Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Registe-se

por josé simões, em 29.10.16

 

Ulaş & Merve.jpg

 

 

Que até o incompetente Nuno Crato, porque cego pelo radicalismo ideológico, abriu uma investigação à licenciatura de Miguel Relvas.


[Imagem]

 

 

 

 

Guardar

A República monárquica

por josé simões, em 28.10.16

 

 

 

Com toda a casta de Condes, Viscondes, Barões e Marqueses, por mérito ou por nomeação real, com a ética guardada no bolso detrás das calças do ministro.


"O doutor da mula ruça", vox pop.


Chefe de gabinete inventou dois cursos e o ministro da Educação segurou-o


[A imagem e o livro são meus]


Adenda: Foge cão que te fazem barão

 

 

 

 

Mais circo

por josé simões, em 14.09.16

 

circo.jpg

 

 

Depois do circo "Abertura do Ano Judicial" vem a a parolice da propaganda mais básica que dá pelo nome de "assinalar a abertura do ano escolar", todos os anos, desde que me lembro, com o primeiro-ministro e o ministro da Educação numa escola qualquer, com uma trupe de emplastros atrás, este ano com um Governo de esquerda, suportado no Parlamento pela esquerda, toda, a fazer exactamente o mesmo número de agit-prop dos governos da direita e dos governos da marcha do balão do "arco da governação" em anos passados, sem perceber que as pessoas querem é os problemas do dia-a-dia resolvidos e não arraiais montados para as televisões, sem perceber que as pessoas sabem perfeitamente se a escola abriu a tempo e horas e com os profs todos, faça o Governo a propaganda que fizer, faça a oposição o barulho que fizer, façam as televisões o que muito bem entenderem fazer consoante a agenda de quem lhes paga.


Podia também o Governo, de esquerda, suportado no Parlamento pela esquerda, toda, assinalar o início do campeonato nacional de futebol, com o secretário de Estado do Desporto num estádio qualquer da primeira divisão, o início da faina da sardinha, com o ministro do Mar a bordo de uma traineira, ou o início da campanha do trigo, com o ministro da Agricultura em cima duma ceifeira-debulhadora numa herdade qualquer no Alentejo, para ficarmos todos de barriguinha cheia que circo é espectáculo a que o comum dos cidadãos só acede por alturas do Natal, ou então podia o Governo, de esquerda, suportado no Parlamento pela esquerda, toda, pura e simplesmente acabar com isto e optar pela sobriedade e pela governação e pouparem-se ambos, primeiro-ministro e ministro da Educação, a espectáculos tristes. Podia mas não era a mesma coisa.


[Imagem]

 

 

 

Guardar

A 'Geringonça' começa a ganhar a causa

por josé simões, em 23.05.16

 

livro.jpg

 

 

Podemos ver isto de duas maneiras:


- Um bando de palermas, acoitados debaixo de uma bandeira e de uma sigla política, porque têm uma vaga lembrança de umas bocas ouvidas da boca dos mais velhos, resolve comparar Mário Nogueira da Fenprof a Estaline, demonstrando desta forma a sua ignorância e a sua falta de cultura porque, se soubessem um mínimo dos mínimos sobre a história da Europa do século XX e sobre quem foi o 'Pai dos Povos', nem sequer pensavam duas vezes antes de chamar Estaline a alguém, não chamavam, ponto final. Os infantes da direita radical, escudeiros do estudioso de Salazar, têm dois defeitos: são burros e não querem aprender.


- Um bando de palermas, acoitados debaixo de uma bandeira e de uma sigla política, resolve comparar Mário Nogueira da Fenprof a Estaline, demonstrando desta forma que a direita radical começa a perder o debate 'escola pública/ ensino privado', pelo recurso à 'Lei de Godwin' na vertente direita: "À medida em que cresce uma discussão, a probabilidade de surgir uma comparação envolvendo Estaline ou o estalinismo aproxima-se de 1 (100%)".


Fica à vossa consideração, sendo que eu opto pelas duas.


[A imagem é minha]

 

 

 

 

||| Conta-me como foi

por josé simões, em 10.05.16

 

hugo barros.jpg

 

 

Ainda sou do tempo dos deputados do PSD na rotunda do Marquês de Pombal a aplaudir efusivamente a manif da Fenprof encabeçada por Mário Nogueira. Era o tempo em que dava jeito ao "sentido de Estado" e à "responsabilidade" do PSD que o Comissário Nogueira pusesse e dispusesse no Ministério da Educação, em defesa dos professores e da escola pública.


[Imagem]

 

 

 

 

||| Realidade paralela

por josé simões, em 10.05.16

 

crato-passos-coelho.jpg

 

 

Ah e tal, nada de mal-entendidos, quem tem cu tem medo, nada de segundas intenções à roda de negócios e negociatas, que isso é com os contratos de associação do bloco central de interesses, era de Mário Nogueira e dos comunistas da Fenprof que se falava. Desconhecendo, na realidade paralela onde habitam, que quatro anos de Nuno Crato fizeram mais pela reabilitação do Comissário Nogueira aos olhos da opinião pública, das famílias, dos pais e encarregados de educação, dos professores, não necessariamente por esta ordem, que o tempo que tudo cura e o depois de mim virá quem de mim bom fará.

