Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Pode um jornalista ser um troglodita trauliteiro nas “redes sociais”?

por josé simões, em 10.01.19

 

baldaia twitter.jpg

 

 

Estava eu muito longe de desconfiar que a simples partilha no Twitter de um link para um artigo de opinião de Ferreira Fernandes no Diário de Notícias, o “conluio-policial mediático” e as suas consequências, ia receber um comentário do jornalista, não de um jornalista qualquer, um jornalista ex-director da TSF, ex director do Diário de Notícias, coluna regular no Jornal de Notícias e visita assídua na SIC Notícias - Paulo Baldaia, por via do seu heterónimo [ou será ele mesmo desinibido do “código deontológico”?] futeboleiro-regionaleiro – DragãoASul, [em print screen na imagem “por causa das moscas”] que, por sua vez, ia dar origem a uma chusma de likes e mentions [alguns já bloqueados] da horda de trogloditas trauliteiros, a salivarem nas redes de cada vez que um qualquer Pavlov açula a matilha acéfala do pontapé-na-bola, todos nascidos, Paulo Baldaia incluído, depois do senhor das bufas, avisado da visita da PJ, ter fugido com a menina do alterne para Vigo até a maré baixar, e por isso desconhecedores dos factos.


A gente já tinha desconfiado de tanta "coerência" quando os vê a gastar caracteres no papel impresso e paleio nas televisões contra a corrupção, agora quando aparecerem, outra vez, não vai demorar muito que o tema é recorrente, a escrever e a papaguear sobre os trogloditas das “redes sociais” a gente já sabe do que a casa, os jornalistas são as vítimas, coitados, os anónimos e os facilmente manipulados pelo populismo do reflexo condicionado, isso sim é que é.

 

 

 

 

Os intocáveis

por josé simões, em 03.08.17

 

isaac-cordal-isolated-miniuatures-in-the-modern-outdoors.jpg

 

 

O dia em que o director de um jornal com 150 venerandos anos de existência gasta 5465 caracteres num editorial a comentar os comentários dos comentadores a uma sua entrevista ao Presidente da República na silly season onde as pessoas dantes iam para a praia por causa do sol na moleirinha como dizia o povo à época em que o Diário de Notícias foi fundado.

 

[Imagem]

 

 

 

 

||| Parece-me curto

por josé simões, em 18.10.14

 

atomic explosion.jpg

 

 

Olhando para o nível de destruição no Estado e na administração pública, no Estado social, na saúde e na educação, na economia e nas empresas, nas famílias e na sociedade, provocado por 5 anos de Governo Pedro Passos Coelho/ Paulo Portas ou, se preferirem, PSD/ CDS-PP, 10 anos parece-me curto, excessivamente curto. Mas enganar-se nas contas, falhar metas e previsões, também é imagem de marca deste Governo.


Maria Luís Albuquerque: «Famílias, empresas e Estado vão levar 10 anos a voltar à normalidade».

 

 

 

 

||| Um patriota

por josé simões, em 08.12.13

 

 

 

De Amesterdão com amor.

 

[Imagem de Tracey Emin]

 

 

 

 

 

 

||| O camelo que não passa pelo buraco da agulha

por josé simões, em 17.11.13

 

 

 

É o rico que não entra no Reino dos Céus. O título do post é só porque o senhor, que trabalha de segunda a sexta na Universidade Católica, vai à missa aos domingos procurar inspiração para reinterpretar a Bíblia por medida, às segundas, no Diário de Notícias.

 

[Imagem]