Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Silly season my ass!

por josé simões, em 20.08.18

 

gesto (1).jpg

 

 

A direita radical finge não perceber a diferença entre liberdade de expressão e dar palco, principalmente quando o dar palco permite às "tropas SA", do género Marine Le Pen, dizerem em público aquilo que a direita radical só se atreve a pensar em privado mas que tem o condão de causar o "choque e pavor" nas massas, elas não matam mas moem, e que permite a aceitação de medidas cerceadoras dos direitos e garantias, em nome da segurança e da liberdade, uma vez a direita radical chegada ao poder. Silly season my ass!

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Evolução na continuidade

por josé simões, em 08.05.17

 

LEF.jpg

 

 

A 'primavera Macronista' que vai adiar por mais 5 anos uma vitória da candidata da Frente Nacional, por 'culpa de Mélenchon', dele e de todos aqueles que nos últimos 30 anos, sem nunca terem ocupado cargos de poder ou lugares na governação, andam a avisar do caminho que vai inevitavelmente levar ao descalabro do sistema político-partidário, tal e qual o conhecemos, da França e da Europa.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

 

A direita portuguesa a gostar dela própria

por josé simões, em 05.05.17

 

Marine Le Pen 2013.jpg

 

 

Vota Alberto Gonçalves

 

 

 

 

 

Perder uma boa oportunidade de ficar calado

por josé simões, em 02.05.17

 

mickey mouse.jpg

 

A direita radical lusitana, militante e engagé em campanhas eleitorais em solo pátrio por Sarkozy, Rajoy, Berlusconi, sim Berlusconi, e Orbán como se de candidatos a Belém ou S. Bento se tratassem e que, desde o primeiro minuto do fecho das urnas na primeira volta das presidenciais francesas, andou num frenesim pela net a colar Mélenchon a Marine Le Pen para desviar as atenções do fiasco que foi a candidatura de Fillon, em que se empenharam a fundo como se de um candidato a Belém se tratasse, ao mesmo tempo que colocavam a esquerda mais à esquerda no mesmo saco do "totalitarismo mau" [já que o "totalitarismo bom" é sempre mesmo bom] acaba a ver a candidata com a "visão errada da economia", e só da economia, plagiar o discurso de François Fillon, uma espécie de Margaret Hilda Thatcher franciu de calças e fora de tempo, que ia pôr a França nos eixos, e por quem fizeram campanha eleitoral activa como se de um candidato a Belém se tratasse. Vamos todos repetir que Marine Le Pen plagiou um discurso de François Fillon até a direita radical perceber a oportunidade que perdeu em ficar calada e que se apanha mais depressa um mentiroso que um coxo e que um gato escondido com o rabo de fora e outras coisas assim em que a sabedoria popular é fértil.

 

 

 

 

 

E é por isso que o Pinochet foi um gajo porreiro

por josé simões, em 28.04.17

 

ChicagoBoys.jpg

 

 

Quem, nestes últimos dias de ressaca europeia às eleições francesas, passe pelo Twitter, pelo Facebook, pelos ainda blogues tradicionais e pelo blogue de tiragem nacional que dá pelo nome de Observador e ler cronistas, comentadores, opinion makers, apoiantes e militantes, dissimulados, envergonhados, descarados, anónimos ou figuras públicas da direita - do 'sentido de Estado' e da marcha do 'arco da governação', mais do que constatar aprende que o problema, o grande problema de uma vitória de Marine Le Pen é a economia, o regresso do proteccionismo, a reposição das barreiras alfandegárias, o encerramento das fronteiras e o travão à globalização. Fora isso tudo bem. E é por isso que Pinochet foi um gajo porreiro.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

O fim da globalização não vai ser uma coisa bonita de se ver

por josé simões, em 11.01.17

 

decay.jpg

 

 

Le Pen imita Trump e ameaça fábricas de marcas francesas no estrangeiro


[Imagem]

 

 

 

 

||| Em standby

por josé simões, em 13.12.15

 

marine le pen by andre carrilho.png

 

 

[Via]

 

 

 

 

||| Nem choque nem pavor

por josé simões, em 07.12.15

 

lefigaro.jpg

 

 

humanite.jpg

 

 

Se "a França está em choque com o resultado das eleições" quer dizer que a França não votou na Frente Nacional e que Marine Le Pen não ganhou a primeira volta das regionais?

 

 

 

 

 

||| De menos mal em menos mal até ao descalabro total e final

por josé simões, em 23.03.15

 

libé.jpg

 

 

Hoje é o dia em que os socialistas descentes Gerhard Fritz Kurt Schröder e Anthony Charles Lynton Blair festejam a derrota da Frente Nacional de Marine Le Pen com um menos mal que ganhou a direita responsável e do "sentido de Estado", a direita de Nicolas Paul Stéphane Sarközy a quem Manuel Valls ainda não conseguiu roubar bandeiras suficientes que lhe permitam ganhar eleições.

 

 

 

 

||| Faz todo o sentido

por josé simões, em 09.01.15

 

sardinhas cardume.jpg

 

 

Reintroduzir a pena de morte a propósito de alguém que está disposto a, com um colete de bombas à cintura, se explodir num autocarro, num café, num banco, numa instituição pública qualquer e levar consigo dezenas de inocentes;

reintroduzir a pena de morte a propósito de alguém que, barricado num pavilhão dum parque industrial e depois de ter executado 12 inocentes em nome de Alá, sai a disparar contra a polícia, enquanto grita "Alluah Akbar" porque tem no paraíso 70 virgens à espera. Faz todo o sentido e é mais uma prova de que a turba é acéfala e irracional, ao contrário do cardume de sardinhas que, no oceano, se fecha em movimentos aleatórios para iludir o predador.


[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

||| Fascismo por fascismo...

por josé simões, em 26.10.14

 

 

 

«A local councillor representing Marine Le Pen’s far-right party, the Front National, has announced he has converted to Islam – and has urged fellow party members to do the same.


Maxence Buttey says there are a lot of similarities between Islam and the Front National»

 

 

 

 

||| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 27.05.14

 

 

 

A primeira página do Libération

 

[Via]

 

 

 

 

 

 

||| O ovo da serpente

por josé simões, em 17.04.14

 

 

||| O mundo gira

por josé simões, em 30.03.14

 

 

||| 70 anos depois de Varsóvia e Theresienstadt

por josé simões, em 26.03.14

 

 

 

É só uma questão de tempo até a tirada de Himmler "A luta anti-semita é só uma luta contra parasitas. Livrar-se dos piolhos não é uma questão ideológica. É simplesmente uma questão de limpeza" ser recuperada, devidamente actualizada para incluir os "pretos" ou os "árabes" [o alvo de eleição da Frente] ou tudo o que der jeito e couber dentro da ideologia do mal. Para já começa assim: "no escolarizar a sus hijos, no pagarles el médico, ni darles ayudas sociales", lanzando "una señal que diga que no tenemos nada que ofrecerles".

 

[Imagem]