Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Os descartáveis

por josé simões, em 23.02.24

 

urinol.jpg

 

 

O partido das polícias e da lei e da ordem anda há 24 horas a desmentir e a desacreditar as polícias e a inventar insegurança para criar desordem. São os descartáveis na caminhada até ao poder, por mais hinos nacionais que entoem com a mão direita no coração.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

"Th-Th-The, Th-Th-The, Th-Th... That's all, folks!"

por josé simões, em 21.02.24

 

looney tunes.jpg

 

 

E no rescaldo do 'cerco ao Capitólio' tivemos os dirigentes dos sindicatos da polícia a dizerem que está bem, a manif não foi autorizada, mas os polícias até se portaram bem.

 

 

 

 

Polícia e democracia ou a democracia da polícia

por josé simões, em 08.02.24

 

botas.jpg

 

 

A polícia, que tem por função defender a legalidade democrática, tem um problema com a democracia e com a liberdade de expressão- 50 anos do 25 de Abril.

 

Sindicato da polícia vai apresentar queixa contra MAI e comentadores

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

A ordem das forças da ordem

por josé simões, em 07.02.24

 

oldsweaty.jpg

 

 

"Se soubesse o que sei hoje tinha ido para a GNR quando saí da tropa. Fulano de tal fez isso e já está reformado com uma boa reforma sem se chatear nada".

"Não arranjas emprego em lado nenhum? Vai pra polícia, pá!".

Não há um único português que não tenha alguma vez na vida ouvido esta formulação, dos pais, de familiares, de amigos. Não há um único. À imagem do que antes acontecia com Direito, para onde ia toda a gente que não tinha média para entrar em mais lado nenhum, só vai para a polícia quem não sabe fazer mais nada. E chegámos aqui. Racismo, xenofobia, homofobia, justicialismo, desrespeito total pelo Estado de Direito, recurso à mentira, violência, condenações atrás de condenações no tribunal europeu. 50 anos do 25 de Abril.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Oito anos é muito tempo

por josé simões, em 04.02.24

 

KeystoneKops.jpg

 

 

A verdade é que o Partido Socialista teve oito anos para resolver os zeros e os cheganos nas polícias. 8 - oito - 8 anos. Agora chegámos aqui.

 

[Imagem]

 

 

 

 

ah e tal...

por josé simões, em 12.07.23

 

IMG_0281.jpeg

 

 

Ah e tal o ministro Carneiro da Administração Interna telefonou para a RTP, e disso deu conhecimento ao povo e aos policias, e é inaceitável num Estado de direito democrático um governante pressionar ou tentar condicionar um órgão de comunicação social, e tal, a propósito de um cartoon que nem era sobre os dele, e tal, os que se viram cartoonados [inventei agora] sem dó nem piedade a puxar o gatilho sem dó nem piedade e vai daí meteram um processo em tribunal, e tal, e ficaram desde logo a saber que podem contar com o ministro Carneiro, e tal, porque isso o próprio se encarregou de badalar mais rápido que a própria sombra, que também envolve disparar, e podem ficar lá muito bem descansados nos grupos do WhatsApp e Telegram e nas páginas do Facebook, e tal, a tecerem loas ao Ventas e ao Chaga e que vão matar os pretos e os ciganos e ainda meter na ordem aqueles filhos da puta monhés que andam para aí a trabalhar em trabalhos de merda, e tal, que isso e os relatórios dos fóruns e organizações internacionais que dão conta de um problema sistémico de racismo, xenofobia, homofobia nas polícias portuguesas, ainda antes do Cabrita ser ministro, para o ministro Carneiro são pinares comparado com um cartoon sobre a polícia franciu, e tal.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

O que é que se faz a gente, portugueses, cidadãos, deste calibre?

por josé simões, em 19.11.22

 

chega.jpg

 

 

O sindicato dos Profissionais de Polícia, aquele que é presidido pelo senhor agente que assume identificar-se com o Movimento Zero, diz que "Nunca admitiremos que estratégias que visem o enfraquecimento das estruturas sindicais e da própria polícia possam prejudicar o fim a que nos propomos, ou seja a defesa do cidadão de bem". "Cidadão de bem". O que é que se faz a gente, portugueses, cidadãos, deste calibre?

 

 

 

 

Conversa da boa

por josé simões, em 17.11.22

 

eduardo-cabrita.png

 

 

O senhor do sindicato da polícia que há dois anos e um dia dizia em entrevista identificar-se com o Movimento Zero estranha o contexto da reportagem, não estranha o conteúdo da mesma. Por nós estamos conversados.

