Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| Pornografia, Hardcore [1.º Escalão]

por josé simões, em 20.04.16

 

easy-alice-poster.jpg

 

 

"O presidente executivo da EDP, António Mexia, pode ganhar até 2,6 milhões de euros em 2016 [...]"


[Imagem]

 

 

 

 

|| Hard-core [1.º Escalão]

por josé simões, em 06.04.13

 

 

 

Há notícias que deviam vir com bolinha vermelho no canto.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| O Parlamento Europeu contra o Povo

por josé simões, em 09.03.13

 

 

 

O padrão mantêm-se mas assiste-se a uma passagem de nível no "jogo". Onde antes se lia "defesa da família, da moral e dos bons costumes", tudo arrumadinho dentro da sacola dos valores da[s] igreja[s] e da[s] religões, lê-se agora "eliminar estereótipos, igualdade de género, condição femininina, exploração da mulher"[como se o porno fosse só mulheres no ecran...], com o argumento da modernidade e da vanguarda europeia, farol que ilumina o mundo. Os censores puritanos, esses, continuam a ser exactamente os mesmos.

 

Tudo o que realmente importa, tudo o que vai a jogo, está explicadinho, tintim por tintim, no clip retirado do The People vs. Larry Flint de Milos Forman. O resto é conversa de quem lhe sobra tempo para ter boas intenções que vão continuar a encher o Inferno.

 

«Parlamento Europeu vota proibição de pornografia»

 

 

 

 

 

|| Vale tudo

por josé simões, em 29.09.12

 

 

 

E nem sequer estou a falar da hipocrisia de quem lucra milhões com a maior indústria de produção e comercialização porno do planeta. Esta gente é perigosa, mesmo fora da Casa Branca.

 

 

 

 

 

 

|| Frau Merkel e German Porn

por josé simões, em 23.10.11

 

 

 

Ou como ver pornografia podia ajudar a perceber a Europa, a melhorar a economia e a zona euro.

 

Nos sites porno, onde as categorias descem ou sobem na homepage [popular searches] consoante o número de cliques efectuados pelos utilizadores, a categoria “German” é muito fraca de rating, aparece muitas páginas abaixo da categoria “Latina” e até mesmo abaixo de “Russian”, “French”, ou “Thai”. É ver uma e ver a outra para perceber o porquê do (in)sucesso. No entanto é o subgrupo “German” que domina pornograficamente a Europa e as pessoas.E as pessoas não se indagam do porquê das suas preferências serem desta maneira pervertidas [do latim per vertere, pôr de lado ou pôr-se à parte].

 

Enquanto dominar a “verdade” judaico-cristã do pecado sai sempre a resposta “eu não vejo pornografia”. Deus me livre!

 

[Na imagem cartaz de Schulmädchen-Report]

 

 

 

 

 

 

|| “Jornalismo arejado”

por josé simões, em 19.05.11

 

 

 

 

“Um Porsche, um fato e uma empregada de limpeza” e “Strauss-Kahn e Sarkozy: discussão no WC” e mais “alegada vítima pode ter sida”. O Expresso online com o affair DSK parece o finado 24 Horas. “Jornalismo arejado”, Pinto Balsemão dixit.

 

 

 

 

 

 

|| Allahu Akbar e um homem não é de ferro

por josé simões, em 13.05.11

 

 

 

 

 

Virgin, Cheating, Fisting, Extreme, Brutal, Spanking ou Compilation?

Aceitam-se apostas:

 

«Porn Stash Found in bin Laden Hideout: US Officials»

 

(Imagem de autor desconhecido)

 

 

 

 

 

 

 

|| Porn World vs. Real World

por josé simões, em 14.06.10

 

 

 

Make Love Not Porn (via)

 

(Na imagem John Curtis Holmes)

 

 

 

 

|| “Para que serve isto da Internet”

por josé simões, em 13.11.09

 

 

 

A bem da transparência a factura da Internet devia ser mostrada aos fiéis uma vez por mês no final da missa dominical e depois de deglutida a hóstia, para que a paz de espirito dos fiéis não seja tomada por suspeitas de que Satanás deambula pelo interior da casa de Deus travestido de porno amateurs, girl friend vídeos, red tube, x tube e outros tubes que não cabem agora aqui, que isto é um blogue sério feito por gente séria e pai de família, embora às vezes não pareça.

 

Sobre o negro historial pedófilo, e como a polícia anda aí em força, as descargas e os visionamentos à partida são descartáveis e por hora podem, os crentes em geral e os fiéis no particular, ir às respectivas vidas descansados (?) e na Paz do Senhor. Ámen.

 

 

 

|| Pornografia em horário nobre e sem bolinha no canto do televisor

por josé simões, em 03.09.09

 

 

 

Como houve muita gente a não perceber, e outros tantos a fazerem-se desentendidos com o que aqui foi escrito, vou tentar ser mais explícito:

 

Com a saída de José Eduardo Moniz da TVI, a continuidade de Manuela Moura Guedes à frente do Jornal Nacional das sextas-feiras era uma questão de tempo.

 

Se eu fosse um adepto da teoria da conspiração diria que o timing certo era hoje: campanha eleitoral às portas, notícias de pressões do poder político sobre o poder económico, entrevista à própria Manuela Moura Guedes no Público. Ou era agora ou nunca.

 

Saiu com estrondo, deixou a suspeição no ar e deixou o caminho armadilhado a José Sócrates e ao PS. De mestre.

 

Mas isso era se eu fosse um adepto da teoria da conspiração.

 

Se não for pedir muito, podemos passar à Política e à Economia e ao País?

 

 

 

|| Watching porno

por josé simões, em 29.05.09

 

«Dois professores britânicos podem ser inibidos de dar aulas, depois de pais dos seus alunos terem descoberto na Internet um filme pornográfico caseiro protagonizado pelo casal»

 

Até à hora da publicação deste post não consta que os descobridores  possam vir a ser inibidos das suas funções de pais e / ou encarregados de educação pelo facto de andarem a consumir pornografia na Internet.

 

Pergunta: “Porque é que estás a olhar para mim?”

Resposta: “Como é que sabes que eu estou a olhar para ti?”

 

(Imagem fanada no Independent)

 

Conversa de merda

por josé simões, em 24.09.08

 

Conversa de merda é, como muito bem escreve o Carlos Alberto, ouvir gajos ainda do tempo de ler a Gina às escondidas dos pais, argumentar que o Magalhães facilita o acesso a sites pornográficos, ainda assim os meninos não escrevam “vagina” e “ratas” (*) no Google search.

 

Cá em casa há um puto que começou a andar pela net ainda antes de saber escrever e sem Parental Advisory. À parte um vírus marado que apanhou no sítio dos Transformers, nunca demos notícia de andar a bisbilhotar o RedTube ou o Megarotic ou o Pornoamateurs ou outros que tais.

 

Mas isso também é como tudo. Há os que dentro das aulas se vão aos professores por causa do telemóvel, e os que antes de entrar têm a preocupação de o desligar.

 

Conversa de merda. Pornografia my ass! Isto cheira-me é, como diz “o outro”, a bota-abaixismo.

 

(*) Como os tempos mudam! Quando era puto ninguém dizia “vagina” ou “rata”. Era mais uma palavra começada por C acabada em A e com um N no meio. Mas isso era aqui em Setúbal e na escola pública. Como não tive o azar de nascer na Linha e de andar no colégio privado, não conheço as outras realidades.