Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 21.12.14

 

clown.jpg

 

 

«Por isso vou fazer-vos uma revelação: eu já não sou liberal. [...].Tem é de haver mais autoridade do Estado. [...]. E olhe que me custa dizer isto. Até estou comovido…». Ponto


E vírgula. Nunca foi liberal. Dizia que era mas não era. E isso é outra coisa. Como era e foi a defesa da intervenção da Câmara do Porto, com dinheiros dos contribuintes, todos, no Boavista FC para salvar o clube da gestão Loureiro, como o há época já um artista com "a" grande defendeu nas páginas do Correio da Manha e na caixa de comentários aqui do blog, nos idos de 2008. Ou então é o mui famoso "liberalismo à moda do Porto" sempre na boca de Carlos Abreu Amorim [sem querer com isto eu ofender os liberais do Porto].


[Imagem]

 

 

 

 

Perseguições policiais

por josé simões, em 19.04.07

Rita Vaz, líder da Juventude Nazi, perdão, Juventude Nacionalista, a propósito da operação levada a cabo ontem pela Direcção Geral de Combate ao Banditismo e que levou à detenção de 27 pessoas ligadas à extrema-direita, manifesta esperança que a reunião nazi-fascista, perdão, nacionalista, agendada para o próximo sábado se venha a concretizar. Lembra a Ritinha que, os partidos nazi-fascista, perdão, nacionalistas, na Europa «são alvo de constantes perseguições policiais».

 

Interessante ponto de vista sobre as perseguições – policiais para o caso – vinda daqueles que apregoam o ódio e a morte; que perseguem em bando transeuntes pretos no Bairro Alto e os pontapeiam até à morte; que ameaçam o Gato Fedorento e as suas famílias por uma acção de humor (a este propósito ler Contra o Fanatismo de Amos Oz e a incapacidade do fanático se rir dele próprio); que profanam cemitérios judaicos em França e na Alemanha, que utilizam um espectáculo lúdico e de família – o futebol – para, e através das claques, semear o ódio e a violência.

Li e registei. Para memória futura.

 

Post-Scriptum: A este propósito das direitas, extremas-direitas, liberdades, democracias, perseguições e o coiso e tal; proponho-vos um exercício simples de fazer. Seleccionemos um blog, dos mais linkados na blogosfera, O Insurgente http://www.oinsurgente.org/. Assumidamente de Direita, defensores do liberalismo, iniciativa privada, liberdade e democracia, menos Estado na vida dos cidadãos, tolerância e por aí.

Todas as semanas no O Insurgente há um blogue em destaque. Há umas semanas atrás o destacado era o Observatório da Jihad, que entre outros mimos contêm este:

                                                  

Depois de entrarem no Observador da Jihad http://observatoriodajihad.blogspot.com/, continuem a linkar outros blogues anexados e vejam até onde isto nos leva, por exemplo este: http://combustoes.blogspot.com/ ou este: (Centurião) http://liberal.blogs.sapo.pt/ ou ainda este: http://jansenista.blogspot.com/ que por sua vez nos levam a este: (Aliança Nacional) http://nacionalismo-de-futuro.blogspot.com/, a este: http://novafrente.blogspot.com/, mais este: (Pasquim da Reacção) http://lusavoz.blogspot.com/ e assim sucessivamente. Um círculo promíscuo onde a extrema-direita é acolhida e tolerada, senão mesmo venerada. O extremismo, o terrorismo, o fanatismo e outros ismos, aqui, só são condenáveis à esquerda.

Esta chamada é especialmente para aqueles que se Insurgiram contra um post meu, em que classificava a direita do PREC de trauliteira e caceteira, intolerante e desrespeitadora das liberdades, tanto ou mais que a esquerda – A Geração de Paulo Portas. Era e continua a ser.