Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

A questão cigana

por josé simões, em 18.06.18

 

Buchenwald Concentration Camp 1945.jpg

 

 

"I'm having them prepare a dossier on the Roma question in Italy at the ministry because after (former Minister Roberto) Maroni, nothing has been done and it's chaos,".

 

"(There will be) reconnaissance on the Roma people in Italy to see who, how, how many, re-doing what was called the census.
"We'll have a register".
The minister said that Roma people who do not have the legal right to be in Italy will be deported via an agreement between States, adding that "unfortunately, you have to keep the Italian Roma at home"

 

[Imagem]

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 01.06.18

 

Chronicle-Books-How-to-Swear (1).jpg

 

 

Jean-Claude Juncker que, enquanto primeiro-ministro do Luxemburgo,foi o responsável pelo que ficou conhecido como escândalo Lux Leaks, aconselha os italianos a "mais trabalho, menos corrupção e seriedade". Não ter a puta da vergonha na cara é isto.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 06.03.18

 

clown (2).jpg

 

 

"A Europa ficou muito desiludida com Itália" diz, sem se rir, Frans Timmermans, vice-presidente da Comissão Europeia, e sem perceber que o resultado destas eleições é consequência da Itália ter ficado muito desiludida com a Europa.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Libero

por josé simões, em 15.09.16

 

ai-weiwei-palazzo-strozzi-florence-libero-reframe-

 

 

aiming to draw attention to the fate of refugees who risk their lives daily to reach europe by crossing the mediterranean

 

 

 

 

Terra

por josé simões, em 25.08.16

 

daily_telegraph.jpg

 

 

 

 

 

War, What is it good for? Absolutely nothing, 11

por josé simões, em 26.05.16

 

migrant-boat-1.jpg

 

migrant-boat-2.jpg

 

migrant-boat-3.jpg

 

migrant-boat-4.jpg

 

migrant-boat-5.jpg

 

 

[Aqui]

 

 

||| Quem não se dá ao respeito não pode ser respeitado, vox pop

por josé simões, em 26.01.16

 

shadi_ghadirian.jpg

 

 

"As autoridades italianas cobriram várias estátuas de nus nos Museus Capitolinos, em Roma, para evitar possíveis ofensas durante a visita de Hassan Rouhani, presidente do Irão"


[Imagem]

 

 

 

 

||| Histórias de cães abandonados no Facebook

por josé simões, em 15.08.15

 

Hope Kroll.jpg

 

 

40 mortos por asfixia no porão de um barco carregado de migrantes ao largo de Itália.


[Imagem]

 

 

 

 

||| A Muralha de Adriano

por josé simões, em 23.04.15

 

Cawfields-Hadrians-Wall-Mile-castle-42-Northumberl

 

 

«Europa vai apertar o cerco à imigração ilegal». Ler: Europa vai normalizar os vistos gold em todo o 'espaço Schengen'. «Europa junta-se para blindar o Mediterrâneo». Ler: vão morrer longe! [de preferência onde não haja câmaras de televisão nem telemóveis].


Depois de terem pedido uma acção militar para derrubar o ditador-torcionário-carniceiro al-Gaddafi agora «Roma e Madrid pedem ação militar na Líbia contra tráfico humano», vítimas fugidas da democracia instaurada pela acção militar da NATO e dos apoios concedidos pela Europa e pelos Estados Unidos, do Nobel da Paz Obama, a fundamentalistas vários durante a 'primavera árabe'. Podíamos bombardea-los logo nas praias da Líbia na altura dos embarques, isso sim, era de valor.


Adriano também construiu uma muralha e morreu sem nunca perceber a razão/ as razões da atracção dos bárbaros pelo império. Mas como ninguém estuda História e até há já quem proponha a sua erradicação dos programas escolares, substituída por economias e outras disciplinas mais práticas das contagens de dinheiros e de números e de pessoas-números, isso agora também não interessa nada.


[Imagem]

 

 

 

 

||| Entretanto em Brighton, UK

por josé simões, em 22.04.15

 

Brighton beach body bags highlight EU migrant cris

 

 

[Aqui]

 

 

 

 

||| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 21.04.15

 

i.jpg

 

 

A primeira página do i.

 

 

 

 

||| E perguntam-me vocês: e o que é que uma coisa tem a ver com a outra?

por josé simões, em 20.04.15

 

lampedusa tragedy.jpg

 

 

Ainda sou do tempo de Paulo Portas ter sido o primeiro governante europeu ocidental a aterrar em Trípoli para fazer negócio com o novo regime "democrático", eleito pelos bombardeamentos da NATO ao exército de Muammar al-Gaddafi. As oportunidades de negócio, as empresas de construção civil na reconstrução do país, as exportações, os amanhãs que cantam para ambas as economias, blah-blah-blah, botões de puto e sorriso Pepsodent.


E perguntam-me vocês: o que é que uma coisa tem a ver com a outra, Paulo Portas em Trípoli e os milhares de fugitivos e desesperados, diários, em barcos nas costas de Itália e os outros tantos milhares de mortos nas águas do Mediterrâneo? Não perguntem que vos fica mal a ignorância.


[Imagem]

 

 

 

 

||| Intervalo técnico

por josé simões, em 27.01.15

 

Tony Blair & Gerhard Schröder.jpg

 

 

Já passou tanto tempo desde que Tony Blair quis dar um rosto humano ao neoliberalismo de Margareth Thatcher e desde o dia em que Gerhard Schröder ocupou a cadeira de chancheler da Alemanha e abriu, na Europa continental, as hostilidades contra o mundo do trabalho e o Estado social, pomposamente baptizadas de "reformas", que as pessoas já se esqueceram do que é a social-democracia, do que é ser social-democrata e que tudo agora é extremismo, é esquerda radical, perigosa, quase a roçar o terrorismo. Graças aos mercados a Deus que temos Matteo Renzi para esconjurar Alexis Tsipras e exorcizar os desvios à ideologia do pensamento único.

 

 

 

 

||| Povo amigo, o Governo está contigo

por josé simões, em 02.10.14

 

 

 

«Duas das maiores economias da zona euro, França e Itália, apresentaram esta semana as propostas de Orçamento para 2015 e uma coisa ficou clara: ambos pretendem mais flexibilidade e tempo para reduzir o défice até aos 3%. Portugal e Irlanda demarcam-se da posição e até mantêm um tom de censura às pretensões gaulesas: cumprir o que foi combinado. Alemanha gostou de ouvir.»


[Imagem]

 

 

 

 

||| Cada macaco no seu galho

por josé simões, em 04.07.14

 

 

 

Ou uma coisa muito bonita que dantes havia e que era o poder económico subordinado ao poder político.

 

"O Bundesbank não tem como sua tarefa participar no debate político italiano. Da mesma maneira que eu não falo sobre o Sparkassen ou os Landesbanken"

 

"A Europa pertence aos seus cidadãos, não aos banqueiros, sejam eles alemães ou italianos"

 

[Imagem]