Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 05.06.19

 

Vintage-Clown (1).jpg

 

 

No Metro de Lisboa preconizo que se retire não somente os assentos, mas todo o recheio dos vagões. Fica assim muito mais espaço disponível para empilhar utentes ao jeito de navio negreiro.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 09.04.19

 

clown (3).jpg

 

 

"Todos os serviços do Estado são prestados por pessoas. Não sendo o Estado, por enquanto, proprietário de ninguém, então todos os serviços do Estado são prestados por privados."

 

Somos todos privados

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 08.04.19

 

1930s Circus Performer Smiling Clown.jpg

 

 

"Os parâmetros de exigência da sociedade eram outros. A sociedade tolerava alguma coisa que agora já não tolera" e Marques Mendes batia na mulher porque sim e quando lhe apetecia porque entre marido e mulher ninguém metia a colher;

"Os parâmetros de exigência da sociedade eram outros. A sociedade tolerava alguma coisa que agora já não tolera" e Marques Mendes insultava e mandava bocas aos homossexuais com quem se cruzava, na escola, na rua, no trabalho, os paneleiros de merda;

"Os parâmetros de exigência da sociedade eram outros. A sociedade tolerava alguma coisa que agora já não tolera" e Marques Mendes sabia da existência de menores abusados sexualmente, na igreja, na escola, no seio de alguma família e encolhia os ombros, "o que é que se há-de fazer? Pôs-se a jeito...";

"Os parâmetros de exigência da sociedade eram outros. A sociedade tolerava alguma coisa que agora já não tolera" e Marques Mendes também atirava pedradas aos gatos para se divertir e biqueiradas nos cães que encontrava no caminho para casa;

"Os parâmetros de exigência da sociedade eram outros. A sociedade tolerava alguma coisa que agora já não tolera" e Marques Mendes arreava arraiais de porrada nos filhos com a fivela do cinto, quando o Benfica perdia, quando tinham más notas na escola, quando respondiam torto a alguém, porque estava a educar e na educação dos filhos ninguém se mete;

"Os parâmetros de exigência da sociedade eram outros. A sociedade tolerava alguma coisa que agora já não tolera", é isto, não é?

 

"Os parâmetros de exigência da sociedade" estão na personalidade dos indivíduos que constituem e formam  a sociedade e nos valores que nos foram transmitidos pela nossa família e que transmitimos aos nossos filhos.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 03.04.19

 

clown (2).jpg

 

 

"O ex-Presidente da República Cavaco Silva classificou hoje a prática de nomeações partidárias para cargos dirigentes da administração pública, conhecida como jobs for the boys, como “indecorosa”."

 

Cavaco diz que "a prática de ‘jobs for the boys’ é muito negativa para os portugueses"

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 31.03.19

 

arlequin toshio enomoto.jpg

 

 

A Ordem do Infante "visa distinguir a prestação de serviços relevantes a Portugal, no país ou no estrangeiro, ou serviços na expansão da cultura portuguesa, da sua História e dos seus valores". É a cara do Zeca Mendonça.

 

Presidente condecora ex-assessor com Ordem do Infante

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 26.03.19

 

voz do povo.jpg

 

 

Desde os idos do PREC, com os leitores do Voz do Povo a perseguirem adversários políticos pelas ruas das cidades das cinturas industriais de Lisboa e Setúbal, que não se assistia a tamanha odisseia de terror vermelho como aquela por que passou o ex-maoista e ex-director do a Voz do Povo, nas ruas de Londres com medo de mostrar o Telegraph, sem bow-tie, esgargalado, quase andrajoso.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 24.03.19

 

wolfgang-schauble-e-maria-luis-albuquerque.jpg

 

 

"Bem… sinto-me triste, porque tive um papel em tudo isso. E penso como podíamos ter feito as coisas de forma diferente"

Schäuble e a austeridade. “Hoje, penso como podíamos ter feito as coisas de forma diferente

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 18.03.19

 

Kim.jpg

 

 

