Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Resist

por josé simões, em 08.09.21

 

The Taliban fired shots into the air to disperse c

 

 

The Taliban fired shots into the air to disperse crowds who had gathered for a rally in the capital, the latest protest since the Taliban swept to power last month.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Hunger Games

por josé simões, em 13.04.21

 

1.jpg

 

 

A demonstrator confronts a police officer during a protest of restaurant and small business owners calling for their businesses to be allowed to reopen, despite no authorization for the demonstration by the government, in Rome, Italy, April 12, 2021.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Regresso à Idade Média

por josé simões, em 22.03.21

 

AQUI HAVIA UMA IMAGEM

 

Manifestação "contra a gestão da pandemia de covid-19 em Portugal e por uma maior liberdade individual e social", Rossio, Lisboa, 20 de Março de 2021.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

(You Gotta) Fight for Your Right (To Party!)

por josé simões, em 16.11.20

 

1.jpg

 

 

2.jpg

 

 

3.jpg

 

 

4.jpg

 

 

5.jpg

 

 

6.jpg

 

 

7.jpg

 

 

8.jpg

 

 

9.jpg

 

 

10.jpg

 

 

1.jpg

 

 

13.jpg

 

 

11.jpg

 

 

12.jpg

 

 

13.jpg

 

 

Manifestantes e polícia entram em confronto durante protesto no Peru contra a destituição do presidente Martín Vizcarra.

 

               Ernesto Benavides no Instagram.

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 01.09.20

 

fuck off 2.jpg

 

 

Ruy de Carvalho, depois de 40 anos a apoiar e a dar a cara por todos os líderes do PSD, desde Santana Lopes ao pantomineiro do pin, passando por Cavácuo [não é gralha], em Lisboa na manif dos agentes culturais para "brinde à ignorância da ministra".  Não ter a puta da vergonha na cara é isto.

A puta da vergonha não é de Ruy de Carvalho, a puta da vergonha é dos "agentes culturais", pela falta de memória e pela ignorância, manifesta no respeitinho é muito bonito ao mais velho, mesmo que o mais velho toda a vida tenha desempenhado o papel de Mephisto.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

"Se fossemos racistas de verdade"

por josé simões, em 03.08.20

 

 

 

De quem é que nós "fomos atrás" para a Alemanha, França, Inglaterra, Luxemburgo, África do Sul, Venezuela, Brasil, etc, etc, para não ficarmos cá "a morrer à fome"? é a pergunta a que a senhora devia responder.

 

Hoje, um grupo de pessoas dedicou-se a tentar provar que não há racismo em Portugal. O resultado é este.

 

 

 

 

"Preto do caralho"

por josé simões, em 29.07.20

 

kkk.jpg

 

 

"Preto do caralho". "Vai para a tua terra". "Volta para a senzala". "Vou violar a tua mãe". "Fui à tua mãe e àquelas pretas todas de merda". "Tenho armas do Ultramar em casa e vou-te matar"

 

Esta vai ser uma manifestação para cumprir o que prometemos: sempre que a esquerda sair à rua para dizer que Portugal é um país racista, nós sairemos à rua com o dobro da força para mostrar que Portugal não é racista. As ruas são da direita desde o aparecimento do Chega

André Ventura anuncia uma contramanifestação de direita contra uma manifestação contra o racismo.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Ceci est une pipe

por josé simões, em 04.07.20

 

Loïc Venance.jpg

 

 

A man smokes a pipe while wearing a face mask during a demonstration in Nantes, western France, on June 30, 2020

 

 

 

 

"a alma lusitana"

por josé simões, em 27.06.20

 

chega (2).jpg

 

 

image_2020-06-27_22-04-02.jpg

 

 

O palhaço é o da esquerda, na foto, e conseguiu dizer "a alma lusitana" num discurso, sem o Benny Hill Theme como banda sonora.

 

 

 

 

O espertalhão

por josé simões, em 18.06.20

 

hitler mickey (1).jpg

 

 

André Ventura não quer descer a Avenida da Liberdade com uma faixa onde se poderá ler "Portugal Não é Racista" coisíssima nenhuma.  André Ventura quer aproveitar o actual clima de revolta e indignação global, à boleia do "Black Lives Matter" e do assassinato de George Floyd, para gerar uma contra-manifestação, criar um caso que lhe dê uma oportunidade de ouro para se vitimar e vomitar as habituais enxurradas de ódio de que se alimenta, com as televisões todas em directo em cima do acontecimento. É tão simples quanto isto. Resta saber quem é que está disposto a fazer-lhe a vontade.

 

 

 

 

"Manifestações de esquerda"

por josé simões, em 08.06.20

 

 

 

"Qual será o critério para o Governo permitir ajuntamentos? Funerais, futebol, missas, discotecas, desporto em geral, não! Comícios e manifestações de esquerda, sim! Esperemos que o vírus entenda aquilo que mais ninguém consegue entender."

 

Qual será o critério de Rui Rio para meter uma manifestação contra o racismo no saco das "manifestações de esquerda"?

 

 

 

 

O protesto mainstream

por josé simões, em 07.06.20

 

manif racismo.jpg

 

 

Como Portugal não é um país racista e de racistas, como Portugal é um país sem incidentes racistas de relevo nas últimas décadas, nem sequer assassinatos movidos pelo ódio racial; como Portugal é um país com corpo de polícia exemplar e respeitador dos direitos dos cidadãos e sem elementos com ligações a partidos xenófobos e racistas, a maior manif de sempre em Portugal contra o racismo e a violência policial foi motivada pela morte de um 'amaricano' na América. Ou seja, algumas das bandeiras mais caras às facções "okupa", "anti-globalização", "anarka", "Extinction Rebellion", alguma esquerda radical, "eco-guerrilha" e ilhas adjacentes, com presença bem visível na manif, são definidas, desde terras do Tio Sam, pela agenda mediática das grandes corporações de media, que combatem com denodo e empenho, e que exportam conteúdos para as quatro partidas do mundo. Se a Naomi Klein não escreveu sobre isto era bem escrito...  

 

[Imagem]

 

 

 

 

#Covidiots

por josé simões, em 06.06.20

 

lisboa II.jpg

 

 

Na imagem a manif "contra o racismo e a intolerância em nome de Floyd". No Twitter e no Instagram há uma hastag específica para isto: é #Covidiots.

 

 

 

 

O PCP rem um plano delineado que lhe permite regressar à clandestinidade já amanhã se for caso disso

por josé simões, em 17.05.20

 

original.jpg

 

 

O PCP confunde "actividade política" com mosh ao som da Carvalhesa. O PCP confunde "liberdades democráticas" com o picnicão da bandeira vermelha. O PCP ficou ainda antes de 1974 nas manifestações de força coreografadas para impressionar o povo. O PCP rem um plano delineado que lhe permite regressar à clandestinidade já amanhã se for caso disso e manter a edição do Avante! por stencil. Era o que faltava!

 

 

 

 

O circo nunca acaba

por josé simões, em 04.05.20

 

1 (52).jpg

 

 

Marcelo, 71 anos de idade, ignorando o dever cívico do confinamento, depois de avisar as televisões desce alegremente o Chiado para ir às compras e para perorar sobre o distanciamento social na manif do 1.º de Maio.

 

[Imagem]