Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| É isto, não é?

por josé simões, em 16.05.13

 

 

 

Na construção de "O Homem Novo", o PSD e o CDS querem que os alunos do 3.º ciclo e do secundário sejam previamente doutrinados, e ideologicamente direccionados, para adquirirem espírito crítico, antes de passarem à leitura, e interpretação, de uma Constituição de "forte carga ideológica", segundo o PSD e o CDS.

É isto, não é?

 

[Na imagem Pioneiros na ex URSS, autor desconhecido]

 

 

 

 

 

 

|| De pequenino é que se torce o destino

por josé simões, em 16.05.13

 

 

 

Obviamente que o argumento da "datação" e da «carga ideológica forte», num documento aprovado pela maioria de 2/3, por um Parlamento eleito pelo voto livre e democrático dos cidadãos, são efeitos especiais e nuvens de fumo para os olhos da opinião pública, e nem sequer vale a pena estar a perder muito, pouco, ou algum tempo com isso porque a questão é muito mais simples, mas não menos grave.

 

Num país governado por uma maioria de "iluminados" de direita, apostada na criação, custe o que custar, de um "homem novo", liberto de direitos numa sociedade onde só há lugar para deveres; com o desinvestimento na escola pública e nas ciências humanas e sociais em prol da aposta nas ciências económicas, para a elite, e no ensino profissional, para o povéu, e com fiéis, cegos, e amorfos seguidores dentro das próprias hostes, a leitura e o conhecimento da Constituição pelos mais novos e/ ou menores de idade só pode ser visto como uma medida perniciosa.

 

[Imagem de Lewis Wickes Hine, daqui]

 

 

 

 

 

 

|| Batota

por josé simões, em 05.11.09

 

 

 

A 5ª força política no Parlamento, o PCP a CDU, faz batota: fala Jerónimo fala Heloísa, fala Heloísa fala Jerónimo. Têm menos representatividade eleitoral que os outros partidos com assento parlamentar e falam a dobrar.

 

(Na imagem cartaz soviético de propaganda "Liberated Woman - Build Up Socialism!", 1926)

 

 

 

 

Quantos degraus tem a porta da rua dos Paços do Concelho?

por josé simões, em 07.01.09

 

 

Podia aqui enumerar milhentas de preocupações que afligem a população de Setúbal-cidade, desde o caos urbanístico à total desregulação e anarquia no trânsito automóvel e inexistência de uma política para os transportes públicos, passando pela não existência de uma politica cultural com oferta diversificada e de qualidade, ou até à degradação do património histórico. Preocupações que estiveram na origem da vitória da CDU nas autárquicas e consequente afastamento do PS, dez anos depois, da administração camarária.

 

A CDU vai a caminho dos oito anos à frente do executivo. Os primeiros quatro com maioria absoluta, este último mandato com maioria simples, sendo que o PS foi relegado para terceira força política, atrás do PSD. Os problemas na cidade e as preocupações que afligiam os setubalenses mantêm-se e nalguns casos agravaram-se.

 

Como setubalense fico extremamente satisfeito – extremamente é pouco: estou aqui quem nem me contenho! – em saber que o Partido Ecologista Os Verdes (who the fuck are they?) vai alertar o ministério de Mário Lino que, no apeadeiro do Quebedo, «o degrau é muito elevado e fica cerca de meio metro afastado do comboio».

 

Algo me diz que não ficam lá mais 4 anos…