Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Barco negro *

por josé simões, em 03.12.21

 

HENRY NICHOLLS-REUTERS.jpg

 

 

[Link na imagem *]

 

 

 

 

Waiting for the sun

por josé simões, em 27.11.21

 

Jose Luis Gonzalez - Reuters.jpg

 

 

A migrant looks at a National Guard member as she and others queue to get on buses after accepting an offer from the Mexican government to obtain humanitarian visas to transit the Mexican territory, in Tapachula, Mexico November 25, 2021. Reuters/ Jose Luis Gonzalez

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Waiting for the sun

por josé simões, em 24.11.21

 

Leonid Shcheglov.jpg

 

 

A man sits outside a tent as other migrants gather at the Belarus-Poland border near Grodno, Belarus. About 15,000 Polish troops have joined riot police and guards at the border. The Belarusian Defense Ministry accused Poland of an "unprecedented" military buildup there, saying that migration control did not warrant such a force. Leonid Shcheglov/ BelTA/ AP Photo.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

The promised land

por josé simões, em 16.11.21

 

Oksana Manchuk-BelTA-Handout.jpg

 

 

Migrants gather on the Belarusian-Polish border in an attempt to cross it at the Bruzgi-Kuznica Bialostocka border crossing, Belarus November 15, 2021. Oksana Manchuk/ BelTA/ Handout

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

The Promised Land

por josé simões, em 10.11.21

 

reuters.jpg

 

 

Hundreds of migrants camp at the Belarus side of the border with Poland near Kuznica Bialostocka, Poland, in this photograph released by the Polish Defence Ministry, November 10. MON/ Handout via REUTERS

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

The promised land

por josé simões, em 28.10.21

 

Haitian Migrants in Del Río - Agence France-Press

 

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Waiting for the sun

por josé simões, em 27.10.21

 

Daniel Becerril-Reuters.jpg

 

 

A migrant bathes in a river before continuing the journey walking in a caravan of migrants from Central America and Haiti heading Mexico City to apply for asylum and refugee status, in Huixtla, Mexico. Reuters/ Daniel Becerril

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

The Promised Land

por josé simões, em 24.10.21

 

AP Photo - Valeria Mongelli.jpeg

 

 

Migrants who were aboard a precarious rubber boat grab a centifloat as they are rescued by a team from the Sea Watch-3, about 35 miles offshore from Libya, in Libyan SAR zone, Monday, Oct. 18, 2021. AP Photo/ Valeria Mongelli

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

The Promised Land

por josé simões, em 29.09.21

 

John Moore-Getty.jpg

 

 

Haitian migrants cross the Rio Grande back into Mexico from Del Rio, Texas, on September 20, 2021

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

The Promised Land

por josé simões, em 18.09.21

 

1.jpeg

 

 

2.jpeg

 

 

3.jpeg

 

 

4.jpeg

 

 

5.jpeg

 

 

Rising numbers of migrants risk lives crossing Darien Gap

 

[Link nas imagens]

 

 

 

 

Vai para a tua terra!

por josé simões, em 09.09.21

 

DEXPRESS.jpg

 

 

"Os migrantes serão devolvidos a França", grita o conservador Daily-com-um-cruzado-no-meio-Express na primeira página que celebra a "history maker!" britânica Emma Raducanu, nascida no Canadá, filha de pai romeno e mãe chinesa, só aterrada em Londres com dois anos de idade.

 

 

 

 

The Promised Land

por josé simões, em 07.09.21

 

Jose Torres-Reuters.jpg

 

 

A migrant woman carries her baby as members of the National Guard block the street during an operation to dissolve a caravan of migrants and asylum seekers from Central America and the Caribbean as they try to make their way to the U.S., in Huixtla, Chiapas, Mexico. Reuters/ Jose Torres.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Tão jeitosos que os migrantes são para enfeitar discursos de ocasião

por josé simões, em 02.09.21

 

talho halal.jpg

 

 

Com excepção do Chaga onde a coisa é feita pela negativa, pela exclusão e pelo estigma, o que surpreende nas candidaturas autárquicas da margem sul é a total ausência de comunicação e de propostas para captar as comunidades migrantes para a cousa pública, comunidades que em algumas zonas já são maioritárias. Quem passe um tempos no Seixal, Laranjeiro e Almada apercebe-se da diversidade cultural e civilizacional que faz o Martim Moniz em Lisboa parecer uma Disneylândia. Brasil, África não PALOP, Paquistão, Sri Lanka, Índia, Moldávia, Ucrânia, China etc, etc. No Laranjeiro, por exemplo, há ruas inteiras com vivência[s] de uma só comunidade onde o transeunte que dá nas vistas ao passar, o diferente é o português caucasiano. Desde barbeiros, cabeleireiros, mercearias, churrascarias e talhos halal, frutarias, lojas de roupa, lojas de utilidades várias, pequeno comércio. Um bazar dentro da qasbah. Um mundo. Um mundo que passa ao lado das candidaturas autárquicas que não se inibem de encher a boca com "integração".

 

[Imagen encontrada no Google Maps]

 

 

 

 

The promised land

por josé simões, em 02.08.21

 

1 Santi Palacios.jpg

 

 

2 Santi Palacios.jpg

 

 

3 Santi Palacios.jpg

 

 

4 Santi Palacios.jpg

 

 

[Link nas imagens]

 

 

 

 

Homem da Boca Fechada *

por josé simões, em 02.07.21

 

1.jpg

 

 

2.jpg

 

 

3.jpg

 

 

Undocumented migrants on hunger strike for status in Belgium

 

[Link nas Imagens]

 

* Título do post roubado