Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Podiam também pintar a Cidade Universitária de Lisboa ou Estádio Nacional do Jamor ou o Hospital de Santa Maria ou o Viaduto Duarte Pacheco ou…

por josé simões, em 25.05.11

 

 

  

Não sei o que é de recear mais, se um bando de corvos «trajados a rigor» e subordinados ao que de mais retrógrado existe na Universidade – a tradição e a praxe, se um candidato a deputado da Nação que justifica o vandalismo dos seus aprendizes com o argumento da ditadura fascista. Aliás muito coincidente com o(s) fascismo(s), este princípio das coisas feias e do homem novo e da nova sociedade.

 

Quando estas pedras foram postas aqui foram-no em nome de uma coisa feia.

 

(Na imagem postal ilustrado soviético evocativo da Revolução de Outubro)

 

 

 

 

 

 

Trogloditas!

por josé simões, em 27.01.09

 

 

Após mais de 2 anos de trabalhos e 500 mil euros de investimento, terminaram na passada semana as obras de limpeza e restauro do exterior do Convento de Jesus em Setúbal.

 

Monumento nacional, construído em 1490 e ampliado em 1494 pelo mestre Diogo Boitaca, serviu como laboratório de ensaio para o famoso estilo Manuelino cujo ponto alto haveria de ser o Mosteiro dos Jerónimos em Lisboa.

 

Menos de 12 horas foi o tempo que tivemos de esperar até que um atrasado mental grafitasse com tinta preta a parede nascente do convento!

 

Eu gosto muito deste sítio, mas há limites. Património histórico e memória colectiva não vos diz nada? Trogloditas!