Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Para o peditório da Caritas já dei

por josé simões, em 16.03.09

 

Qual a justificação para a presença de Santana Lopes entre os convidados pela Presidência da República no jantar em honra do rei e da rainha da Jordânia?

 

Francisco Pinto Balsemão e respectiva esposa; aceita-se, o homem é dono de um “império” da comunicação social. Faria de Oliveira; aceita-se, o homem é presidente do banco do Estado e maior banco português. Etcaetera; contactos e oportunidades de negócio.

 

Santana Lopes a que propósito? Por ser ex-primeiro-ministro? Por ser ex-presidente do Sporting Club de Portugal? Por ser ex-presidente da Câmara da Figueira da Foz? Por ser ex-tudo em que se meteu; ou por ser candidato autárquico a Lisboa pelo PSD?

 

Era de bom-tom que o economista rigoroso e exigente que é Presidente da República deixasse bem claro as razões dos convites. Não é por nada, nem sequer embirranço com Santana, é só porque o jantarinho foi pago por todos nós e para o peditório da Caritas já dei.

 

(Imagem “All About Eve” - Allstar Cinetext/ 20 Century Fox)