Independentemente do Jerónimo de Sousa que em Dezembro de 2016 no discurso de arranque do XX Congresso do PCP em Almada afirmava que a União Europeia não é uma democracia ["não se tratar de "maquilhar, refundar ou democratizar" a União Europeia",  "a experiência recente demonstra que a UE constitui uma matriz política e ideológica, impossível de ser democratizada, humanizada ou refundada"] ser o mesmo Jerónimo de Sousa que em Março de 2019 a propósito da Coreia do Norte responde à pergunta com a pergunta "O que é a democracia? Primeiro tínhamos de discutir o que é a democracia" para fugir à questão, na chico-espertice da memória curta das pessoas, esquecidas do conceito de democracia definido apenas três anos antes em Almada, o que há aqui a registar é  "[...] o nosso projecto de sociedade, [...] tendo em conta a nossa cultura, tendo em conta a nossa história, tendo em conta o nosso povo", os mesmíssimos mui nobres princípios da cultura, da história, do povo, da tradição [Diário de Notícias e Jornal de Notícias em 1953], que levava Salazar a martelar resultados eleitorais, a instituir a censura, a polícia política e a tortura, o chefe de família, quando um burro fala o outro baixa as orelhas, cada macaco no seu galho, o respeitinho é muito bonito, manda quem pode obedece quem deve. E tudo isto da boca de um secretário-geral de um partido que reclama o estatuto de dono do combate ao fascismo e à ditadura é absolutamente maravilhoso. Ou nem por isso.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 26.02.19

 

Breakfast Cereal Sugar Smacks.jpg

 

 

Os pobres fizeram-se para a gente os transformar em classe média

 

Alexandre Soares dos Santos, ex-administrador da Jerónimo Martins.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 24.02.19

 

freezing.jpg

 

 

"O potencial matrimonial reside, precisamente, no amparo e na necessidade de segurança. A mulher gosta de se sentir útil, de ser a retaguarda e de criar a estabilidade familiar, para que o marido possa ser profissionalmente bem sucedido. Esse sucesso é também o seu sucesso! Por norma, não se incomoda em ter menos rendimentos que o marido, até pelo contrário. Gosta, sim, que seja este a obtê-los, sendo para si um motivo de orgulho. Porquê? Porque lhe confere a sensação de protecção e de segurança. Demonstra-lhe que, apesar poder ter uma carreira mais condicionada, pelo facto de assumir o papel de esposa e mãe, a mulher conta com esse suporte e apoio do marido, para que nada falte. Por outro lado, aprecia a ideia de “ter casado bem”, como se fosse este também um ponto de honra."

 

Joana Bento Rodrigues: A Mulher, o feminismo e a lei da paridade

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Os Verdadeiros Artistas

por josé simões, em 17.02.19

 

ps.jpg

 

 

Chegado em 2015 à política no Governo da "Geringonça" pela mão de António Costa, pergunta Augusto Santos Silva na convenção europeia do PS "como podem [a direita] falar de futuro com as caras do passado?" . O "futuro" na pele de Pedro Marques, candidato escolhido por António Costa "para levar mensagem de Centeno", presidente do Eurogrupo, que cativou o investimento público que Pedro Marques ministro devia incentivar. Remata o neófito Santos Silva "os adversários às europeias "facilitaram muito a vida" ao PS", do ponto de vista de ninguém sair de casa para fazer uma cruz à frente do pregoeiro do presidente Eurogrupo, da austeridade a rodos e da divisão da Europa entre países do norte e países do sul, entre as formiguinhas e as cigarras, do ressurgimento dos fascismos, da xenofobia e do anti-semitismo.

 

Não é por falta de aviso, nem por falta de compreensão desta temática, que António Costa não sabe da importância crucial que estas europeias vão ter para o futuro da Europa, do Estado social e dos direitos humanos...

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 12.02.19

 

clown (1).jpg

 

 

A Venezuela não é um país com fome.

 

Há mais de dez milhões de imigrantes a chegar à Venezuela, todos os anos.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 30.01.19

 

Bing Crosby as a clown for the St. John's Hospital benefit.jpg

 

 

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República em 2019, está decidido a vetar uma Lei de Bases da Saúde aprovada à esquerda, só com os votos do PS, do PCP e do BE, a mesma esquerda que sozinha no Parlamento aprovou a criação do Serviço Nacional de Saúde, com os votos contra da direita - PPD e CDS e de Marcelo Rebelo de Sousa deputado em 1979.

 

[Imagem "Bing Crosby as a clown for the St. John's Hospital benefit", autor desconhecido]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 23.01.19

 

clown.jpg

 

 

"Presidente da República designa João Miguel Tavares Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho"

 

O Presidente da República designou hoje o Dr. João Miguel Tavares para presidir à comissão das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que este ano decorrerão em Portalegre e em Cabo Verde.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 20.01.19

 

Vintage-Circus-Clown-Posters.jpg

 

 

“You think of how he changed America, he inspired us to change through the legislative process, to become a more perfect union,” he said. “That’s exactly what President Trump is calling on the Congress to do, come to the table in a spirit of good faith.”

 

Mike Pence Compares Trump to Martin Luther King Jr. on eve of MLK Day: Both ‘Inspired Us to Change’

 

[Imagem]