Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Edward Hopper teria pintado este quadro

por josé simões, em 10.12.18

 

Ilya Varlamov.jpg

 

 

Edward Hopper, o pintor da solidão urbana, teria pintado este quadro.

 

A 'selfie' no meio dos protestos

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 03.12.18

 

liberation.jpg

 

 

A primeira página do Libération.

 

 

 

 

Paris vale bem uma fogueira

por josé simões, em 02.12.18

 

1 (41).jpg

 

 

2 (39).jpg

 

 

3 (35).jpg

 

 

4 (33).jpg

 

 

5 (26).jpg

 

 

6 (21).jpg

 

 

7 (20).jpg

 

 

8 (5).jpg

 

 

9 (4).jpg

 

 

10 (1).jpg

 

 

11 (1).jpg

 

 

'This is the start of a revolution': Paris rioters steal police assault rifle, torch dozens of cars and vow to 'stay in the streets until Christmas' as fuel protests continue into the night and spread across France - and even to Holland

 

[We' ll always have Paris]

 

 

 

 

Un village français

por josé simões, em 10.06.16

 

un_village_francais.jpg

 

 

Marcelo Rebelo de Sousa - Presidente da República de Portugal, e António Costa - primeiro-ministro do Governo de Portugal, em Paris a cantarem a Marselhesa - hino francês, ao lado de François Hollande - Presidente da República de França, em directo para Portugal no dia de Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

 

 

 

 

||| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 09.12.15

 

the_human_cannon_ball.jpg

 

 

Saído do cargo de secretário de Estado da Troika no Governo do trambolhão de dez lugares no desempenho contra as alterações climáticas, entre outras por "um abrandamento significativo" no uso de energias renováveis, para a sinecura em Bruxelas como recompensa pelos serviços prestados:


"É tempo para investir mais. Temos de fazer muito mais. Esse é o meu apelo de hoje",


"Carlos Moedas quer mais investimento europeu na investigação sobre energias renováveis"


[Imagem]

 

 

 

 

||| Ainda que mal pergunte

por josé simões, em 30.11.15

 

Climate Change Paris 2015.jpg

 

 

Por que cargas de água é que um Governo assessorado e pejado de "técnicos", "especialistas" e outros trambiqueiros que escrevem e juram a pés juntos que o aquecimento global e as alterações climatéricas não se devem à acção do homem sobre o planeta mas antes obedecem a fenómenos naturais cíclicos [é ir recuperar o que foi escrito na blogosfera e no Twitter da direita que suportou o Governo] havia de se inscrever para falar na 'Cimeira do Clima'?


[Imagem]

 

 

 

 

||| Security, Umbrellas, and Civil Society

por josé simões, em 24.11.15

 

Rue Neuve, Brussels, Belgium, Photograph by John T

 

 

Gustave_Caillebotte_-_Paris_Street_Rainy_Day.jpg

 

 

[Aqui]

 

 

 

 

 

||| Tenham medo, muito medo

por josé simões, em 22.11.15

 

selfie.jpg

 

 

Mais de metade destas operações e rusgas, agora pela Europa, são show-off para alimentar telejornais, para mostrar que está tudo sob controlo. Lei e Ordem, bad boys, bad boys, what you're gonna do, what you're gonna do when they come for you [repetir] e, ao mesmo tempo, manter um certo stress e clima de tensão no ar, bom para abrir as mentes a medidas securitárias, invasoras da privacidade, suspensivas das liberdades e garantias. "Actos Patriotas" e assim.


Depois de na véspera não ter abortado um atentado terrorista no coração da Europa com mais de uma centena de mortos, “A polícia abortou atentado terrorista no sítio tal”, em todos os telejornais e em todas as primeiras páginas. Detalhes nenhuns, apenas que ia ser letal, bué letal.


Depois de na véspera não ter impedido um bando de terroristas de levar a cabo um atentado com mais de uma centena de mortos no coração da Europa, “Polícia desmantela célula terrorista”, em todos os telejornais e em todas as primeiras páginas. Detalhes nenhuns, apenas que foi mesmo mesmo mesmo no minuto antes de atentarem. Ou ainda 12 detidos, dos quais 11 foram libertados. O 12.º é daqui a mais dois ou três dias e já ninguém se lembra.


Não é só o ISIS que se alimenta do medo, o poder democrático-ocidental também.


