Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Sign O' The Times, CXCIX

por josé simões, em 10.10.21

 

0.jpg

 

 

1.jpg

 

 

2.jpg

 

 

3.jpg

 

 

4.jpg

 

 

5.jpg

 

 

6.jpg

 

 

7.jpg

 

 

8.jpg

 

 

9.jpg

 

 

10.jpg

 

 

11.jpg

 

 

12.jpg

 

 

21.jpg

 

 

22.jpg

 

 

23.jpg

 

 

24.jpg

 

 

25.jpg

 

 

26.jpg

 

 

27.jpg

 

 

28.jpg

 

 

29.jpg

 

 

30.jpg

 

 

31.jpg

 

 

32.jpg

 

 

33.jpg

 

 

34.jpg

 

 

35.jpg

 

 

36.jpg

 

 

37.jpg

 

 

38.jpg

 

 

39.jpg

 

 

40.jpg

 

 

41 VESTI.jpg

 

 

42.jpg

 

 

43.jpg

 

 

44.jpg

 

 

45.jpg

 

 

46.jpg

 

 

47.jpg

 

 

48.jpg

 

 

49.jpg

 

 

50.jpg

 

 

51.jpg

 

 

52.jpg

 

 

53.jpg

 

 

54.jpg

 

 

55.jpg

 

 

56.jpg

 

 

57.jpg

 

 

58.jpg

 

 

59.jpg

 

 

60.jpg

 

 

61.jpg

 

 

62.jpg

 

 

63.jpg

 

 

64.jpg

 

 

65.jpg

 

 

66.jpg

 

 

67.jpg

 

 

68.jpg

 

 

69.jpg

 

 

70.jpg

 

 

71.jpg

 

 

Playboy.jpg

 

 

Sign O' The Times, Capítulo CXCVIII

 

 

 

 

In Memoriam

por josé simões, em 28.09.17

 

Playboy-logo.jpg

 

 

Hugh Hefner

 

1926 - 2017

 

 

 

 

|| Vai [continuar a] incomodar muita gente

por josé simões, em 11.03.13

 

 

 

Exactamente, e por coincidência, 60 anos depois da primeira edição norte-americana com Marilyn Monroe na capa, é mais que certo que vai [continuar a] incomodar muita gente. A primeira edição da Playboy Israel.

 

 

 

 

 

 

|| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 06.11.12

 

 

 

A capa da edição de Novembro da Playboy, South Africa

 

[Via]

 

 

 

 

 

 

|| Ensaio sobre a cegueira

por josé simões, em 08.07.10

 

 

 

Uma grande capa em homenagem a um grande escritor dita o fim da revista. Talibans são “os outros”.

 

(Fotogaleria)

 

 

 

 

|| Jornalismo “de referência”

por josé simões, em 15.05.10

 

 

 

 

Depois dos talibans que quiseram tapar a pintura de Lucas Cranach com um hijab e dos polícias de Braga que apreenderam os livros que continham uma reprodução de A Origem do Mundo de Gustave Courbet, o Expresso adere à moda idiota amAricana de desfocar às mamas as mulheres.

 

A professora de Mirandela não é uma obra-prima de um mestre da pintura europeia, na melhor das hipóteses uma obra-prima da natureza, assinada a “duas mãos”, mas o que está por detrás das proibições e das desfocagens não é a obra-prima do mestre nem sequer a prima do mestre-de-obras, é a ideia do nu, o pecado da nudez associado à lasciva. Tudo muito religioso.

 

Jornalismo “de referência” e responsável; gabam-se eles. Muito responsável. Daquela responsabilidade salazarenta do “respeitinho é muito bonito”, do tempo em que as mulheres casavam aos 17 anos para toda a vida, tinham 8, 10, 12 filhos como as cadelas, e que aos oitentas/ noventas já no leito da morte diziam cheias de orgulho “o meu marido nunca me viu nua”.

 

(Primeiro no Twitter)

 

 

 

 

|| Onde se prova que nem sempre “gajas boas” rima com “burrice”

por josé simões, em 29.10.09

 

 

 

«Acabo de ser demitido de cronista da revista Playboy.»

 

(Primeiro no Twitter)

 

(Na imagem A French model from 1880 via Daily Telegraph)

 

 

 

Talibans!

por josé simões, em 29.08.08

 

Se é para chatear os talibans fundamentalistas do Vaticano, o Der Terrorist publica!

 

(Ai o César das Neves!!!)

 

Adenda: Há uma coisa que me faz "espécie". Como é que a padralhada soube da existência das fotos? Eu que não compro a Playboy apesar de não ter feito voto de celibato, não sabia. Soube por causa deles...)

 

 

 

Playboy em Braille!?

por josé simões, em 16.01.08

 

Playboy, Braille Edition
 
«The National Library Service for the Blind and Physically Handicapped, a division of the Library of Congress, maintains a free national library of braille materials. Playboy was selected on the basis of demonstrated reader interest; Congress funds free distribution of the braille edition.
"The approach is informed by the content," Simon said. "I think about the formality, the art and seductive quality and then consider the content to shoot the image."»
 
Uma entre outras curiosas encontradas no livro da fotógrafa Taryn Simon intitulado “An American Index of the Hidden and Unfamiliar
 
Foto galeria e respectivos apontamentos aqui.