 

 

 

 

||| Refém

por josé simões, em 08.04.16

 

iranhostages.jpg

 

 

"António Costa pede desculpa aos cronistas do Público"


[Imagem]

 

 

 

 

||| Por um par de cornos levou Manuel Pinho um pontapé no traseiro

por josé simões, em 07.04.16

 

manuel-pinho-cornos.jpg

 

 

«O ministro da Cultura, João Soares, ameaçou na manhã desta quinta-feira dar "bofetadas" aos colunistas Augusto M. Seabra e Vasco Pulido Valente na sequência de um artigo de opinião de Seabra que critica os seus primeiros quatro meses de governação. Para Augusto M. Seabra, a ameaça de João Soares "é inqualificável" por parte de um membro de um "governo democrático", e Pulido Valente diz: "Fico à espera, para me dar as bofetadas".»

 

 

 

 

||| E não se fala mais nisso

por josé simões, em 06.06.15

 

nuno-crato.jpg

 

 

Não disse que a incompetência do ministro, aliada ao fanatismo ideológico, custaram ao erário público, que é como quem diz aos bolsos dos contribuintes, 50 mil euros, sem contabilizar os prejuízos causados aos alunos, com reflexos no rendimento e aproveitamento escolar, às famílias e aos professores, a juntar à instabilidade familiar e aos desarranjos vários. Recolheu a língua de palmo e meio da "meritocracia" e da "competência" que tinha sempre de fora e bem esticada nos programas de televisão onde era paineleiro-comentadeiro. Diz que «o Governo pagou um "preço político" elevado pelas falhas na chamada Bolsa de Contratação de Escola», não sabemos, só o saberemos lá para finais de Setembro princípios de Outubro, joga com a cumplicidade do Presidente de facção e com a fraca memória na política e nos políticos. Ele, responsável máximo, não pagou. Continua em funções como se nada de especial tivesse acontecido, fez auto-crítica como nos idos do maoísmo e não se fala mais nisso.


[Nuno Crato na imagem]

 

 

 

||| O 'Eduquês' em Discurso Directo

por josé simões, em 26.05.15

 

Nuno Crato.jpg

 

 

«Alunos sem aulas para professores classificarem exames


Os docentes que estão a corrigir os exames do 4.º e 6.º ano são dispensados de dar aulas por dois dias.»

 

 

 

 

||| Até no Twitter a mentira jorra

por josé simões, em 29.01.15

 

twitter psd.png

 

 

Conta Twitter do PPD/ PSD

 

 

 

 

||| O incompetente a sacudir a água do pacote

por josé simões, em 27.01.15

 

einstein.jpg

 

 

E nunca mais ninguém se lembra da "incorrecta transcrição de um algoritmo matemático" na não colocação dos profs, nos transtornos nas suas vidas, nas vidas das suas famílias, no rendimento e aproveitamento escolar dos alunos, nos transtornos na vida dos alunos e na vida das famílias deles.


"20 erros ortográficos numa frase" só se for numa daquelas frases, tipo  José Saramago, sem vírgulas e do tamanho de duas páginas e meia dum livro.

 

 

 

 

||| Não sacudir a água do pacote

por josé simões, em 23.10.14

 

sakanoue.png

 

 

O puto, Escola Secundária de Bocage, tinha prof de Geografia. Depois o camarada Crato enfrentou o problema, pegou o touro de caras e não de cernelha, não «sacudiu a àgua do pacote» [a partir do minuo 00:50] e o prof foi para a Bela Vista e o puto agora tem feriado. Parabéns pois aos da Secundária da Bela Vista, e a Pedro Passos Coelho por não se enganar nas escolhas que faz para ministros.


[Imagem]

 

 

 

 

||| Ainda goza com a cara dos cidadãos

por josé simões, em 20.10.14

 

screen-shot-Nicolas-Consuegra.png

 

 

A maior rebaldaria na educação de que há memória desde os idos do PREC é «"grande sentido de responsabilidade" demonstrado pelo ministro da Educação, "ao querer assumir e corrigir" o problema, em vez de "sacudir a água do capote"».


Regista-se a hombridade de um incompetente em querer resolver um problema que inventou para um sítio onde ele não existia.


Só já faltam as passagens administrativas no final do ano para compensar a falta de professores ou a pouca matéria dada. "Só significa que acertei quando o escolhi para ministro da Educação".


[Imagem]

 

 

 

 

||| Prioridades

por josé simões, em 27.02.14

 

 

 

Ainda sou do tempo de Paulo Portas andar em tournée pela noite e madrugada de Lisboa, na busca do "templo perdido" com dignidade suficiente para acolher a dignidade da sua pessoa de vice-primeiro-ministro, nem que para isso fosse necessário desalojar o Arquivo Histórico do Ministério da Educação «que para ali fora transferido há um ano, após um avultado investimento».

 

«O Ministério da Educação informou que é impossível avançar com obras numa das mais degradadas escolas do país, a secundária de Mirandela, no distrito de Bragança, devido às actuais restrições orçamentais.»

 

 

«Escola sem verbas para remover amianto»

 

 

[Imagem]