Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Jornalixo

por josé simões, em 21.12.18

 

sol (1).jpg

 

 

Esta filha da putice foi publicada no Twitter por uma coisa que se auto-intitula "jornal". Uma auto-estrada [A2/ Feijó, na legenda] cortada por centenas de coletes amarelos e uma velhinha em cadeira de rodas ao lado de uma mulher que dá o corpo às pedras da autêntica guerra que está decorrer.

 

 

 

 

“Presos políticos”

por josé simões, em 19.03.09

 

«Tudo na longa manutenção de prisão preventiva de Mário Machado é estranho e aponta para razões puramente políticas, o que é inadmissível numa democracia.»

 

Pacheco Pereira no Abrupto em17 de Setembro de 2007

 

«Suspeitas de ofensas corporais qualificadas, incluindo um tiro na perna de um membro do grupo motard Hell's Angels, foram o motivo que levou a Polícia Judiciária a deter esta quarta-feira Mário Machado.»

 

Sol, edição on-line

 

A História está repleta de exemplos de delinquentes e bandidos que saíram directamente do submundo para o activismo político, ou que usaram o activismo político como capa para as actividades fora da Lei.

 

Mas quem sou eu para dar lições de História a um historiador? Para mais quando ele gosta da vestir a pele que veste.

 

(Foto de Paul Taggart)

 

Da fronteira entre o dumping e a xenofobia

por josé simões, em 19.03.08

 

Com outros actores, com outros figurantes e com outros figurões; este é um filme em exibição há largos anos no nosso país. Diria mesmo, em sessões contínuas. Só que por cá, talvez fruto da matriz internacionalista-proletária dos sindicatos pátrios, nunca se ousou usar o termo «dumping laboral», quando se fala em brasileiros, moldavos, ucranianos, e outros desgraçados imigrantes que sofrem na pele o empreendedorismo do empresário lusitano da construção, convenientemente encostado e amparado pelo Estado.
 
Por cá – honra seja feita à CGTP –, prefere-se reivindicar para os imigrantes melhores condições de trabalho; melhores condições remuneratórias, sem discriminar quem nasceu cá, de quem foi “importado”. Ninguém tem culpa de ganhar mais, mesmo que esse “mais” afinal seja “menos”. Ou antes; há um culpado, daí a máxima “Proletários de todo o mundo, uni-vos!”.
 
O que Le Pen não dava para ter um Xosé Melón!
 
 
(Na foto a primeira edição do Manifesto do Partido Comunista via Mary Evans Picture Library)
 
 

Medo, mistério e terror

por josé simões, em 14.02.08

 

O Governo que faz tábua rasa dos Direitos Humanos no seu país; o Governo que é legitimado pelo terror e pela opressão; o Governo que em cada esquina exibe orgulhosamente a imagem do maior carniceiro da história da humanidade, batendo aos pontos Hitler, Estaline e Pol Pot juntos; o Governo de um país que condena a duras penas de prisão os seus cidadãos por um banal navegar na net; é o mesmo Governo, do mesmo país que proíbe os filmes de «mistério e terror» com o argumento que “a proibição dos filmes de medo é uma medida que pretende «proteger o desenvolvimento psicológico de crianças e adolescentes»” (link)
 
Quem protege o desenvolvimento psicológico das crianças e dos adolescentes chineses dos efeitos perniciosos do seu Governo?
 
Não fosse o assunto dos Direitos Humanos e das Liberdades demasiado sério, até dava vontade de rir!
 
(Foto fanada no Daily Telegraph)
 
 

Festa!!!

por josé simões, em 10.06.07

Hoje é dia de festa aqui no blogue. Acabo de saber que a direcção do semanário Sol, elegeu aqui o blogue terrorista como o blogue da semana. Obrigado pela distinção!