Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Morar em frente da Doca do Comércio numa manhã de nevoeiro

por josé simões, em 29.12.07

 

Naquelas” noites de verão – vocês sabem ao que me refiro –, chegar a noite, esticar a rede na varanda com vista para o porto de mar e para a doca, e ficar por ali na modorra, dolce fare niente, sem acção sequer para virar a página do livro que se está a ler…
 
O reverso são as manhãs de Inverno. Como a de hoje; a seguir a uma sexta-feira à noite; “daquelas” – vocês sabem ao que me refiro. Chegar a casa quase de manhã. Nevoeiro cerrado. E as sirenes dos barcos no rio a cada 30 segundos; às vezes isoladas; a maior parte das vezes em uníssono…Uooooomm! Uooooomm!
 
(O melhor é tomar um banho e voltar para a rua, porque dormir “está quieto!”)