Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

"países que definem como orientação e objectivo a construção duma sociedade socialista"

por josé simões, em 01.06.19

 

 

 

"Importante realidade do quadro internacional, nomeadamente pelo seu papel de resistência à 'nova ordem' imperialista, são os países que definem como orientação e objectivo a construção duma sociedade socialista - Cuba, China, Vietname, Laos e R.D.P. da Coreia", Projecto de Teses do XVIII Congresso do PCP.

 

Coreia do Norte terá fuzilado altos responsáveis após cimeira com Trump

 

[Imagem]

 

 

 

 

Rocket Man

por josé simões, em 19.09.17

 

 

 

Rocket Man in on a suicide mission

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 27.05.16

 

Kim Jong-un na capa do The Economist.jpg

 

 

Kim Jong-un na capa do The Economist

 

 

 

 

||| Nunca desiludem

por josé simões, em 12.05.16

 

north-korea-at-night-these-shrines-were-the-only-s

 

 

Já não é o elogio, nem a apologia, nem a saudação, é uma notícia, em forma de notícia, atrás do "Breves", na secção "Internacional", logo a seguir à abertura, feita com um israelita bom.


[Imagem]

 

 

 

 

||| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 09.01.16

 

the new yorker.jpg

 

 

A capa da The New Yorker

 

 

 

 

||| Festa do Avante! é quando um homem quiser

por josé simões, em 03.08.15

 

attack_washington.jpg

 

 

"We will give the award to President Kim Jong-un because he has been consistent in carrying out the ideals of the great leader, Kim Il Sung, which is to fight imperialism.


So this will be a sequel, where we give the award to Kim Jong-un for his persistence in fighting neo-colonialism."


[Imagem]

 

 

 

 

||| "Pelo seu papel de resistência à «nova ordem» imperialista...

por josé simões, em 02.02.15

 

north_korean_When provoking a war of aggression, w

 

 

O que é que falta a Vladimir Putin para entrar para o Olimpo dos grandes líderes do internacionalismo proletário, da solidariedade entre os povos e da luta contra o imperialismo, com direito a efígie, de perfil, ao lado das outras que o antecederam? Aparentemente só lhe falta absorver Guennadi Ziuganov.


«Um alto responsável das forças armadas russas anunciou que vão realizar-se este ano manobras militares conjuntas com a Coreia do Norte»


[Na imagem cartaz de propaganda norte-coreano "When provoking a war of aggression, we will hit back, beginning with the US!"]


... são os países que definem como orientação e objectivo a construção duma sociedade socialista – Cuba, China, Vietname, Laos e R.D.P. da Coreia."

 

 

 

 

||| Notícias para entreter papalvos e jornalistas [não necessáriamente por esta ordem]

por josé simões, em 28.12.14

 

Kim monitor.jpg

 

 

Antes de noticiarem que a Coreia do Norte ficou sem internet por ter chamado a Obama uma coisa que toda a gente, Coreia do Norte e tudo, chamava ao W. Bush, deviam abrir parêntesis e informar também qual a percentagem de norte-coreanos que tem acesso à internet, Com um 'cadinho de esforço até conseguiam publicar o nome dos privilegiados e tudo.


«Coreia do Norte de novo sem Internet depois de chamar "macaco" a Obama»

 

 

 

 

||| Vitória! Vitória! Acabou a nossa história!

por josé simões, em 23.12.14

 

the week.jpg

 

 

Estas notícias que fazem hoje o pleno da imprensa mundial e que dão conta de que depois das ameaças de retaliação por parte dos amaricanos por causa dos medricas da Sony, cheios de miúfa, a net norte-coreana esteve em baixo durante 9 – nove – 9 longas horas [weeeee!!!], como se as pessoas do lado de fora da Coreia do Norte ficassem muito incomodadas por não poderem visitar os sítios de propaganda do camarada-gordo-num-país-de-magros, ou como se os magros do país do camarada-gordo tivessem sequer acesso à net, livremente, qual pessoa normal, ou até direito a ir rir e chorar ao cinema; como se os danos na imagem e na moral de um lado e do outro fossem comparáveis. Get a life.


[Na imagem a capa da The Week]

 

 

 

 

||| The Boy With The Thorn In His Side

por josé simões, em 27.03.14

 

 

 

Não fosse a tacanhez de espírito e o sectarismo ideológico e tinham percebido a ironia de um post escrito em 4 minutos, incluindo os 30 segundos para descobrir uma imagem no Google.

 

Se os sintomas persistirem escrevo outro post a relacionar o título deste com a imagem do outro e os comentários na caixa.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

||| Pelo cabelo é que vamos

por josé simões, em 27.03.14

 

 

 

Foi assim com os hippies nos 60s e com as ondas de choque no Portugal, sempre-uns-anos-atrasado-em-relação-ao-que-acontecia-lá-fora, nos 70s pós 25 de Abril, foi assim com as cristas moicano e os arrepiados do punk à "viste o senhorio?", foi assim com os cabelos estilizados e futuristas "Espaço 1999" da new wave, é assim com o cabelinhos à "foda-se" dos betos do CDS, prolongados até à idade da reforma até naqueles que nunca mais se reformam, ler "nunca deixam de andar a saltitar por aí", com excepção dos que vão ficando sem cabelo, era assim nos idos do velho de Santa Comba com quem ousasse ter um dedo mindinho de cabelo por cima da orelha a ser invectivado "vai cortar o cabelo guedelhudo!" nas portas das tabernas. O cabelo sempre foi uma forma de rebeldia e/ ou uma marca identitária e, apesar de o cabelo do camarada Grande Sucessor, filho do camarada Querido Líder, neto do camarada Grande Líder, ser cool e underground, digo eu que nem sou grande fã dos The Smiths, há cabelos e há cabelos e há que cortar veleidades pela raiz e passar o cabelo a ferro como faziam os palhaços Sigue Sigue Sputnik. Eu prefiro fazer coro no pop-samba, com guitarras à la Shadows [que já usavam cabelo à "foda-se" antes de haver CDS e como forma de rebeldia] e com laivos de ye-ye, de José Roberto: "Deixa meu cabelo em paz, Deixa meu cabelo em paz".

 

«Norte-coreanos obrigados a ter penteado igual ao líder»

 

[The Smiths na imagem]

 

 

 

 

 

 

||| Boa publicidade [passe a publicidade]

por josé simões, em 10.03.14

 

 

 

[Aqui]

 

 

 

 

 

 

||| Um dia como outro qualquer

por josé simões, em 09.03.14

 

 

 

Na vida de um gordo numa terra de magros: North Korea holds parliament 'election'.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

||| Internacionalismo Poético

por josé simões, em 09.12.13

 

 

 

Depois do Internacionalismo Proletário o Internacionalismo Poético, numa terra de magros governada por um gordo:

 

 "sonhar sonhos diferentes e traição"

 

Ao menos leu a Pedra Filosofal do António Gedeão.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

|| "Pelo seu papel de resistência à «nova ordem» imperialista, são os países que definem como orientação e objectivo a construção duma sociedade socialista – […] R.D.P. da Coreia" [*]

por josé simões, em 12.04.13

 

 

 

Trabalhos forçados, crianças a morrer de fome na beira da estrada perante a indiferença de transeuntes zombies e dos soldados que tratam da sua vida e da das suas famílias [vídeo].

Estes camaradas têm stand cativo em todas as festas do Avante!

 

[*] - Resolução Política do XVIII Congresso do PCP