Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Ele há com cada coincidência...

por josé simões, em 27.09.18

 

Pixy Liao.jpg

 

 

A um ano das eleições legislativas uma "centro-campista", "distribuidora de jogo da direita radical na comunicação social, ex deputada do CDS de Paulo Portas, regressa aos ecrãs com um "espaço de análise e comentário" no telejornal com maior audiência na televisão do militante n.º 1. Ele há com cada coincidência...

 

Manuela Moura Guedes vai voltar ao pequeno ecrã com um espaço de comentário no Jornal da Noite da SIC, a partir do próximo dia 8 de outubro

 

[Imagem]

 

 

 

 

O manhoso do Sócras controlava a comunicação social

por josé simões, em 10.05.18

 

balsemao-marques-mendes-pires-de-lima.jpg

 

 

O controlo dos media segundo o sempre adiado Pulitzer Prize Manuela Moura Guedes.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Queres que cuspa ou que engula?

por josé simões, em 09.05.18

 

Saul Leiter, Soames, c. 1960.jpeg

 

 

A impoluta, ícone do jornalismo de investigação, bandeira da liberdade de imprensa contra o totalitarismo socialista-socratista, e sempre adiado Pulitzer Prize, na televisão do militante n.º 1, por ter sido despedida pelo Sócras, precisamente quando andava a investigar Paulo Portas e os submarinos, Luís Nobre Guedes e o caso Portucale, Telmo Correia e o Casino Lisboa e a Estoril-Sol, tudo doutores do partido pelo qual foi deputada à Assembleia da República, tudo casos de governação anterior aos governos de José Sócrates ao qual dedicou especial afinco. Ele há coincidências e ao mesmo tempo azares do caralho!

 

[Imagem]

 

Adenda: Marinho Pinto versus Manuela Moura Guedes

 

 

 

 

||| Fim-de-semana

por josé simões, em 20.09.15

 

Foram Cardos, Foram Prosas ~ Manuela Moura Guedes.

 

 

Este fim-de-semana foi assim.


Foram Cardos, Foram Prosas ~ Manuela Moura Guedes


[7" vinyl]

 

 

 

 

|| Espelho meu, espelho meu…

por josé simões, em 26.08.10

 

 

 

 

 

«Eles gostam é de fazer títulos. (…)  auto-apelidam-se de jornalismo. É asqueroso.»

 

 

 

 

|| Qual foi a parte que eu não percebi?!

por josé simões, em 04.07.10

 

 

 

Quando José Sócrates mete processos em tribunal a jornalistas oh da guarda com a liberdade de imprensa e a liberdade de expressão e o caralho. Depois o Ministério Público manda arquivar o processo e o Ministério Público é bom é muito bom e a Justiça em Portugal ainda funciona. Mal mas funciona. Mas afinal parece que não funciona parece que o Ministério Público é subserviente ao poder socialista. E para aqui andamos a perder tempo com merdas destas…

 

 

 

 

|| Perguntar não ofende

por josé simões, em 27.10.09

 

 

 

A Segurança Social já deixou de fiscalizar as baixas fraudulentas, e os médicos coniventes com, ou isso é só para o anónimo desgraçadinho que tem que se virar de qualquer forma para tratar da vida porque o salário não chega?

 

E o que é que Paulo ‘Cruzado-contra-o-Rendimento-Social-de-Inserção’ Portas tem a dizer sobre a “doença” da sua ex-deputada?

 

(Na imagem Nurse by Angie Dickinson)

 

 

 

|| All about

por josé simões, em 06.09.09

 

 

 

Em All About Eve, a páginas tantas numa cena de discussão no interior de um teatro, o personagem Lloyd Richards interpretado por Hugh Marlowe, grita da plateia para cima do palco, na direcção de Bette Davis na pele de Margo Channing: “desde quando é que um corpo com uma voz pensa que é uma mente?”

 

Lembrei-me disto a propósito do affair Prisa-Manuela Moura Guedes-TVI.

 

 

 

|| O mundo ao contrário

por josé simões, em 05.09.09

 

 

 

Um primeiro-ministro é massacrado semanas a fio nos ecrãs da televisão por uma jornalista, ex-deputada por um partido, dirigido por um ex-jornalista director de um jornal que fez história a assassinar politicamente um ex-primeiro-ministro, actual Presidente da República, que se mostra preocupado pela liberdade de expressão poder ter sido posta em causa, sem que ninguém ache estranho esta quase perseguição, e sem que ninguém reconheça ao primeiro-ministro em exercício o direito à indignação.

 

Pode parecer confuso, mas é o mundo ao contrário.

 

(Na imagem The Viro Brothers)

 

 

 

|| … por falar em Manuela Moura Guedes (*)

por josé simões, em 04.09.09

 

 

 

Agora que já enterraram o Michael Jackson só fica a faltar o Lenine.

 

(*)

 

(Imagem Henri Robin and a Specter, 1863)

 

 

 

 

|| Pornografia em horário nobre e sem bolinha no canto do televisor

por josé simões, em 03.09.09

 

 

 

Como houve muita gente a não perceber, e outros tantos a fazerem-se desentendidos com o que aqui foi escrito, vou tentar ser mais explícito:

 

Com a saída de José Eduardo Moniz da TVI, a continuidade de Manuela Moura Guedes à frente do Jornal Nacional das sextas-feiras era uma questão de tempo.

 

Se eu fosse um adepto da teoria da conspiração diria que o timing certo era hoje: campanha eleitoral às portas, notícias de pressões do poder político sobre o poder económico, entrevista à própria Manuela Moura Guedes no Público. Ou era agora ou nunca.

 

Saiu com estrondo, deixou a suspeição no ar e deixou o caminho armadilhado a José Sócrates e ao PS. De mestre.

 

Mas isso era se eu fosse um adepto da teoria da conspiração.

 

Se não for pedir muito, podemos passar à Política e à Economia e ao País?

 

 

 

|| Jornalismo isento e independente (*)

por josé simões, em 03.09.09

 

 

 

Estranho. Muito estranho mesmo. De manhã entrevista no Público, depois de almoço demissão.

Até na hora da morte: contra Sócrates, marchar, marchar.

 

Adenda: Apesar de abominar aquela espécie de telejornal sempre defendi o «direito da TVI  a fazer o tipo de informação que faz e que muito bem entender fazer».

 

(*) Manuela Moura Guedes deputada pelo CDS