Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

"Para serem mais honestos do que eu tinham que nascer duas vezes” *

por josé simões, em 15.07.20

 

publico (3).jpg

 

 

Os portugueses podem confiar no Banco Espírito Santo dado que as folgas de capital são mais do que suficientes para cobrir a exposição do banco à parte não financeira mesmo na situação mais adversa.

 

* "Mas há uma coisa que eu vos quero dizer", Cavaco Silva em 23 de Dezembro de 2010.

 

 

 

 

||| Miguel Frasquilho, O Bipolar

por josé simões, em 26.02.14

 

 

 

Primeiro falou Miguel, o Frasquilho do Banco Espírito Santo, Depois falou Frasquilho, o Miguel do Partido Social Democrata.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

||| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 11.11.13

 

 

 

 "Se o Governo falhar, é o projecto europeu que fica em risco"

 

Mas dando de barato que o falhanço do Governo 'mais além do que a troika' implica o falhanço do projecto europeu, deste projecto europeu do direito do mais forte à liberdade, então que falhe. Viva!

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

|| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 15.03.13

 

 

|| Religião e impostos

por josé simões, em 26.11.12

 

 

 

Como nas pequenas-grandes coisas do dia-a-dia, em que sabem que fazem mal, sabem que vão fazer mal, sabem que vão causar prejuízo a terceiros e ainda assim persistem na acção porque com uma ida à igreja e com um sacramento do perdão, perante um padre ou um bispo, limpam a consciência, ficam de bem com Deus e [re]ganham o Reino dos Céus; da Direita no poder, temente a Deus e obediente ao Papa, o princípio da confissão em modo "declaração de voto": 18 Pais-nosso e 18 Ave-marias e estamos [estão] prontos para outra.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

 

 

Não conseguir estar calado...

por josé simões, em 27.12.06

Miguel Frasquilho do PSD saiu para a rua a gritar “Aqui D’El Rei!” que entre os 25 da União Europeia, Portugal ocupa o 18º lugar atrás da Eslovénia e da Republica Checa.

 

Mas não era um dado adquirido, derrubado que foi o Muro de Berlim que, era só uma questão de tempo até isto suceder?

Precisamente o tempo que levou até estes países aderirem à União.

 

Descontando a parte em que Miguel Frasquilho já era deputado pelo PSD na bancada de Durão Barroso e nunca tinha tido a capacidade (leia-se conveniência politica) para discernir o que toda a gente estava a ver que ia acontecer, não sabia que o nível educacional e profissional dos países do leste Europeu era muito superior ao nosso?

 

Tivemos os ameaços quando fomos invadidos por trabalhadores da construção civil, motoristas, jardineiros e todo o tipo de mão-de-obra não especializada vinda do leste europeu, portadora de diplomas que, incluíam médicos, engenheiros, arquitectos, etc., etc. Mas Frasquilho e o Governo PSD da altura não quiseram saber…

 

O problema de Frasquilho é ter de mostrar que a oposição existe, mas ao abrir a boca e reclamar contra o nosso 18º lugar, estar involuntariamente dar razão a Sócrates com a sua aposta na formação e na tecnologia, que é precisamente o que nos separa dos novos membros.