Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Agora por falar em "maioria absoluta"

por josé simões, em 03.08.19

 

presentandcorrect.jpg

 

 

Uma semana passada e o expert em agit-prop empossado ministro da Administração Interna continua a fingir não perceber o que [lhe] está a acontecer e a atribuir culpas à imprensa.

 

Golas? Tudo não passou de “uma polémica lançada por uma notícia falsa”, diz Cabrita

 

[Imagem]

 

 

 

 

Um pantomineiro na Administração Interna

por josé simões, em 26.07.19

 

David Black.jpg

 

 

António Costa, "o maravilhoso", "o optimista nato", "o fazedor de impossíveis", "o construtor de pontes", "o coise" assombrado pelos mortos de 2017 e com as eleições no horizonte de 2019, optou por um profissional da propaganda para o Ministério da Administração Interna sem perceber que tantos anos depois do 25 de Abril de 1974, quase tantos quantos o que António Costa, "o maravilhoso", "o optimista nato", "o fazedor de impossíveis", "o construtor de pontes", "o coise" leva de vida política, as pessoas não querem ver os cargos ocupados por marabalistas e chutadores para canto profissionais mas por competentes e profissionais que sabem dar a cara e assumir responsabilidades na hora e dizer "pedimos desculpa, metemos os pés pelas mãos, vamos de imediato corrigir e não se torna a repetir nunca mais, pelo menos enquanto eu [ele] ocupar este cargo". Se António Costa não percebe isto não percebe nada. Nem ele nem o ministro da propaganda a ainda viver no pior dos 80's da vida política nacional, só lhe falta um pin na lapela com a bandeira portuguesa. E alguém devia explicar a ambos o velho ditado português "quem brinca com o lume acorda mijado".

 

[Imagem]

 

 

 

 

Tem tudo para correr bem

por josé simões, em 10.04.18

 

in flames.png

 

 

Vimos todos nas televisões o ministro Eduardo Cabrita em acção de agit-prop numa aldeia do interior do país, daquelas que ainda não está deserta, só semi-deserta, povoada pelos que restam, os velhos, a propósito da criação do "oficial de segurança", alguém responsável por dar o alerta e coordenar a retirada da população para um ponto seguro, previamente definido, até que os bombeiros cheguem ou que o fogo passe.

 

Pergunta o jornalista de microfone esticado "então a senhora se houver fogo a sério traz mesmo a galinha?" e a resposta pronta, claro, tenho de a trazer, porque e tal e tal e tal. E assim ficam os velhos esquecidos do interior, excepto quando são visitados pelo ministro do interior com um cortejo de câmaras de televisão atrás, no interior da igreja ou da colectividade, capitaneados pelo menos velho, a morrer à espera de outro velho que já morreu a tentar salvar uma galinha, um porco, um cão, uma ovelha, um gato ou o periquito na gaiola, a única companhia que lhes resta. Tem tudo para correr bem.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

||| Uma embrulhada

por josé simões, em 14.12.13

 

 

 

E eis senão quando somos remetidos para o passado dia 21 de Novembro e as perguntas voltam a ser pertinentes:

 

- Houve um pauzinho na engrenagem da hierarquia de comando?

 

- As ordens do ministro não foram acatas pelo comando; as ordens do comando não foram acatadas pelo comando no terreno; os operacionais no terreno recusaram cumprir as ordens do comando?

 

- O ministro Miguel Macedo, sentindo-se desautorizado e sem o controlo da situação, apresentou o pedido de demissão e viu-o recusado pelo primeiro-ministro?

 

- A face do ministro, desautorizado e menorizado, foi salva por um comandante, "voluntário" para ser imolado?

 

- Era necessário mudar alguma coisa para que tudo ficasse na mesma, daí o aparente contra-senso da  substituição do comandante pelo comandante das forças no terreno?

 

- As contrapartidas para o acto de "voluntarismo heróico" do comandante começam agora a ser conhecidas?

 

«Paulo Valente Gomes, exonerado após a polémica da manifestação dos polícias na escadaria do Parlamento, vai ser oficial de ligação na embaixada em França. Irá ganhar 12 mil euros por mês, o triplo do que auferia como director da PSP»

 

A novidade é um Governo de direita embrulhado com a lei e com a ordem, a juntar às embrulhadas em que esta maioria PSD/ CDS-PP é pródiga. Imagem de marca.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

||| A sério?!

por josé simões, em 22.11.13

 

 

 

«Quem tem por missão fazê-las respeitar não pode dar o exemplo de as violar»

 

«num Estado de Direito há regras que devem ser observadas e limites que não podem ser ultrapassados»

 

 

A sério?! Miguel Macedo é ministro da Administração Interna deste Governo, desta maioria que, desde o dia da tomada de posse mais não fez do que violar as regras e ultrapassar os limites, desde os sucessivos Orçamentos do Estado até ao contrato social, ignorando que tem por missão fazê-las respeitar e dar o exemplo, ou foi só ali comprar cigarros e chegou agora?

