Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Realeza e cagadeiras de rés-do-chão

por josé simões, em 24.04.18

 

French_Squatter_Toilet.jpg

 

 

Ainda sou do tempo das retretes turcas nas fábricas, também conhecidas por cagadeiras de rés-do-chão, por oposição às outras, de "primeiro andar", nos escritórios e departamentos, porque um operário foi feito para ter força nas pernas. Agora o obrar sentado democratizou-se e até já há desinfectante para as mãos e papel higiénico, com grande prejuízo para as leituras de jornais com uns dias de atraso e para a higiene das partes baixas de cada um, à vez sentados onde se sentam os filhos de cada mãe.

Ontem vimos todos nas televisões uma aprendiza de rainha, de bebé ao colo na porta do hospital pelo próprio pé, sorridente e sem apoios, poucas horas depois de ter dado à luz o terceiro filho [parir é honra plebeia], por oposição à ralé, de baixa médica por dores nas virilhas e depressões várias, que o Serviço Nacional de Saúde é bom, apesar de todas as maldades sofridas, muito melhor que o endeusado NHS, e os descontos dos contribuintes são generosos.

E se isto não é o  the end of the fucking world as we know it não sei não...

 

[Imagem]

 

 

 

 

|| Parabéns à mãe, ao pai, e ao contribuinte britânico

por josé simões, em 23.07.13

 

 

 

E o pior de tudo é, 36 anos depois, continuar a fazer sentido.

 

 

 

 

 

|| A Branca de Neve prenha

por josé simões, em 13.02.13

 

 

 

Parece que uma revista italiana reincidiu e tornou a publicar fotos de Kate Middleton em bikini, com a sua barriguinha de grávida, a banhos numa praia das Caraíbas.

 

Parece que a família real tornou a ficar muito chocada e indignada e angustiada e outros sentimentos assim.

 

Parece que os jornais bifes também estão muito chocados e indignados e angustiados e outros sentimentos assim, de tal forma que até censuram a foto na reprodução que fazem da capa da desavergonhada revista italiana.

 

A mim o que me faz confusão, não revolta nem indigna nem angustia nem outros sentimentos assim, já estou por tudo, é que em pleno séc. XXI haja que passe a vida em bikini a ser fotografado em praias das Caraíbas ou do Mediterrâneo sem ter de se preocupar com o que fazer para o jantar nem sequer como arranjar dinheiro para o comprar.

 

Haja alguém que trabalhe para que sobre tempo a alguém para ficar muito chocado e indignado e angustiado e outros sentimentos assim.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Além da Taprobana

por josé simões, em 09.12.12

 

 

 

Como o povéu se pela todo por uma boa história de príncipes e princesas, encantadas com a sucessão do trono e a continuação da linhagem no ventre, ainda para mais com um tracinho de tragédia à mistura - a plebeia morta pelo pundonor da sua “traição” à coroa do império onde o sol nunca se põe, os jornais fizeram-lhe a vontade. Lá e cá.

 

Lá é o que todos sabemos, cá ninguém passou a ponta de um corno ao pormaior da australiana de ascendência indiana a trabalhar na Grã-Bretanha e de nome Jacintha Saldanha, casada com um também indiano de apelido Barboza. Very british names. Very indian names. Indeed.

 

[O Ferreira Fernandes é que podia ter escrito sobre isto, assim foi o que se pôde arranjar.]

 

[Imagem]