Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| É cor de burro quando foge

por josé simões, em 27.04.16

 

25 abril cartaz juventude popular.jpg

 

 

Antes do 25 de Abril de 1974 o Benfica jogava de encarnado porque vermelhos eram os comunistas. O cartaz da jota do CDS enferma do mesmo principio bafiento-salazarento, o 25 de Abril da Juventude Popular é cor de burro quando foge.

 

 

 

 

||| Instagram a mais ou inteligência a menos

por josé simões, em 30.06.15

 

kim kardashian instagram.jpg

 

 

"Em Portugal tiram-se selfies na praia, na Grécia tiram-se selfies na fila do multibanco, é essa a diferença entre Portual e a Grécia", Miguel Pires da Silva, líder da Juventude Popular, a jota do CDS, no Prós e Contras na RTP 1.


[Imagem]

 

 

 

 

||| A verdadeira face

por josé simões, em 09.01.14

 

 

 

Os avós deram ao povo ignaro, primeiro a 3.ª e depois a 4.ª classe, facultativa, porque o mito da ruralidade não queria grandes escrituras nem grandes leituras, mulheres no fogão, depois da chegada dos campos a 50% da jorna dos homens para trabalho igual, e além disso o orçamento era curto e os braços das crianças rendiam mais nos campos do que nos bancos das escolas de ardósia nos joelhos.

 

Os pais deram, a contragosto, os cursos industriais, forçados pelos Alfredos da Silva das indústrias a necessitar de quadros técnicos e especializados, e que não se compadeciam com mãos calejadas e cabeças duras pela ignorância, importadas dos campos para as periferias das cidades, no glorioso Portugal do condicionamento industrial.

 

Depois veio a revolução e a democracia e a alfabetização e a democratização e massificação da educação, e os filhos dos técnicos das indústrias dos Alfredos da Silva, e netos do homem rural, analfabeto e ileterato da 3.ª classe, ficaram doutores e engenheiros e advogados e médicos e o Diabo a quatro, e começaram a ler e a pensar pela sua própria cabeça e a preocupar-se e a ter opinião [heresia!] e há que pôr as coisas no seu devido lugar. "Manda quem pode, obedece quem deve". Ani Maamim!

 

«A Juventude Popular apresenta ao Congresso do CDS-PP uma moção […] na qual defende um recuo do ensino obrigatório do 12º ano para o 9º ano»