 

[Imagem de LambertoTeotino]

 

 

 

 

 

 

|| A pergunta que nenhum deputado soube fazer

por josé simões, em 15.10.13

 

 

 

Miguel Macedo acabadinho de chegar de Marte que não sabe o que foi o 25 de Abril de 1974 nem o significado que a data matém 40 anos passados nem nunca ouviu falar em "margem sul" nem em "cintura industrial" nem em "De pé, ó vítimas da fome! De pé, famélicos da terra!" nem percebe nada de simbolismos e para quem "a ponte é uma passagem" e nunca uma ligação.

 

Miguel Macedo que nem sequer é ministro deste Governo, o tal, o que ressuscitou a luta de classes em Portugal:

 

"Será por acaso que em 39 anos de democracia nunca houve uma manifestação convocada para o tabuleiro da Ponte 25 de Abril?"

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Dirty Macedo

por josé simões, em 28.02.13

 

 

 

O ministro Miguel Macedo, habituado que está a ver Clint Eastwood, com 80 anos, a perseguir e dar caça à bandidagem, pensou para com os seus botões, "se ele aguenta eles também aguentam. Ai aguentam, aguentam" e, vai daí, decide aumentar a idade com que os profissionais da PSP e GNR podem passar à reserva ou pré-aposentação dos 55 para 57 ou 58 anos.

 

Paulo Portas, que já não anda a passear Correios da Manha [não, não há engano, é mesmo sem til] debaixo do braço pelas feiras e mercados, fica-se perante o descalabro que se adivinha na manutenção da ordem pública e no combate à criminalidade.

 

 

 

 

 

 

|| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 18.11.12

 

 

 

«estava a utilizar um tom irónico em resposta a uma pergunta»

 

[Imagem Slava’s Snowshow, Royal Festival Hall, London by Mick Tsikas]

 

 

 

 

 

 

|| Conselho de Coordenação da Coligação

por josé simões, em 17.11.12

 

 

 

"Lamento que não tenha sido possível da parte do senhor ministro da Administração Interna uma declaração mais esclarecedora quanto à intervenção do Governo", disse.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Nineteen Eighty-Four

por josé simões, em 25.10.12

 

 

 

E do que é que o PSD e Paulo Portas estão à espera para impor um Patriot Act contra as indignadas e famélicas vítimas da austeridade?

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Uma história de formigas

por josé simões, em 24.09.12

 

 

 

|| Universitário de Verão [Capítulo II]

por josé simões, em 23.09.12

 

 

 

Povo de quase um milhão de desempregados malandros e calaceiros, levantai o rabo do sofá e ide trabalhar. Da boca para fora de uma cigarra-jota que até consegue abdicar dos direitos a que tem direito. Que falta de respeito.

 

Ver "Universitário de Verão", Capítulo I.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| É uma chatice a democratização e a massificação do telemóvel que filma

por josé simões, em 03.04.12

 

 

 

O ministro Miguel Macedo que, mais rápido que a própria sombra, apareceu nas televisões a comentar as imagens, devidamente encomendadas e trabalhadas, da carga policial, recebeu ontem o relatório do processo de averiguações aos incidentes e, estoicamente, conteve-se a aparecer triunfante nas aberturas dos telejornais, para estar amanhã no Parlamento e a pedido.

 

Se pedirmos, educadamente, talvez comente o relatório à actuação provocatória dos infiltrados da polícia na escadaria da Assembleia da República, e as agressões, da parte de polícias à paisana, a cidadãos na Calçada da Estrela durante a greve geral de Novembro.

 

[Imagem de David Delahunty, via]

 

[Na íntegra o vídeo da carga policial no Chiado]

 

 

 

 

 

 

|| Ouvido no elevador

por josé simões, em 23.12.11

 

 

 

Diz que a China Three Gorges vai montar uma câmara de vídeo vigilância em cada candeeiro de rua e assim poupar trabalho, e dinheiro, ao ministro Miguel Macedo.

 

[Imagem]           

 

 

 

 

 

 

|| A Stasi laranja

por josé simões, em 08.12.11