[Imagem]

 

 

 

 

||| Descubra as diferenças

por josé simões, em 14.11.15

 

a_bola.jpg

 

 

[A Bola, Portugal]

 

 

marca.jpg

 

 

[Marca, Espanha]

 

 

record.jpg

 

 

[Record, Portugal]

 

 

l'equipe.jpg

 

 

[L’ Équipe, França]

 

 

ojogo.jpg

 

 

[O Jogo, Portugal]

 

 

gazzetta_sport.jpg

 

 

[La Gazzetta Dello Sport, Itália]

 

 

 

A ignorância é boa e o vinho induca. 41 anos depois.

 

 

[Actualizado às 20:30]

 

 

 

 

 

|||

por josé simões, em 14.11.15

 

Paris.png

 

 

[Imagem]

 

 

 

 

||| Não é tão disparatado quanto isso

por josé simões, em 15.01.15

 

 

 

Antes era assim. Não foi porque lhe apeteceu que Romain Gravas filmou assim o clip dos Justice. Antes era assim. Depois vieram os muçulmanos e com eles veio o Islão e ofereceram segurança às pessoas nas ruas. Onde o Estado se tinha demitido. Também acontece em Inglaterra, em Birmingham e nalgumas zonas de Londres, por exemplo. Onde o Estado se demitiu. O mais curioso é que alguns dos que "entram no clip dos Justice" patrulham agora as ruas, em milícias em defesa da segurança pública, com a guarda de Alá. Porque o Estado se demitiu e não cuidou dos seus. Depois de 1789. Aqui o Estado também se demite mas de uma forma mais simpática. É desmantelado em favor da conversa da treta da implantação no terreno e da proximidade com as pessoas das IPSS, controladas pela Igreja Católica. Deus também é grande. Aqui. Onde o Estado se demite.

 

 

 

 

||| Quiz

por josé simões, em 11.01.15

 

marcha republicana paris.jpg

 

 

Pedro Passos Coelho andou disfarçado na “marcha republicana” de Paris porque:


- Já estávamos representados na primeira linha pela Alemanha e pelo presidente da Comissão Europeia
- Havia demasiado Estado presente na marcha contra o terrorismo
- Só os principais líderes europeus tinham acesso à primeira linha da manif
- Havia o risco de uma contra-manif organizada por aqueles que mandou emigrar
- Como não tem uma única ideia sobre a Europa não correu o risco de ter de partilhá-la com os outros líderes
- Foi ali porque sim já que quem ofende as crenças religiosas de cada um está mesmo a pedi-las


[Imagem]

 

 

 

 

||| Relatório e Contas. Resumo da Semana

por josé simões, em 05.04.14

 

 

 

[Sean Hart]

 

 

 

 

 

 

||| Coisas que o senhor Xavier da Kultura nunca irá perceber

por josé simões, em 04.02.14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

[Aqui]

 

 

 

 

 

 

||| Uma embrulhada

por josé simões, em 14.12.13

 

 

 

E eis senão quando somos remetidos para o passado dia 21 de Novembro e as perguntas voltam a ser pertinentes:

 

- Houve um pauzinho na engrenagem da hierarquia de comando?

 

- As ordens do ministro não foram acatas pelo comando; as ordens do comando não foram acatadas pelo comando no terreno; os operacionais no terreno recusaram cumprir as ordens do comando?

 

- O ministro Miguel Macedo, sentindo-se desautorizado e sem o controlo da situação, apresentou o pedido de demissão e viu-o recusado pelo primeiro-ministro?

 

- A face do ministro, desautorizado e menorizado, foi salva por um comandante, "voluntário" para ser imolado?

 

- Era necessário mudar alguma coisa para que tudo ficasse na mesma, daí o aparente contra-senso da  substituição do comandante pelo comandante das forças no terreno?

 

- As contrapartidas para o acto de "voluntarismo heróico" do comandante começam agora a ser conhecidas?

 

«Paulo Valente Gomes, exonerado após a polémica da manifestação dos polícias na escadaria do Parlamento, vai ser oficial de ligação na embaixada em França. Irá ganhar 12 mil euros por mês, o triplo do que auferia como director da PSP»

 

A novidade é um Governo de direita embrulhado com a lei e com a ordem, a juntar às embrulhadas em que esta maioria PSD/ CDS-PP é pródiga. Imagem de marca.

 

[Imagem]