 

[Na imagem, de autor desconhecido, Eduardo Cabrita, que conseguiu estar seis anos no Governo, 4 - quatro - 4 dos quais com a tutela, e não dar por nada]

 

 

 

 

A televisão do militante número 1 e a normaliação do fascismo

por josé simões, em 23.03.22

 

psp.jpg

 

 

Um polícia é assassinado à pancada por fuzileiros numa rixa na porta de uma discoteca, deixando André Ventura e o Chega, mais rápidos que a própria sombra quando se trata de ciganos, entalados num silêncio de 48 horas, só quebrado com um lacónico não-me-comprometo-que-isto-envolve-polícia-e-forças-armadas-e-logo-fico-desarmado-no-nicho-de-mercado-com-qualquer-coisa-que-diga "Manifesto à família e aos colegas as minhas profundas condolências. Enorme tristeza de um acontecimento como este, sem qualquer sentido ou racionalidade. Deixo também à PSP a minha total solidariedade" recebendo como recompensa uma reportagem na televisão do militante n.º 1 - SIC Notícias, onde se insinua o PSP ligado aos "portugueses de bem" e ao partido que vai pôr ordem nesta merda. Muito mau.

 

 

 

 

Liberta o Ventas que há em ti

por josé simões, em 25.11.20

 

SNP.jpg

 

 

O país onde os polícias até entrarem ao serviço não sabem o salário base que vão auferir; o país onde os polícias não sabiam que ser polícia era profissão de risco, foram enganados e agora exigem subsídio compensatório; qual América numa série da FOX Crime, o país onde os polícias são abatidos na rua que nem tordos.

 

[Imagem no Facebook do Sindicato Nacional da Polícia]

 

 

 

 

O fiscal do isqueiro reloaded

por josé simões, em 15.10.20

 

2.jpg

 

 

Governo mobiliza todas as polícias para fiscalizar app nos telemóveis

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Ó da guarda

por josé simões, em 17.08.20

 

2.jpg

 

 

3.jpg

 

 

4.jpg

 

 

José Teófilo Duarte - Ó da guarda

 

 

 

 

Academia de Polícia, O Regresso. Ou da qualidade intelectual dos "zeros".

por josé simões, em 21.01.20

 

academia de polícia.jpg

 

 

Escudado num nariz de palhaço, pergunta um polícia na manif de Faro a quem lhe devia fazer as perguntas, o repórter da SIC Notícias: "se o senhor tivesse um filho deixava-o ir para a PSP por 789 €?". Vinte e um de Janeiro do Ano da Graça de 2020, o dia em que ficámos todos a saber que para ir para a PSP é preciso autorização dos pais.

 

 

 

 

Onde é que pára o PS de esquerda?

por josé simões, em 28.11.19

 

bat.jpg

 

 

Onde é que pára o PS de esquerda que levou os anos da troika, que foram os anos do "poucochinho" Tó Zé Seguro, um quase cúmplice, a gritar que a austeridade estava a matar a Europa e a aprofundar o fosso, não só entre o norte e o sul, mas entre os mais ricos e os mais pobres dentro de cada país, enquanto fomentava o racismo e a xenofobia e era a responsável pelo ressurgimento dos fascismos no continente depois da II Guerra?

 

"Orçamento do Estado só deverá prever um aumento de um por cento para a Administração Interna. Cabrita exige 5% para fazer face às reivindicações sindicais e esvaziar o Movimento Zero."

 

Centeno nega a Cabrita 80 milhões de euros para forças de segurança

 

 

 

 

Para o que é que serve o Serviço de Informações de Segurança?

por josé simões, em 21.11.19

 

bannon.jpg

 

 

O movimento que se define como espontâneo, inorgânico, independente de partidos políticos e sindicatos, sem direcção conhecida ou membros filiados identificados, dos que se queixam de nem com gratificados o dinheiro lhes chegar até ao final do mês para pagar as contas e ainda comprar fardas e material de trabalho, aparece uma manif com centenas de t-shirts produzidas e com logo criado e desenhado por profissional, a empunhar faixas todas xpto com dizeres e palavras de ordem impressos "à la partido político", coisa barata ou como se houvesse um poço de petróleo debaixo de uma qualquer esquadra de polícia, enquanto desfila a fazer o símbolo da nova extrema-direita 'amaricana', o polegar em circulo com o indicador, em P de "Power", e a libertar o médio, anelar e mínimo num W de "White", White Power, prontamente adoptado pelos neo-fascistas europeus. Para o que é que serve o Serviço de Informações de Segurança?

 

[Na imagem]