Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| Relatório e Contas. Resumo da Semana

por josé simões, em 28.12.13

 

 

 

[Explicado aqui]

 

 

 

 

 

 

||| Quem diz mentiras vai parar ao Inferno

por josé simões, em 25.12.13

 

 

 

Dizia-se às crianças nos idos do Deus, Pátria e Família.

O Inferno é um local físico que existe e não está vazio, disse aqui há tempos Bento XVI, ainda antes de se reformar.

 

 

"Na recuperação do nosso país, ninguém pode ficar para trás"

 

"ninguém que esteve presente nos piores momentos da crise, com a sua coragem e o seu esforço, será deixado para trás nos anos de oportunidade que temos pela frente"

 

 

 

 

 

 

 

||| Blah-blah-blah e discursos que toda a gente gosta de ouvir

por josé simões, em 25.12.13

 

 

 

A Igreja fala e o povo ouve. Mesmo o povo que não ouve o que a Igreja fala. Leve ou não a sério o povo o que a Igreja fala, o povo que ouve e o povo que não ouve o que a Igreja fala. Minorar o sofrimento, necessário, na passagem pela vida terrena para ganhar o Reino dos Céus, upgrade, delegar competências na Igreja para minorar o sofrimento da austeridade, necessária, para ganhar o Reino dos Mercados. Blah-blah-blah e discursos que toda a gente gosta de ouvir. Ouça ou não ouça.

 

[Imagem "Arizona 1988" by Mary Ellen Mark]

 

 

 

 

 

 

||| Minimal, que os tempos não estão para grandes gastos

por josé simões, em 24.12.13

 

 

 

E em madeira, já que o Homem era carpinteiro [aprendi com a Última Cruzada do Indiana Jones].

 

Para todos os que aqui vêm, e para as suas famílias, um bom Natal.

 

[Na imagem "Minimal Nativity Set made of plain wooden blocks" by Emilie Voirin]

 

 

 

 

 

 

||| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 14.11.13

 

 

 

As cantinas das escolas abertas durante as férias escolares e mais um saco no dia das compras para a recolha da dona Jonet à porta do hiper. Os portugueses têm bom coração e são generosos, dizem, e no Natal em família não esquecem as outras famílias.

 

«Ricardo Salgado: "Os banqueiros vão passar um Natal complicado"»

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Natal é quando o Harrods quiser

por josé simões, em 06.11.13

 

 

 

Sinceramente não consigo ver nada de por aí além em Nicolás Maduro decretar o Natal na Venezuela em Novembro quando o Harrods em Londres já tem as montras feitas e um piso inteiro dedicado à época desde Agosto…

 

Preocupa-me mais, muito mais, que o fim da recessão seja anunciado pelo primeiro-ministro em 2012 numa festa no Pontal, Algarve, ou que “o momento do investimento” seja decretado pelo ministro das Finanças numa conferência de imprensa em Lisboa, 2013.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Sem querer ofender o 'camaleão do rock', Pedro Passos Coelho agora em modo David Bowie

por josé simões, em 29.12.12

 

 

 

O burlão que ocupa a cadeira de primeiro-ministro viu-se na necessidade de esclarecer que o major Pedro de O Pote Oddity, malgré a sua ambiguidade como Hunky Pedro, é exactíssimamente a mesma pessoa de The Man Who Sold Portugal e da 'trilogia de Berlim', produzida por frau Merkel, e apesar de fingir não perceber que The Rise and Fall of Passos Stradust vai descambar no caos e na anarquia punk social que se adivinha a seguir a dias de cão Diamond Dogs em 2013. É que a audiência começa a perceber que os Young Americans que o acompanham em digressão não são tão young quanto isso, já davam espectáculos no Chile em 1974. Pedro [in]Sane.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Cair em graça e ser engraçado

por josé simões, em 26.12.12

 

 

 

Ainda sou do tempo em que Pedro Passos Coelho, por oposição ao antecessor, era a next big thing da governação só porque tinha boa figura, uma óptima tonalidade de voz – à qual nunca subia os decibéis nem alterava o pitch, porque não usava teleponto, e nem sequer tinha uma coisa que aqueles que o incubaram descobriram agora ter: dificuldade de comunicação.

 

"Amigos" e "abraço". Sinto-me peganhento.

 

[Imagem de Anthony Burrill]

 

 

 

 

 

 

|| Patético

por josé simões, em 26.12.12

 

 

 

O briefing do posto de comando da Guerra do Ultramar.

 

E aquela bandeira nacional na lapela… oh Deus, a bandeira nacional… depois do trabalho que Luís Filipe Scolari, um brasileiro, teve para pôr um povo inteiro a amar o seu símbolo, da soberania da República, da independência, da unidade e integridade de Portugal, como reza a Constituição, vem um impostor, um português, e deita tudo a perder…

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| O dia seguinte

por josé simões, em 25.12.12

 

 

 

[Via]

 

 

 

 

 

 

|| Paz e amor, brother

por josé simões, em 24.12.12

 

 

|| O último Natal em liberdade

por josé simões, em 24.12.12

 

 

 

Boas Festas também para vocês.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Um conto de Natal ou o olhar c[l]ínico de uma criança

por josé simões, em 20.12.12

 

 

 

Estavam os 3 a montar um presépio, uma coisa antiga da/ na família com peças com mais de 50 anos, e eis senão quando se parte um pastor pelo pescoço. Diz o mais novo, 7 anos de idade, "deixa estar assim, faz de conta que foram os talibans".

 

[A história é verídica, aconteceu hoje, a imagem é daqui]