Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

As ratazanas de esgoto

por josé simões, em 27.04.19

 

 

 

Um ex juiz, activista político, sem respeito pelo Estado de direito e pela presunção da inocência até à condenação em tribunal e trânsito em julgado, vem ao país dos bardamerdas, como ministro da Justiça de um país estrangeiro, fazer comentários e tecer considerações sobre o sistema judicial e de justiça de um país soberano sem que as ratazanas de esgoto, que são, mostrem grandes sintomas de urticária. Já o bloco do Bloco de Esquerda na manif do 25 de Abril a cantar que o lugar de Bolsonaro é ao lado de Salazar, o que, em abono da verdade, até o próprio não deve desdenhar, isso é que não pode ser, isso é que é sintoma grave de anti-democracia e desrespeito por um país soberano.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Perdoar o Holocausto

por josé simões, em 13.04.19

 

0.jpg

 

 

1 (5).jpg

 

 

2 (5).jpg

 

 

3 (5).jpg

 

 

4 (4).jpg

 

 

Brazil president raises eyebrows saying Holocaust can be forgiven

 

[Imagens]

 

 

 

 

"Entre Bolsonaro e Haddad, escolhia não votar"

por josé simões, em 27.03.19

 

jairbolsonaro.jpg

 

 

O presidente Jair Bolsonaro sinalizou oficialmente que as Forças Armadas poderão comemorar o golpe de 31 de março de 1964, que instaurou uma ditadura militar no país, deixando centenas de mortos e desaparecidos, e cuja repressão lançou mão de artifícios como estupros e tortura.

 

Tempo para recuperar declarações dos nossos grandes democratas "A Venezuela! A Venezuela" que com a sua abstenção contribuíam para a vitória no Brasil de um saudoso do fascismo, da repressão e da tortura: Assunção Cristas. "Entre Bolsonaro e Haddad, escolhia não votar".

 

 

 

 

Foi para isto que se fez o Twitter

por josé simões, em 06.03.19

 

donaldtrump.jpg

 

 

Sem Título (3).jpg

 

 

Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil, no Twitter.

 

[Imagem]

 

 

 

 

A nova verdade

por josé simões, em 01.01.19

 

 

 

Manifestantes gritam "Wathsapp! Wathsapp! Facebook! Facebook!" em apoio a Jair Bolsonaro na tomada de posse como presidente do Brasil.

 

[Via]

 

 

 

 

"Abençoado por Deus e bonito por natureza" *

por josé simões, em 01.01.19

 

Bolsonaro.jpg

 

 

Deus e Pátria. Respaldar e dar mais força à autoridade. Combater a ideologia de género [o que quer que isso signifique]. Tirar o peso do Estado da economia. Preparar as pessoas para o mercado de trabalho. Moralizar a política. A família. Deus.

 

A verdade é que o discurso de tomada de posse de Jair Bolsonaro podia muito bem ter sido dito por Pedro Passos Coelho, ou por um daqueles que reclamam a sua herança. Ou por Procissão Cristas. Ou pela next big thing do CDS, em banho-maria para a sucessão, Adolfo Mesquita Nunes.

 

* "Mas que beleza..."

 

[Imagem]

 

 

 

 

Tem tudo para correr bem

por josé simões, em 19.11.18

 

Diário de Pernambuco.jpg

 

 

 

 

Tire o cavalinho da chuva quem pensa que isto tem a ver com corrupção

por josé simões, em 02.11.18

 

pinochet.jpg

 

 

A direita radical que passou dias inteiros no Twitter e no Facebook a arremeter contra Baltasar Garzón pelo pedido de extradição de Pinochet, posteriormente cooptada na horda de "técnicos" e "especialistas" que inundou ministérios, secretarias de Estado e agências estatais avulso nos idos do Governo Passos/ Portas, é a mesma direita radical que exulta com a nomeação de Sérgio Moro ministro da Justiça de Jair Bolsonaro. Tire o cavalinho da chuva quem pensa que isto tem a ver com corrupção, isto tem a ver com ditadura e repressão.

 

 

 

 

A direita radical PSD/ CDS e o camarada Otelo Saraiva Bolsonaro

por josé simões, em 31.10.18

 

Fidel-Otelo-Cuba.jpg

 

 

Bolsonaro quer fazer à Folha de S. Paulo o que Chávez e Maduro fizeram aos jornais críticos do regime. Da boca da direita radical PSD/ CDS, sempre tão preocupada com a democracia e a liberdade de expressão na Venezuela, não se ouve nem um pio.

