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, frantic [em inglês soa melhor] numa das suas omnipresenças, à saída do edifício da Reitoria da Universidade do Porto para os jornalistas, que lhe apetece partir já para Moçambique mas que não o pode fazer sem ser convidado pelo homólogo moçambicano. O Presidente está doente e ninguém tem coragem de lhe dizer.

 

[Imagem]

 

 

 

 

"Senhor Presidente, condena a violência no bairro Jamaica?"

por josé simões, em 05.02.19

 

selfie_de_marcelo_com_solange_moradora_do_bairro_da_jamaica.jpeg

 

 

marcelo jamaica.jpg

 

 

"Senhor Presidente, condena a violência no bairro Jamaica?", pergunta a líder do CDS, Procissão Cristas, depois de ter publicamente declarado o apoio à recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa.

 

[Imagens]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 30.01.19

 

Bing Crosby as a clown for the St. John's Hospital benefit.jpg

 

 

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República em 2019, está decidido a vetar uma Lei de Bases da Saúde aprovada à esquerda, só com os votos do PS, do PCP e do BE, a mesma esquerda que sozinha no Parlamento aprovou a criação do Serviço Nacional de Saúde, com os votos contra da direita - PPD e CDS e de Marcelo Rebelo de Sousa deputado em 1979.

 

[Imagem "Bing Crosby as a clown for the St. John's Hospital benefit", autor desconhecido]

 

 

 

 

Primeiro como tragédia, depois como farsa

por josé simões, em 28.01.19

 

trapezista (2).jpg

 

 

Marcelo não só tem uma visão de Portugal e da História de Portugal, e da qual não se consegue libertar, construída a partir do Livro de Leitura da 3.ª Classe, a expansão, a cruz e a evangelização, a bondade do Império na miscigenação que civilizava e instruía o bom selvagem, qual saco cheio de ar à espera do conhecimento, a língua do Minho a Timor, Portugal não é um país pequeno, não administrativamente mas cultural e civilizacional, como acredita piamente na investidura do poder político pelo poder temporal e, no Estado laico e republicano, contorna a "legalidade democrática", adquirida pelo voto, com uma primeira visita institucional, depois de empossado como Presidente da República, ao Estado do Vaticano, e a eventual, mas mais que decidida recandidatura, depois da bênção papal, tal e qual os reis amados pelo povo nos primórdios da nacionalidade, como vem no Livro de leitura da 3.ª Classe e nas efabulações de António Ferro e Alexandre Herculano.

 

Como definiu Karl Marx em "O Dezoito de Brumário",  "primeiro como tragédia, depois como farsa", Marcelo depois de Cavaco.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 23.01.19

 

clown.jpg

 

 

"Presidente da República designa João Miguel Tavares Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho"

 

O Presidente da República designou hoje o Dr. João Miguel Tavares para presidir à comissão das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que este ano decorrerão em Portalegre e em Cabo Verde.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Um eléctrico chamado...

por josé simões, em 15.12.18

 

EscolaGerais.26. september 2010.Foto.Ole E. Malmstrom,.jpg

 

 

Marcelo Rebelo de Sousa, em directo para as televisões a comentar o descarrilamento de um eléctrico da Carris depois de ter chegado primeiro que os bombeiros à queda de um avião em Tires, não tem a noção do ridículo ou é só o resultado da educação na elite do regime onde o Presidente do Conselho tinha de saber os pormenores da vida de cada português?

 

[Imagem]

 

 

 

 

Cá calharás*

por josé simões, em 28.11.18

 

Escritos murais pós 25 de Abril, na parede da oficina de um velho fazedor de carroças. Parchal, 1978 (1).png

 

 

"É preciso aliviar o peso do Estado na economia".

Alínea a) excepto quando é preciso recorrer a fundos públicos para recuperar empresas falidas.

Alínea b) Para sobrecarregar a Segurança Social com centenas de desempregados da excelência da gestão privada..

 

"É preciso aliviar o peso do Estado no sector financeiro".

Alínea a) excepto quando é preciso injectar milhões do contribuinte no sector bancário.

 

"É preciso aliviar o peso do Estado na educação".

Alínea a) excepto no financiamento com dinheiros públicos aos colégios privados.

 

"É preciso aliviar o peso do Estado na saúde".

Alínea a) excepto quando a saúde é um negócio financiado pelo dinheiro do contribuinte em PPP's

Alínea b) excepto quando a maleita é de tal forma grave e à qual só o Serviço Nacional de Saúde consegue responder.

 

"É preciso aliviar o peso do Estado na comunicação social". Adenda: só uma comunicação social livre das amarras do poder político é verdadeiramente independente.

 

Alínea a) excepto quando está em risco a qualidade da democracia, pela emergência dos populismos e pela crescente debilidade dos órgãos de comunicação social - jornais, rádios, televisões, propriedade de grandes grupos privados, os tais da gestão de excelência,, com agendas definidas, feitos por estagiários mal pagos e com vínculo laboral precário. Aí "o Estado não tem a obrigação de intervir nos media?"

 

[Imagem]

 

* Provérbio

 

 

 

 

Marcelo a banhos nas termas do Cartaxo. Capítulo II

por josé simões, em 19.06.18

 

 

 

A sugestão que deixava ao senhor Presidente da República é a seguinte: tire uma selfie com os empresários do PSI 20, que têm as suas holdings na Holanda para pagarem menos impostos, e convença-os a abandonar essas práticas e a investir no Interior do país. Uma selfie importante

 

["Marcelo a banhos nas termas do Cartaxo". Capítulo I]

 

 

 

 

Acham isto normal?

por josé simões, em 13.06.18

 

1 (15).jpg

 

 

2 (15).jpg

 

 

3 (14).jpg

 

 

Bicha, que "fila" é paneleirice brasileira, na Feira do Livro ao Parque Eduardo VII em Lisboa, para tirar selfie com Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República portuguesa. O título do post é uma pergunta retórica.

 

[Imagens fanadas no Twitter]

 

 

 

 

O equívoco de António Costa

por josé simões, em 08.05.18

 

evelyn_bencicova.jpg

 

 

O [grande] equívoco de António Costa é pensar que o Presidente lhe está a enviar recados por terceiros. Não. Marcelo está a enviar recados para o cidadão eleitor: estou aqui eu, que não tenho responsabilidades governativas directas nem a tutela de ministérios, que apenas usei semanas do meu mandato em acções de consolo, conforto e levantamento da moral e incentivo ao renascimento junto das populações e que me demito caso a tragédia se repita porque chego à conclusão de que foi em vão todos os quilómetros percorridos, todos os abraços dados, todo o português gasto.

Está ali o senhor primeiro-ministro, com responsabilidades governativas directas, responsável último sobre ministérios com tutelas que vão desde a protecção civil às forças de segurança passando pelas forças armadas, que só depois de empurrado e a muito custo apresentou desculpas aos portugueses pela tragédia que foi o Verão de 2017, e que não se demite caso o inferno se repita, mostrando que não aprendeu nada e que lhe entrou por um ouvido a 100 e saiu pelo outro a 200.

Estou aqui eu e está ali ele.

É este o recado que Marcelo está a enviar pelo jornal a quem vota em 2019. Como diz o povo, não queiras abrir a pestana, não...

 

[Imagem]