Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O Partido Popular Europeu

por josé simões, em 18.07.18

 

Shoes_Danube_Promenade.jpg

 

 

A Hungria de Viktor Orbán, um "líder nato e que merce elogios" no elogio de Duarte Marques, "vai sair do pacto da ONU para as migrações" mas vai continuar sentada na bancada do Partido Popular Europeu em Bruxelas ao lado dos camaradas do PSD e do CDS.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Uma indiganção por dia não sabe o bem que lhe fazia

por josé simões, em 19.06.18

 

circus (1).jpg

 

 

Vamos ficar todos muito indignados porque os Estados Unidos abandonaram o Conselho dos Direitos Humanos da ONU, o Trump, aquele malandro, o filho da puta, o fascista, e fingir que a Arábia Saudita, a Indonésia, o Catar, o Burúndi, a Etiópia, as Filipinas, a Mongólia, os Emiratos Árabes, Cuba, o Egipto, o Iraque, o Ruanda, China, Venezuela, por exemplo, não fazem/ fizeram parte do referido Conselho. Siga.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Memória do Mundo

por josé simões, em 31.10.17

 

1733-70.jpg

 

 

O Comité Consultivo Internacional da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura [UNESCO] anunciou ter recomendado a inscrição dos livros de vistos concedidos pelo cônsul português em Bordéus, Aristides de Sousa Mendes no registo da Memória do Mundo.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Rocket Man

por josé simões, em 19.09.17

 

 

 

Rocket Man in on a suicide mission

 

 

 

 

Kristalino, o "Lebensraum"

por josé simões, em 05.10.16

 

Greater_Germanic_Reich.png

 

 

Anormal seria que a ONU, organização nascida há 70 anos como resposta a uma Europa arrasada pela II Guerra Mundial e os seus 70 milhões de mortos, consequência do conceito alemão Lebensraum, 70 anos depois da sua criação e quando se debate qual o seu papel no século XXI, a sua reestruturação, a resposta aos novos problemas e desafios, e se parte para a eleição de um secretário-geral num processo nunca antes visto e cuja palavra-chave era "transparência", visse todo o processo posto em causa por um coelho búlgaro tirado da cartola alemã do... Lebensraum.


[Imagem]

 

 

 

 

||| The million dollar question

por josé simões, em 23.06.15

 

nelson-mandela.jpg

 

 

Ou os Presidentes com pê grande.


O que é que têm em comum Cavaco Silva, Nelson Mandela e Jorge Sampaio?


[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

||| Continua a descarga de consciência da hipocrisia ocidental

por josé simões, em 10.10.14

 

bahrein-ap.jpg

 

 

Onde se recupera, em dia de Nobel da Paz, um post com um ano de vida aqui no blogue:


«Que tenha muita sorte, que seja muito bem sucedida, Allah maik e assim»


[Foto fanada no sítio da Associated Press]

 

 

 

 

||| Imprensa falsa

por josé simões, em 30.04.14

 

||| *** Serviço Público ***

por josé simões, em 14.01.14

 

 

 

De Hyperakt e Ekene Ijeoma, e baseado em dados das Nações Unidas, um mapa interactivo que mostra as migrações de refugiados desde 1975:

 

The Refugee Project

 

 

 

 

 

 

||| Século XXI

por josé simões, em 14.11.13

 

 

 

 

 

 

 

[Detalhes]

 

 

 

 

 

 

||| Imprensa falsa

por josé simões, em 12.11.13

 

 

|| "Só há uma Terra"

por josé simões, em 27.09.13

 

 

 

Era o nome de um programa de televisão, quando o ambiente e a ecologia ainda não estavam na ordem do dia, e que dava uma vez por semana na RTP a preto-e-branco.

 

"Só há uma terra" podia ser o lema, mesmo para os negacionistas que, com uma agenda ideológica escondida, ignoram e recusam que o aquecimento global é uma realidade, com o argumento de que obedece… a uma agenda ideológica! Até porque só há mesmo uma terra.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Colonialismo por medida

por josé simões, em 26.09.13

 

 

 

A Espanha moderna, da revolta contra o anacronismo que é o colonialismo, numa Europa "ex-colonial", por pôr em causa a integridade nacional do país, e por provocar inconvenientes e transtornos aos cidadãos das áreas colonizadas, e a toda a volta, é a Espanha de Vitoria-Gasteiz a Barcelona e ao norte de África.

 

 

 

 

 

 

|| Silly Season é quando um homem quiser

por josé simões, em 12.08.13

 

 

 

Os espanhóis, que nunca ouviram falar em Ceuta e Melilla, equacionam levar à ONU o diferendo com o Reino Unido por causa de Gibraltar, com o apoio da Argentina que de momento ocupa um lugar no Conselho de Segurança. Os bifes, em retaliação, mandam a marinha bombardear Cadiz, depois de encomendarem uma acção de graças ao almirante Nelson e de um desfile, com muitas bandeirinhas e milhares a entoar "Rule, Britannia!" a plenos pulmões, em Trafalgar Square, perante a indiferença dos nativos e provocando milhares de baixas em ingleses, machos e fêmeas, a cair de bêbados nas parais de Victoria, Santa Maria e Cortadura. Os argentinos, a coberto da confusão, instalada, invadem as Malvinas e os bifes levam para contar porque, como o Pinochet já bateu a bota, praise the Lord, os chilenos não estão para aí virados e não lhes dão a cobertura que lhes deram da última vez, ainda a velha bruxa era viva. Nós tentamos a nossa sorte em Olivença mas somos corridos pela populaça aos gritos "mal por mal antes na cadeia que no hospital!". Silly Season é quando um homem quiser e o mundo é governado por perfeitos idiotas.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| A coisa mais importante

por josé simões, em 05.08.13

 

 

 

 

 

 

 

[Aqui]