Não só não se ouve nem um pio e fica registado que, depois de décadas a atirar Otelo e o Campo Pequeno à cara da esquerda, radical ou não, o empenho posto pela direita radical PSD/ CDS em defesa do fascista Bolsonaro que diz, para quem o quer ouvir, que vai metralhar os adversários políticos.

Se agora desatarmos todos, radicais de esquerda ou não, a lamentar que o erro do Otelo foi não ter passado das palavras aos actos, como o fascista Bolsonaro, apoiado pela direita radical PSD/ CDS, diz que o erro da ditadura foi torturar em vez de matar, a esquerda é anti-democrática e indigna de respeito. É isto, não é?

 

[Imagem]

 

 

 

 

Alemanha 1936

por josé simões, em 29.10.18

 

Der Pimpf.jpg

 

 

Deputada eleita pelo PSL pede que estudantes denunciem professores contra Bolsonaro em sala de aula

 

[Na imagem capa da Der Pimpf, revista do Partido Nazi para rapazes]

 

 

 

 

 

Ó meu Brasiuuu...

por josé simões, em 28.10.18

 

Semi-Skimmed Gallery II.jpg

 

 

Como termina "Ando Meio Desligado" de Os Mutantes pela voz da Rita Lee, "Ó meu Brasiuuu..."

 

[Imagem]

 

 

 

 

O CDS, esse partido albergue de grandes democratas

por josé simões, em 25.10.18

 

 

 

O dia em que Procissão Cristas nos diz que dava a vitória a um fascista no Brasil, um fascista da estirpe filho da puta à face da terra, que defende a tortura, assassinar adversários políticos, que as mulheres são seres inferiores, que se deve usar a violência contra os gays, que os pobres devem ser esterilizados, e que a polícia deve atirar a matar e não ser responsabilizada por isso, é o dia em que o Cónego Melo aparece em defesa dos polícias que no Estado de direito recorrem a métodos defendidos pelo fascista eleito por Procissão Cristas caso votasse no Brasil. Registe-se o CDS, esse partido albergue de grandes democratas.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Fechem esta merda e atirem a chave ao rio

por josé simões, em 22.10.18

 

 

 

[Via]

 

 

 

 

#EleNao

por josé simões, em 11.10.18

 

brasil_suastica.jpg

 

 

Eu fui olhar o desenho que fizeram na barriga dela. É um símbolo budista, de harmonia, de amor, de paz e de fraternidade. Se tu fores pesquisar no Google, tu vai ver que existe um símbolo budista ali. Essa é a informação

 

 

 

 

Heil!

por josé simões, em 10.10.18

 

Joseph O. Holmes.jpg

 

 

Já tínhamos questionado qual a razão/ quais as razões para que num tempo 'live fast die young', com o mundo em cada vez mais rápidas transformações ao ritmo do Youtube, Facebook e Twitter na palma da mão android/ iPhone, alterações climáticas, save the planet, energias limpas, movimento 1%, #OccupyWallStreet, primavera árabe, direitos das minorias, migrações massivas de populações, morte no Mediterrâneo, movimento #metoo, crises das dívidas soberanas, austeridade, desemprego jovem, emprego jovem mal pago e precariedade, não tinha ainda aparecido um movimento, nem nos States nem na UK nem noutro sítio qualquer, que capitalizasse todos estes novos angry young men globais e fosse a sua voz, à imagem do movimento hippie e do Maio de 68, contra a guerra do Vietname e libertação sexual, e mais tarde do movimento punk, com o rock against racism, contra o anos thatcherismo e dos reganomics, que culminaria anos mais tarde com o Feed the World e o Live Aid. Nem uma banda sequer que os cantasse. A partir daqui kaput, morreu, porquê?

 

O vocalista Roger Waters foi vaiado na passada terça-feira durante um concerto em São Paulo, no Brasil, por ter apresentado um grafismo no concerto onde mostra uma mensagem "anti-Bolsonaro" e o coloca ao lado de nomes como Le Pen, Trump ou Putin acompanhado da mensagem "neo-fascismo está a crescer"

 

[Imagem]