Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O estado do jornalismo no tugão

por josé simões, em 29.12.20

 

Ventriloquist.jpg

 

 

A quem se refere Manuel Carvalho no Público quando, em mais um artigo de opinião intitulado "Editorial", escreve "é claramente um candidato oportunista, que aproveita as prerrogativas da democracia para se promover"? Não, não é ao Ventas do Chaga, é ao Tino de Rans.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

O estado do jornalismo no tugão

por josé simões, em 18.11.20

 

naperon.jpg

 

No "É ou Não É", o programa semanal de debate que sucedeu ao "Prós e Contras" na televisão pública, e que há-de anteceder o "Tás Aqui Tás Ali", esta semana sobre a aliança entre o PSD e os ex-camaradas de partido do Chega para o governo dos Açores, Manuel Carvalho, director do Público, dois anos depois do relatório da Oxfam que dá conta que 1% da população ficou com 80% da riqueza mundial, diz que vê toda a gente preocupada com a distribuição da riqueza e ninguém preocupado com a sua criação. É o estado do jornalismo no tugão.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 16.06.20

 

clown (4).jpg

 

 

"Passos Coelho chamou para o cargo [governador do Banco de Portugal] Carlos Costa, um homem com um passado profissional longo e credível e um distanciamento da política notório [...]".

Manuel Carvalho, director do Público.